Criança de 9 anos teria sido estuprada por parentes e engravidado durante os abusos

Publicado em terça-feira, setembro 30, 2014 ·

casos-de-policiaA Polícia Civil, por meio da 7ª Delegacia Seccional, com sede na cidade de Mamanguape, está investigando o caso em que uma menina de 9 anos de idade teria sido vítima de estupro e em decorrência dos abusos ficou grávida. Os suspeitos são parentes da vítima. A violência teria ocorrido no sítio Camaratuba, Zona Rural de Mamanguape. O caso foi denunciado nesta segunda-feira (29) no programa Cidade Alerta Paraíba, TV Correio.

As investigações começaram a partir de denúncia feita pelo Conselho Tutelar à Polícia Civil. Os indícios de gestação foram notados após a criança apresentar um comportamento diferente do habitual na escola.

“A menina estava sonolenta e com a barriga crescendo. A denúncia chegou até o conselho tutelar e fomos averiguar. Ao conversar com a garota ela relatou como ocorriam os estupros e os autores. Fiquei chocada com a situação, tanto como mãe como conselheira”, disse Marlene Mendes, conselheira tutelar, informando que ela pode estar com uma gravidez de cerca de quatro meses.

O delegado Marcos Paulo, que investiga o caso, disse que os abusos ocorreram dentro de casa. “O primeiro levantamento feito consta que a menina foi abusada dentro de casa, sempre quando a mãe saia para agricultura. Os suspeitos aproveitavam a situação e cometiam o crime. O irmão dela, um menino de 7 anos, dormia em outro quarto na hora dos abusos. Já solicitei alguns exames e a criança vai ser submetida a exames sexológicos junto ao Instituto de Polícia Científica (IPC) e de ultrassonografia”.

A criança será ouvida nesta terça-feira (30) na presença de psicólogos. “O depoimento da vítima será colhido e com base nele e nos exames vou tomar as decisões necessárias para que os culpados paguem pelo crime”, avisou o delegado.

 

portalcorreio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627