Dois meses depois e totalmente diferente, Inter volta a enfrentar o Emelec

Publicado em terça-feira, abril 19, 2011 ·

falcaoApós a estreia, Paulo Roberto Falcão teve somente um dia para treinar o seu time e colocá-lo em campo em uma partida decisiva, mais decisiva do que o seu primeiro jogo. Estará em disputa no Beira-Rio, nesta terça-feira, o principal objetivo do Inter em 2011. O maior ídolo da história do Inter será o responsável por manter viva a maior pretensão da temporada, o sonhado tri da Libertadores. Para manter-se vivo no torneio, o time colorado precisa, ao menos, empatar com o Emelec, a partir das 20h15, (de Brasília).

Sem muito tempo para modificações mirabolantes, Falcão vai enfrentando decisão atrás de decisão. Sábado, conseguiu um magro 1 a 0 sobre o Santa Cruz. No próximo fim de semana, mais um confronto em que não poderá perder contra o Juventude.

Algumas mudanças no estilo de atuar do time, como um meio-campo em linha, foram vistas. O desempenho foi satisfatório para o início de um novo processo, da busca de uma nova forma de jogar, mas Falcão ainda quer mais. Entretanto, diante dos equatorianos uma grande evolução não deverá ser vista.

“Vamos procurar corrigir algumas coisas, mas será muito pouco. Não dá para pensar muito mais do que foi feito. Não é simples, mas acreditamos que vamos passar bem”, comentou o confiante treinador.

O paralelo entre o atual técnico e o antecessor, Celso Roth, de estilo completamente diferente, será traçado com constância nos primeiros momentos de Falcão no clube. Pouco mais de 60 dias depois da primeira partida, o Inter está bastante diferente de quando iniciou a caminha na Libertadores no empate por 1 a 1 com o Emelec.

Roth, lá em fevereiro, escalou uma equipe com três volantes, colocando Wilson Mathias para atuar como terceiro zagueiro. A zaga tinha Índio, hoje reserva, e Sorondo, lesionado. O ataque teve dois centroavantes, Damião e Cavenaghi. As idéias do novo comandante são diversas das apresentadas na primeira rodada. Nada de marcação com volantes, a intenção é pressionar o adversário e, com a bola, desempenhar um futebol leve.

Em campo nenhuma modificação será efetuada em relação ao fim de semana. Lesionado, Lauro segue de fora com Renan encabeçando a escalação. Oscar ainda não está recuperado de uma torção no tornozelo, mantendo Andrezinho no time.

Se o retrospecto tiver valor, não apareceram problemas para os colorados. O time sempre venceu equatorianos em casa pela Libertadores. São seis jogos e seis vitórias, simples assim. Como simples parece ser a tarefa de classificar. O Inter é o líder do Grupo 6, com 10 pontos. A vitória garante a ponta da chave. O empate assegura o avanço, pois o Jaguares tem nove pontos e o Emelec oito. Se der vexame perdendo, os vermelhos torcem para que os mexicanos não vençam o Jorge Wilstermann.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X EMELEC

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 18 de abril de 2011, terça-feira
Horário: 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Oscar Ruiz (Colômbia)
Assistentes: Eduardo Díaz e Rafael Rivas (ambos da Colômbia)

INTERNACIONAL: Lauro; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kleber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D’Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião
Técnico: Paulo Roberto Falcão

EMELEC: Klimowicz; Carlos Quiñónez, Fleitas, Achilier e Bagüí; Pedro Quiñónez, Hurtado, Valencia e Méndez; Menéndez e Mena
Técnico: Omar Asad

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627