Especialistas falam sobre sopro no coração e desmaio

Publicado em terça-feira, outubro 20, 2015 ·

coraçãoA atividade física é importante para o corpo e para a mente, mas será que quem tem uma doença do coração também pode praticar algum tipo de exercício? Existe restrição? O Bem Estar desta terça-feira (20) falou sobre sopro no coração e desmaio. Convidamos os cardiologistas Roberto Kalil e Nabil Gorayeb para mostrar como o condicionamento físico pode evitar doenças cardíacas e ajudar no controle de quem já tem o problema.

O sedentarismo não faz bem a ninguém. Só pacientes com problemas muito graves, no coração, acabam tendo uma contraindicação de exercícios. Mesmo assim, essa recomendação pode ser temporária.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Quem não pode fazer exercício são alguns pacientes que realmente tiveram o infarto ou que tem o coração muito fraco. Que estão com arritmias graves, palpitação”, explica o cardiologista do Hospital Albert Einstein Leandro Echenique. Essas limitações não atingem mais do que 10% dos pacientes.

Antes de começar a praticar atividade física, o ideal é fazer uma avaliação cardiológica, principalmente se a pessoa tiver algum histórico familiar de desmaios ou doenças do coração. Se houve desmaio ou tontura durante a atividade, é preciso interromper o exercício imediatamente. Só volte a fazer a atividade quando descobrir a causa da síncope.

O desmaio é a perda transitória da consciência e da postura por queda da função cerebral. Ele é um sintoma comum, que pode ser causado por queda de pressão, falta de alimentação ou problema cardíaco. Por isso deve ser investigado, principalmente para descartar as causas cardíacas. Mas o histórico de desmaio não proíbe a pratica de atividade física. Os exercícios ajudam a manter a qualidade de vida, mas não influencia na melhora ou desaparecimento.

A displasia é uma das doenças cardíacas que pode provocar o desmaio. É uma doença genética que, ao invés de músculo, o coração tem blocos de gordura e isso atrapalha seu funcionamento, provocando arritmias.

Sopro no coração
O sopro cardíaco é o ruído produzido pelo fluxo de sangue quando passa pelas estruturas do coração. Esse barulho pode indicar algum problema no funcionamento do coração, por isso merece atenção.

O sopro em si não causa sintomas porque é apenas o ruído da passagem do sangue pelas estruturas alteradas ou pelas válvulas defeituosas do coração. O sintoma ocorre pelo crescimento exagerado e fraqueza do coração – falta de ar, palpitações e inchaço das pernas.

A atividade física não ajuda no caso do sopro. Quem tem sopro deve fazer atividade física supervisionada para não acelerar a piora das válvulas e nem inchar o coração. Se com a atividade física ficar constado que o sopro piorou, precisa interromper os exercícios.

O sopro pode ser congênito, adquirido, funcional ou por causa do estreitamento da válvula aórtica do idoso.

 G1

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br