Divirta-se na cama; confira cinco dicas para viver mais

Publicado em sexta-feira, abril 26, 2013 ·

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Quer aumentar seu tempo de vida? Pois saiba que os conselhos mais comuns, como trabalhar menos, evitar o estresse e se exercitar muito, não estão corretos, segundo um estudo de 80 anos. A pesquisa foi iniciada em 1921 pelo psicólogo Lewis Terman, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, com 1.500 jovens, mas parou em 1956 com a morte do profissional.

 

Em 1990, os psicólogos Howard Friedman e Leslie Martin retomaram o trabalho. Confira abaixo cinco maneiras de aumentar a expectativa de vida, constatadas pelo levantamento e listadas pelo jornal The Huffington Post.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dê mais para viver mais
Não é nenhum segredo que as pessoas com um sistema de apoio social forte tendem a viver mais tempo. Mas, constatou-se que a questão não é o que seus amigos e familiares fazem por você, mas o que você faz por eles. Entre os pesquisados, aqueles que gostavam de ajudar viveram mais.

 

Fuja do emprego dos sonhos
As pessoas costumam fantasiar sobre um emprego nada estressante, que não leve problemas para a casa e que complemente sua personalidade e interesses. Mas a vida perfeita não é o que necessariamente prolonga sua vida. Os participantes do estudo que buscavam realizar tarefas, apesar dos altos níveis de estresse e responsabilidade, viveram mais tempo do que os que tinham o “trabalho dos sonhos”.

 

Treine sem dor
Obrigar-se a seguir dietas rigorosas e praticar atividade física intensa pode não acrescentar anos de vida. Aposte em natação moderada, passeio de bicicleta, caminhadas com o cachorro. Mais fácil de manter essa rotina, não?

 

Aborreça-se um pouco
Muito otimismo pode ser tão prejudicial para a longevidade como colesterol alto e hipertensão. Assumir sempre o melhor, segundo o levantamento, pode deixar a pessoa despreparada para lidar com o pior, como um trauma ou doença.

 

Divirta-se mais na cama
Os pesquisadores conversaram com as mulheres sobre satisfação sexual e frequência de orgasmos. Os dados mostraram que, quanto mais elas chegavam ao clímax, mais viviam.

 

 

 

Ponto a Ponto Ideias

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627