Especialistas da SMS alertam para cuidados com a pele e alimentação durante o verão

Publicado em quarta-feira, Janeiro 7, 2015 ·

verãoCom a chegada do verão, muitas pessoas costumam ir à praia para aproveitar o período de calor, mas é necessário ter prudência na hora de se expor ao sol. Os especialistas dizem que cuidados simples com a pele e a alimentação evitam transtornos e podem proporcionar um momento de lazer mais saudável. Em João Pessoa, as pessoas que exagerarem e passarem por casos agudos de insolação, desidratação, dentre outras complicações em decorrência da intensa exposição ao sol, podem se dirigir às unidades de pronto atendimento (UPA), localizadas em Manaíra e no Valentina Figueiredo; ou ao pronto atendimento do Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais), no bairro do Cristo Redentor. Para evitar maiores problemas com a saúde, os cuidados devem começar nas atividades rotineiras e até mesmo dentro de casa, como vestir roupas leves e fazer uso de protetor solar adequado. De acordo com Paloma Lobo, dermatologista da rede municipal de Saúde, a escolha do protetor solar parte do princípio da tonalidade da pele de cada indivíduo. Ou seja, pessoas mais claras precisam utilizar protetores que possuam um fator de proteção maior. Ela destaca ainda que, a atenção deve ser redobrada quando a exposição é intensa. “Todas as pessoas, quando estiverem expostas, diretamente ao sol, seja na praia ou na piscina, a reposição do creme protetor deve ser a cada duas horas inclusive nas mãos, pés e orelhas”, alertou. Nessa época do ano, a radiação ultravioleta se mostra mais forte durante boa parte do dia, sendo preciso tomar alguns cuidados. O contato com a radiação excessiva pode tanto trazer alterações simples no corpo, como é o caso do bronze e manchas, como também, é capaz de afetar gravemente a pele do indivíduo com doenças como o câncer de pele. Proteção – A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) recomenda às pessoas que possuam cicatrizes, a tomarem algumas precauções e protegê-las da exposição ao sol. As cicatrizes, quando recentes, podem ficar escuras e, quando antigas, podem desenvolver tumores na pele, apesar de ser um evento raro. Durante o banho, a recomendação da SBD é que se utilize a temperatura da água em fria ou morna para evitar que a pele fique ressecada e ainda utilizar sabonete compatível com ao tipo de pele. A enfermeira paraibana Luzimere Nascimento, que atualmente mora no estado de Mato Grosso, veio aproveitar o verão na Capital e escolheu a praia de Tambaú como seu refúgio. Ela conta que mesmo no meio de tanta descontração e encantamento com as belezas naturais, não abre mão da proteção. “Eu utilizo diariamente o protetor solar e procuro também sempre passar nos meus filhos, principalmente quando estamos de férias nas praias, já que ficamos muito tempo expostos ao sol e não queremos ter complicações agora e nem futuras,” disse a turista. Além de tomar esses cuidados, a turista paraibana deixa claro que é preciso lembrar do meio ambiente. “Como eu trago muita água para me hidratar, eu não deixo de trazer as sacolinhas para recolher os meus resíduos e não deixar a praia suja. O ideal seria que todos tivessem essa ideia”, completa. Alimentação – Uma alimentação balanceada também é um dos fatores importantes para manter o bem estar durante a estação mais quente do ano.

A nutricionista Regiane Fixina, da rede municipal de Saúde, aconselha que as pessoas realizem as refeições a cada três horas, dando preferência a alimentos leves, a exemplo de folhas, frutas e legumes. “É preciso evitar alimentos de digestão demorada,” destacou. A nutricionista ressalta, ainda, a importância de ingerir líquidos para hidratar o corpo. “As altas temperaturas dessa época do ano fazem com que a gente perca água com mais frequência e, para auxiliar nesse equilíbrio é preciso beber mais líquidos, cerca de oito a doze copos por dia a depender das atividades que a pessoa realiza no cotidiano. Também podemos inserir sucos e chás nos intervalos de cada refeição”, orienta. Alguns dos alimentos recomendados pela SBD para a recuperação dos danos que o sol pode causar à pela são as frutas e legumes de cor vermelha ou ‘alaranjada’, a exemplo de cenoura, abóbora, maçã, entre outras. Esses alimentos possuem carotenoides, substancia que se deposita na pele e retém as radiações ultravioletas. Crianças – No caso das crianças, esse momento de férias muda a rotina diária dos pequenos, passando a ser destinado à descontração. Mas é preciso tomar alguns cuidados para evitar problemas dermatológicos e de desidratação. Segundo Telma Brito Neves, pediatra da rede municipal de Saúde, diarreia e problemas dermatológicos são as principais complicações que atingem as crianças. “O aumento de casos de diarreia se deve à alimentação inadequada, proveniente da má conservação dos alimentos, e diminuição da oferta de líquidos”, afirmou. Outro caso que costuma aparecer é a desidratação. Ainda, de acordo a médica, é preciso ficar atento aos seguintes sintomas: vômito, diarréia e diminuição da urina. Ela recomenda que a intervenção seja à base de soro caseiro, além do elevado consumo de líquidos. Caso o problema continue o usuário deve procurar ajuda médica. “Vale salientar que assim como as crianças, os idosos também devem aumentar o consumo de líquidos,” completou. Doenças mais comuns – O Ministério da Saúde recomenda que, além de realizar os cuidados de higiene corporal, é preciso dá uma maior atenção a doenças que costumam aumentar nessa época do ano. Febre amarela, intoxicação alimentar e a dengue são alguns exemplos. Já a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) chama atenção para o risco de problemas na pele como as micoses, manchas e brotoejas. Câncer de pele – Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de pele é o mais frequente no Brasil, correspondendo a 25% de todos os tumores malignos registrados no país. É mais comum em pessoas de pele clara, que possuem sensibilidade a exposição solar, ou indivíduos que possuem alguma doença de pele. O maior número de casos, segundo o Inca, ocorre em pessoas com idade maior que 40 anos tendo pouca incidência em crianças. Em 2014, foram registrados 182.130 novos casos no país.

Secom-JP

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627