Delegado nega que vídeo em que jovem é morto com ‘gravata’ seja do caso da Paraíba

Publicado em sexta-feira, setembro 12, 2014 ·

jovens-brigandoO delegado de Sapé, Fred Magalhães, negou, em entrevista ao portal paraiba.com.br, que o vídeo que está circulando nas redes sociais de um homicídio após uma ‘luta’ de dois adolescentes seja o do caso do adolescente morto em Sobrado em julho.

De acordo com o delegado, um dos fatos que provam que o vídeo não se refere ao incidente é que são apenas dois jovens brigando e um terceiro filmando, Magalhães afirmou que em Sobrado foram três meninos ‘dois agarrando um e o outro tentando soltar. A brincadeira era dessa maneira’.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Magalhães afirmou ainda que o caso já foi encerrado desde setembro do ano passado e que na opinião da Polícia Judiciária o delito praticado pelo menor é similar ao homicídio culposo, onde não houve dolo, por isso a ‘pena deve ser medida sócio-educativa’.

 

De acordo com o chefe de Cartório da Vara da Infância e Adolescencia da Comarca de Sapé, Antonio Marcos Cavalcanti, a promotora Juliana Sobrado, lavrou à época lavrou o termo de compromisso das mães e os jovens envolvidos foram liberados para cumprir medida sócio educativa, por terem menos de 17 anos.

O delegado pede ainda que os adolescentes não façam esse tipo de ‘brincadeira’ que é destinada apenas para profissionais.

 

Entenda: Um adolescente de 17 anos foi levado ao Hospital Regional de Sapé após desmaiar por sofrer uma ‘gravata’ quando lutava MMA com os amigos de 14 anos no dia 23 de julho. A equipe médica ainda tentou reanimar a vítima, mas não obteve sucesso. A ‘gravata’ teria causado a morte.

As investigações dão conta de que o grupo se reunia todo fim de tarde, há cerca de seis meses, para lutar.

Marília Domingues

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627