Embalado, Vasco bate Avaí fora de casa e pressiona líderes

Publicado em quinta-feira, agosto 18, 2011 ·

vasco diegoCampeão da Copa do Brasil deste ano e já assegurado na próxima edição da Copa Libertadores da América, o Vasco, ao contrário do senso-comum, não abandonou as disputas do Campeonato Brasileiro, e acaba se recompensando por isso. Na noite desta quarta-feira, a equipe comandada pelo técnico Ricardo Gomes derrotou o Avaí por 2 a 0, em pleno Estádio da Ressacada, e se aproximou da liderança da competição, pressionando os primeiros colocados Corinthians e Flamengo.

Graças aos gols marcados pelo meia Diego Souza e pelo zagueiro Dedé, convocado para a Seleção Brasileira no último amistoso contra a Alemanha, o clube da Colina chegou aos 34 pontos, apenas um atrás do líder Corinthians, que entra em campo ainda nesta quarta-feira para enfrentar o Atlético-MG, fora de casa. Em contrapartida aos cariocas, o Avaí segue em péssima situação na tabela de classificação: ocupa o penúltimo lugar, com apenas 13 pontos.

Um dos clubes mais regulares na temporada, o Vasco teve outra atuação segura no Campeonato Brasileiro. Variando de ritmo durante o confronto, às vezes apostando na cadência de Juninho, mas também na velocidade de Éder Luís, o time de São Januário abriu o marcador ainda na primeira etapa. Aos 26min, Fagner escapou pela direita e cruzou na medida para Diego Souza. Oportunista, o camisa 10 chutou cruzado e venceu o goleiro rival.

O gol aumentou ainda mais a tranquilidade do Vasco dentro de campo. Bem posicionado, a equipe comandada por Ricardo Gomes controlou o ímpeto do mandante Avaí, e sacramentou mais três pontos na competição durante a segunda etapa. Quando o marcador apontava 21min, o zagueiro Dedé aproveitou falha da defesa rival, após cruzamento de Juninho, e tocou para as redes. O tento, somado à expulsão de Robinho, minou qualquer tipo de reação catarinense.

Embalado pela segunda vitória na competição nacional, o Vasco volta a campo no próximo domingo, às 18h (de Brasília), para encarar o rival Fluminense, buscando reencontrar o bom nível em clássicos – no último dia 7, a equipe acabou goleada por 4 a 0 pelo Botafogo. Já o Avaí, condenado a brigar para evitar pela queda à Série B, receberá na mesma data, mas às 16h, o Coritiba.

O jogo

A partida começou com o Avaí buscando dominar as ações, mas rapidamente o Vasco equilibrou e teve a primeira boa chance aos seis minutos. Juninho cobrou falta e Felipe foi obrigado a espalmar para fora da área. No entanto, a resposta dos donos da casa veio quatro minutos depois, quando a zaga cruz-maltina bobeou e Cleverson finalizou; contudo, Dedé estava bem colocado e tirou o que seria a abertura do placar na Ressacada.

As duas equipes conseguiam chegar ao campo de ataque com facilidade e levavam perigo ao adversário. Tanto que, aos 16min, o Avaí encaixou um bom contra-ataque e após cruzamento pela direita, o goleiro Fernando Prass precisou sair da pequena área para se antecipar a Cleverson, que aparecia sozinho para finalizar o lance.

A partida seguia movimentada, mas as equipes erravam muitos passes. Com isso, as chances de perigo não aconteceram até os 26min, quando Fagner deu belo passe para Diego Souza, que apareceu livre no meio da zaga catarinense e finalizou na saída de Felipe para abrir o placar.

O revés foi sentido pelo Avaí, que viu o Vasco crescer na partida. No entanto, aos poucos, os donos da casa voltaram a buscar o ataque e tiveram boa chance aos 34min. Após erro de passe, no meio, dos cariocas, Caíque foi lançado dentro da área, mas Fernando Prass saiu nos pés do atacante catarinense e salvou mais uma vez os visitantes.

Só que o Vasco foi quem teve grande chance de ampliar aos 41min. Rômulo tabelou com Alecsandro e apareceu na área. No entanto, o volante finalizou muito mal. Nos minutos finais, o Avaí ainda buscou o empate, mas parou nos próprios erros de passes.

Para o segundo tempo, o Avaí veio com duas alterações: William e Robinho nos lugares de Caíque e Dinélson, respectivamente. Só que os donos da casa não conseguiam pressionar o Vasco, que tocava bem a bola. Os visitantes foram quem quase ampliaram aos oito minutos, quando Juninho tabelou com Éder Luís e rolou para o atacante. No entanto, o camisa 7 cruz-maltino finalizou muito mal, desperdiçando oportunidade clara.

A partida seguia no mesmo panorama, o que irritava a torcida presente na Ressacada. Com isso, os donos da casa ficavam nervosos e erravam muitos passes. Mesmo assim, os catarinenses ainda criavam algum perigo, mas em lances de bola parada. O Vasco continuava melhor em campo, mas pecavam no campo de ataque.

Não demorou muito e o Vasco conseguiu ampliar na Ressacada. Após cobrança de escanteio aos 21min, Dedé cabeceou, a bola bateu na zaga do Avaí e sobrou para o zagueiro finalizar para o gol de Felipe.

O novo revés acabou com a paciência da torcida do Avaí, que passou a hostilizar o técnico Gallo. Só que em campo, os donos da casa passaram a pressionar o Vasco. No entanto, os catarinenses desperdiçaram as chances criadas. Quando a equipe era melhor em campo pela primeira vez no confronto, Robinho, que havia entrado no intervalo, foi expulso após receber o segundo cartão amarelo por falta dura em Juninho.

Com um a mais, o Vasco voltou a dominar o jogo. Os cruz-maltinos presentes na Ressacada ensaiaram alguns gritos de olé e viram os visitantes administrarem o resultado. Nos minutos finais, o Avaí se deu por vencido e esperou o apito final do árbitro.

Com informações da Gazeta Esportiva

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627