Depressão pós-parto atinge um em dez homens, segundo instituto

Publicado em domingo, Maio 29, 2011 ·

depressão1Acordar várias vezes durante a noite, transformar a rotina, perder a intimidade com a parceira. Essas são algumas das mudanças que chegam junto com um bebê e, segundo informa o site da BBC de Londres, podem também contribuir para o desenvolvimento de depressão pós-parto em homens, uma doença que é mais comumente associada às mulheres.


De acordo com o Fatherhood Institute, um em cada 10 pais se sentem deprimidos antes e depois de os bebês nascerem, sendo que o mal estar dura de três a seis meses após o nascimento. Uma das fontes ouvidas pelo site explica que a alteração dos hormônios, do sono e o aumento da responsabilidade de um modo geral pode se aplicar tanto aos homens quanto às mulheres.

Ela reforça também que os sintomas podem começar a se desenvolver ainda durante a gravidez, período em que a relação já começa a sofrer alterações – o bebê torna-se o foco principal, o que faz com que as atenções ao parceiro sejam reduzidas.

Uma outra hipótese levantada pelos especialistas é que a paternidade não representa um advento de mudança tão grande quanto a maternidade para a mulher e, com isso, os homens apresentam um fator a mais para se sentirem deprimidos.

De acordo com o artigo, os caminhos para aliviar este tipo de angústia é, em primeiro lugar, aceitar a situação sem ter vergonha e, em seguida, buscar apoio na psicoterapia ou em tratamentos alternativos, como massagem e reflexologia.

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627