Com gol de Mosquito, Brasil busca empate contra o Uruguai no Sub-17

Publicado em sábado, abril 6, 2013 ·

brasilO bom segundo tempo do Brasil dá ares de injustiça ao empate por 1 a 1 contra o Uruguai, nesta sexta-feira, em Mendoza, na Argentina, pelo Sul-Americano Sub-17. Mosquito, ex-Vasco, hoje no Atlético-PR, fez o gol verde-amarelo após uma etapa inicial fraca do time comandado por Alexandre Gallo. Latorre marcou para o Uruguai.

Com isso, o Brasil está invicto na disputa, já que havia vencido o Chile por 1 a 0 na estreia. A liderança do Grupo B, por causa do saldo de gols, é dos uruguaios, que têm os mesmos quatro pontos dos brasileiros. Quatro equipes avançarão para o Mundial da categoria.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A seleção brasileira folga na próxima rodada, no fim de semana, e só volta a campo na terça-feira, contra a Bolívia.

Uruguai larga na frente

Chances de gol foram uma realidade para os dois lados no primeiro tempo. Mas só um soube aproveitar. O Brasil começou mal a partida, demorou a se acertar em campo, deu espaços defensivos. Sinalizou que teria problemas. E teve. O gol uruguaio poderia ter saído já no primeiro minuto, quando o goleiro Marcos salvou o time verde-amarelo duas vezes – primeiro em conclusão de Latorre, depois em rebote de D’Albenas, no qual a bola chegou a bater na trave. A vantagem celeste acabou tardando, mas aconteceu. Com 40 minutos, Latorre bateu cruzado, rasteiro, para dar soberania ao time charrua na etapa inicial.

O empate seria mais justo nos 45 minutos iniciais. O Uruguai foi um time mais lúcido, mas o Brasil arriscou mais – foram sete conclusões a gol, contra quatro dos vizinhos. O curioso é que o gol uruguaio saiu quando o time de Alexandre Gallo melhor se postava em campo – tivera chances recentes com Alisson e Boschilia.

Mas foi depois do gol do Uruguai que o Brasil chegou com mais força ao ataque. A derrota não se transformou em empate por detalhes, por centímetros. Aos 44, Índio bateu falta da entrada da área e acertou o travessão adversário.

O empate

O Brasil encaixou uma boa saída para o ataque no começo do segundo tempo e, de pé em pé, chegou ao empate. Foi aos seis minutos. Índio cobrou rapidamente uma falta na altura da linha central, e a bola foi trabalhada até chegar a Mosquito. Abner foi o principal condutor do avanço, criando e finalizando a jogada. Recebeu de Robert e aí deixou o atacante na cara do gol. Mosquito deslocou o goleiro e empatou o jogo.

Depois do gol, o Brasil ganhou solidez. O Uruguai perdeu força ofensiva. Passou a ser dominado. O time de Gallo poderia ter ampliado, mas não conseguiu colecionar chances claras. Mesmo com a expulsão de Buschiazzo, em outra ótima jogada de Abner, a virada não saiu. Ewandro, de voleio, perdeu ótima oportunidade. Mais tarde, de cabeça, parou no goleiro Cardozo, em defesa impressionante. Abner ainda acertou o travessão. Mas o jeito foi se contentar com o empate.

Chile e Bolívia empatam

Nesta sexta-feira, também pelo Grupo B, Chile e Bolívia empataram por 1 a 1 e somaram seu primeiro ponto na disputa. César Algañaraz, ainda no primeiro tempo, colocou os bolivianos na frente. Os chilenos empataram na etapa final, aos 41 minutos, com Bryan Carvallo.

 

 

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627