Com mais de 100 mil livros, bibliotecas da UFPB e do Estado ainda são criticadas por usuários

Publicado em terça-feira, outubro 28, 2014 ·

Portal Correio
Portal Correio

As Bibliotecas Central e Setoriais da Universidade Federal da Paraíba são alvos de muitas reclamações por parte dos alunos da instituição. Usuária assídua dos locais, a estudante de Raquel Sousa, de 21 anos, aponta deficiências no serviço oferecido pelas bibliotecas da instituição. Segundo ela, não existe material suficiente para todos os alunos e os volumes que são disponibilizados estão gastos e desatualizados. A administração da biblioteca diz que desconhece os problemas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Já aconteceu de um professor indicar um livro e a biblioteca só oferecer um ou dois exemplares. Geralmente um é cativo e o outro já foi emprestado, então às vezes fica praticamente impossível ter acesso a determinados livros”, conta. “Outro problema é que muitas vezes só são disponibilizados edições em francês. No curso de Letras, a gente tem aula de línguas estrangeiras, mas a falta de exemplares traduzidos dificulta o estudo”, completa.

As falhas não se limitariam apenas ao acervo, mas se estenderiam ao sistema online de busca por títulos abrigados nas bibliotecas da universidade. “É comum o sistema mostrar que a biblioteca tem sete exemplares de um mesmo livro, por exemplo, e quando você chega lá àquela informação não era verdadeira. Falta controle nesse sentido”, afirma Raquel.

De acordo com a estudante, os servidores da universidade não estão alheios à situação: “Questionei os funcionários sobre isso algumas vezes e eles admitiram que outros alunos já procuraram pelo mesmo título, mas que realmente a biblioteca não disponibiliza nenhum exemplar, apesar de constar no sistema que sim. Ou seja, eles recebem as reclamações, mas o problema nunca é solucionado”, reclama.

 

Ao Portal Correio, a diretora do Sistema de Bibliotecas da UFPB, Suely Pessoa, disse que desconhece qualquer tipo de falha no software de busca por títulos. Ela também comentou as críticas feitas ao acervo da Biblioteca Central: “Os livros mais atualizados são armazenados nas bibliotecas setoriais, enquanto a Central abriga obras clássicas e funciona como uma espécie de memória do acervo da universidade. Além disso, disponibilizamos mais de 85 mil livros na internet, que podem ser consultados através da plataforma SIGAA”, esclareceu.

Biblioteca Estadual

Outro acervo bastante criticado por estudantes da Capital é o da biblioteca Augusto dos Anjos, com 17 mil livros. Localizada no Centro da cidade, o local recebe cerca de cinquenta usuários por dia, segundo informações da coordenadora do espaço, Severina Kátia.

A presença de concurseiros no espaço é bastante significativa. Edite Pereira, 42 anos, começou a frequentar a Biblioteca Estadual há alguns meses. Ela conta que foi atraída pela tranquilidade que o ambiente a proporciona durante a preparação para certames.

No entanto, a concurseira afirma que alguns aspectos do local não permitem um melhor desempenho na hora de estudar. “É tudo muito antigo, a situação é péssima, eu sempre trago o meu material, poucas vezes tive que ir até as prateleiras, mas mesmo assim não encontrei nada bom”, diz.

A coordenadora Severina Kátia nega que o acervo para a área de concursos seja desatualizado. “Nosso público alvo são os estudantes de ensino médio, concurseiros e universitários e na área de concursos nosso acervo está bastante atualizado pois nós recebemos doações de materiais desse tipo”, disse ela.

Sobre a relação entre a tecnologia e os materiais da biblioteca, a coordenadora informou sobre as soluções que o espaço está buscando. “Nós sempre orientamos os usuários sobre a importância dos livros, mas há casos que as pessoas precisam usar a internet e aqui temos seis computadores com internet e cada pessoa pode passar uma hora, mas nós antes sempre mostramos os materiais dos livros e revistas científicas”, completou.

 

portalcorreio

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627