Detran, Gaeco e PRF deflagraram operação para combater venda ilegal de carteiras de habilitações

Publicado em quinta-feira, maio 5, 2011 ·

detranA Polícia Rodoviária Federal, o Detran e Gaeco estão realizando neste momento uma mega operação denominada “Operação Medusa”. O cerco policial está ocorrendo em várias cidades paraibanas, como Campina Grande, Alhandra, Sousa e Taperoá. Quinze pessoas já foram detidas, entre eles cinco donos de autoescola e 2 piscólogo do Detran-PB.

Em virtude da operação, o funcionamento do CIRETRAN de Campina Grande desta quinta-feira está suspenso. Os exames que estavam marcados para hoje serão remarcados automaticamente.

De acordo com o delegado Walber Virgulino, serão indiciadas mais de 40 pessoas. As investigações começaram a partir de dados da ‘Operação Espelho de Prata’.

Como funcionava o esquema

A ação tem como objetivo realizar a prisão de organização criminosa especializada em cometer fraudes na emissão de Carteiras Nacionais de Habilitação – CNH. O número de CNH`s fraudadas pode chegar a 100 mil e eram fornecidas para condutores residentes nos Estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e até Rio de Janeiro.

Para emitir as CNH`s de condutores residentes em outros Estados, a quadrilha utilizava endereços falsos. A fraude acontecia com a participação de funcionários do Detran/PB, despachantes e autoescolas. As CNH`s eram emitidas em desacordo com o Código de Trânsito Brasileiro e os candidatos interessados bastavam assinar a Habilitação, sendo que muitos dos documentos eram emitidos para pessoas analfabetas funcionais.

A Operação Medusa conta com a participação de mais de 200 policiais, entre Policias Rodoviários Federais, Civis e Militares, além de servidores do Ministério Público Estadual e da Corregedoria do Detran/PB. Essa é a maior operação integrada de segurança pública realizada no Estado da Paraíba. Estão sendo cumpridos 15 mandados de prisão e 20 mandados de busca e apreensão em Campina Grande, Sousa, Taperoá, Umbuzeiro e Alhandra.

As investigações tiveram início após a Polícia Rodoviária Federal, durante uma fiscalização de rotina, flagrar um condutor analfabeto funcional conduzindo um veículo automotor colocando em risco a segurança de demais usuários da rodovia. O Detran/PB também já vinha investigando a fraude. Com a atuação integrada dos órgãos envolvidos na ação foi possível chegar aos envolvidos, em uma investigação que durou mais de 4 meses.

O Código de Trânsito Brasileiro estabelece que para possuir CNH é necessário que o interessado seja penalmente imputável (idade igual ou superior a 18 anos), saiba e ler e escrever, tenha Carteira de Identidade e seja aprovado nas provas aplicadas pelo Detran da cidade em que a pessoa resida.

detran1Medusa – A ação integrada recebeu o nome de “Operação Medusa” fazendo alusão à mitologia grega. Medusa é uma figura da mitológica grega que, segunda a lenda, tinha o cabelo constituído por diversos tentáculos formados por cobras e que apenas poderia ser morta ao cortar a sua cabeça sem olhar diretamente para a sua face, pois o simples ato de olhar diretamente para ela era um ato mortal, pois petrificava as suas vítimas. A Medusa representa na Operação os diversos tentáculos da organização criminosa que atuava dentro do Detran/PB e que para ser eliminado o ato de corrupção precisava alcançar os servidores envolvidos no esquema de corrupção.

Portalcorreio com Ascom PRF

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627