Deputado ‘pega pesado’ e chama juiz eleitoral de Bayeux de “tendencioso”

Publicado em quarta-feira, agosto 8, 2012 ·

Responsável pelo indeferimento do registro da candidatura da democrata Sara Cabral (DEM) à Prefeitura de Bayeux, o juiz Antônio Rudimacy Firmino de Sousa, da 61ª Zona Eleitoral, foi alvo de duras críticas desferidas pelo deputado estadual Domiciano Cabral (foto), esposo da candidata ‘barrada’ pela Justiça.

Sem medir palavras, Domiciano Cabral disse, em entrevista publicada nesta terça-feira (7) pelo Jornal da Paraíba, que o juiz Antônio Rudimacy Firmino de Sousa “é tendencioso”. O deputado foi mais além e acusou o magistrado de interferir em uma decisão que não caberia a ele: “Ele adentra numa questão que não cabia a ele. A prestação de contas de Sara Cabral está feita, só não foi analisada ainda pelo TCU (Tribunal de Contas da União), portanto ela não pode ser penalizada por isso”.

Sara Cabral teve sua candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral por se enquadrar nos impedimentos impostos pela Lei Complementar 135/2010, a chamada da Lei da ‘Ficha Limpa’. Contra ela, pesam condenações imputadas pelos Tribunais de Contas da União e do Estado.

Ainda na entrevista concedida ao Jornal da Paraíba, Domiciano Cabral, que é o coordenador da campanha da esposa, assegurou que vai recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) da decisão do juiz Antônio Rudimacy Firmino. Clique aqui e leia a entrevista completa do deputado Domiciano na versão digital do Jornal da Paraíba.

Por George Medeiros
Paraíba Já

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br