Escritora Valéria Rezende participa de seminário promovido por estudantes de Letras da UEPB/Guarabira

Publicado em quinta-feira, agosto 18, 2011 ·

Evento - UEPBDepois de ter recebido o Título de Cidadã Pessoense na terça-feira (16), em sessão realizada na Câmara Municipal da Capital, a renomada escritora ir. Maria Valéria Rezende esteve participando na quarta-feira (17) do I Seminário de Letras da UEPB (Campus III/Guarabira), que se encerra nesta sexta e tem como tema “Mulheres na Literatura”.

Por volta das 14h30, Valéria proferiu palestra sobre “O lugar da Mulher na Literatura Brasileira”, oportunidade em que também lançou o seu novo livro intitulado “Hai-quintal: haicais descobertos no quintal”. A exposição da escritora chamou a atenção do público presente pela naturalidade, sinceridade e humildade com que trata as questões literárias, o que para ela deve ser fundamentada na realidade da vida.

Evento na UEPBPaulista e radicada na Paraíba, Valéria Rezende nasceu em uma família de escritores e artistas em Santos (SP), em 1942, onde viveu até os 17 anos. Foi dirigente de movimentos estudantis e da Juventude Estudantil e Universitária Católica. Graduou-se em Língua e Literatura Francesa e em Pedagogia, e é mestre em sociologia. Entrou na Congregação da Nossa Senhora em 1965, na qual permanece até hoje. Segundo ela, “tentar ser paraibana também é uma escolha do coração e definitiva”.

Há mais de 30 anos na Paraíba, tem se dedicado à educação popular e ficou conhecida nas microrregiões do Brejo, Guarabira e Curimataú Oriental pela atuação na defesa dos mais pobres ao lado de dom Marcelo Pinto Carvalhleiro. Está em João Pessoa desde 1986. Em 2000 passou a se dedicar também à literatura sem nunca abandonar a educação popular. Esteve em Angola, Cuba, França e Timor, entre outros países, convidada a falar sobre seus projetos sociais.

A experiência de Maria Valéria com a dor do analfabetismo e com a educação de jovens e adultos foi o mote para O Voo da Guará Vermelho. “Uma personagem se apaixona por aprender a ler e a outra descobre um sentido para sua vida, ensinando”. A autora constrói no livro o encontro de Irene, uma nordestina que vira prostituta em São Paulo, com Rosálio, um servente pedreiro. Dona de uma escrita inventiva e conhecedora da realidade de “Rosálios” e “Irenes”, fez uma obra poética e forte, que dispensa trivialidades.

Nos contos de Vasto Mundo, seu primeiro livro, Valéria apresenta “causos” do povo nordestino, em que trata de amores e dores, da geografia local e da crença fácil no que transcende o explicável. A autora também escreve para crianças e jovens, tanto poemas quanto histórias ficcionais, em que aborda o medo, a lealdade e as relações sociais, sempre com humor e criatividade. Escreveu muitas outras publicações, a exemplo de O Problema do Pato e Modo de Apanhar Pássaros à Mão.

Redação/Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627