Em Guarabira, casal de jovens denuncia policial por abuso e falsidade ideológica

Publicado em terça-feira, Maio 8, 2012 ·

 

Ele é acusado de molestar uma jovem de apenas 16 anos.


Na semana passada um casal de jovens, estava conversando nas proximidades da sede da Unimed Regional do Brejo, no Centro da cidade de Guarabira (PB), quando foram abordados por um homem, se identificando como policial P2 (Serviço de Investigação da Polícia Militar do 4° BPM) e revistou o rapaz, que tem aproximadamente 18 anos de idade.

Desconfiado, o rapaz pediu para que o pseudo PM mostrasse algum tipo de identificação, foi quando o policial mostrou uma carteira, mas sem mostrar o rosto da fotografia que estava na carteira.

O PM ordenou para que o jovem se afastasse por alguns metros, para que o mesmo pudesse também revistar a moça que tem apenas 16 anos. O jovem questionou a atitude do policial, e disse que ele não poderia fazer isso, mas temendo represálias se afastou, como ordenou o policial.

De acordo com as declarações do jovem, que por questões de segurança pediu para não ser identificado, o policial começou a molestar a garota, apalpando o seu corpo e chamando-a para ir a um motel. Constrangido com as atitudes do policial, o jovem chamou a polícia. Ao perceber que a viatura se aproximava, o policial fugiu.

No domingo (6), o jovem encontrava-se na casa de parentes, próxima a Catedral de Nossa Senhora da Luz, e comentou com alguns amigos, o fato ocorrido, pois naquele instante estava vendo o policial que o abordou na semana passada.

O jovem passou a seguir o policial, que estava entrando na igreja, e acionou a polícia, denunciando o caso. Os policiais não conseguiram localizar o PM e passaram a fazer rondas pela cidade com o rapaz dentro da viatura, na tentativa de reconhecer o policial fora da lei.

O policial foi identificado pelos colegas e constatou-se que já tem outras denúncias contra ele, tal e qual a que foi feita pelo adolescente. O caso está sob investigação da PM que abriu uma sindicância para apurar os fatos.

A matéria não identifica as vítimas por pedido das mesmas, que não querem se expor, e por temer alguma reação do PM.

Michele Marques/Portla Mídia

Focando a Notícia

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627