Deputado pede celeridade no projeto das 30 horas de trabalho para enfermeiros

Publicado em sábado, agosto 17, 2013 ·

Wilson-FilhoO deputado federal Wilson Filho (PMDB) se reuniu nesta sexta-feira (16), em João Pessoa, com entidades ligadas a área de enfermagem e ratificou seu apoio em defesa da aprovação do projeto que tramita no Congresso Nacional sobre as 30 horas semanais para a categoria. O ato médico também foi discutido na reunião.

Wilson Filho, que preside a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Enfermagem na Câmara Federal, afirmou que vai cobrar celeridade para que o Projeto de Lei nº 2.295/00 seja colocado em pauta para votação em regime de urgência.

“A reunião foi muito produtiva. Vou me empenhar para que o projeto entre em pauta o mais rápido possível para que os trabalhadores de enfermagem conquistem esse benefício”, disse o deputado federal.

O projeto de redução da jornada de trabalho tramita no Congresso Nacional há quase 13 anos. Ele foi aprovado pelo Senado e aguarda aprovação dos deputados para então ser encaminhado à sanção presidencial.

“A enfermagem é a maior categoria da saúde e a que menos condições de trabalho possui hoje. A regulamentação das 30 horas é a garantia de que eles poderão passar mais tempo com a família e vai contribuir para uma maior qualificação profissional e melhorar a saúde dos brasileiros”.

Participaram da reunião diretores do Coren-PB ( Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba), Sindicato da Enfermagem e Sindocop.

Ato médico – A Câmara dos Deputados vai abrir, nos próximos dias, os debates sobre os vetos dapresidente Dilma Rousseff, ao projeto aprovado pelo Senado, que regulamenta a profissão do médico no Brasil. A proposta, que tramitou por mais de uma década na Casa, é polêmica porque estabelece como atividades privativas do médico a formulação do diagnóstico das doenças e a prescrição terapêutica.

“Vamos discutir massivamente os vetos na Câmara dos Deputados. A manutenção dos vetos significará a vitória da saúde de forma ampla, com benefícios a várias categorias de profissionais e, principalmente, com benefícios para a população. Sem os vetos a saúde brasileira ficará prejudicada, pois limitará as atividades dos demais profissionais, concentrando tudo nas mãos dos médicos”.

Assessoria 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627