Com 10, Grêmio perde jogo violento com a U. Católica e se complica

Publicado em quarta-feira, abril 27, 2011 ·

gremioA situação do Grêmio na Copa Libertadores ficou complicada na noite desta terça-feira. Atuando no Olímpico, a equipe tricolor foi derrotada por 2 a 1 pela Universidad Católica na partida de ida das oitavas de final. Em jogo marcado pela violência da equipe chilena, quem teve jogador expulso foi o time da casa. Borges recebeu o cartão vermelho ainda no primeiro tempo por cotovelada em adversário, o que complicou o trabalho de seus companheiros.

Com o resultado, o time gaúcho precisa de uma vitória por dois gols de diferença para conseguir sua classificação para as quartas de final. Quem passar enfrenta o vencedor do duelo entre Internacional e Peñarol.

A Universidad Católica contou com a ótima presença de Lucas Pratto no ataque para fazer seus dois gols, auxiliado pelo talentoso meia Marcelo Cañete. Pratto tornou-se o artilheiro da Libertadores, com oito tentos, superando Nanni, do Cerro Porteño. O gol do Grêmio foi marcado por Douglas, em um lindo chute de fora da área.

O responsável pela violência foi o árbitro argentino Néstor Pitana, o mesmo de Santos x Deportivo Táchira, que não assinalou as duras faltas do time visitante. Com o resultado, a Universidad Católica mantém sua ótima campanha fora de casa. São três vitórias e um empate, entre elas uma importante virada sobre o Vélez Sarsfield jogando na Argentina.

Renato Gaúcho precisou driblar uma sequência de desfalques para montar sua equipe. Sem os lesionados Lúcio e Victor, além do suspenso Rodolfo, a defesa gremista foi composta por Gabriel, Rafael Marques, Neuton e Gilson, com Marcelo Grohe no gol.

Fábio Rochemback, Adilson e William Magrão formaram mais uma vez o trio de volantes no meio de campo, dando liberdade a Douglas na criação. Na frente, Leandro, em sua estreia na Copa Libertadores, fez companhia a Borges no ataque enquanto o camisa 9 esteve em campo.

O jogo

A partida começou truncada, com as equipes chegando duro em divididas e a arbitragem marcando poucas faltas. O garoto Leandro sofreu com este jogo brusco, tendo dificuldade de tentar jogadas. A primeira boa jogada do Grêmio saiu aos 10min, quando Douglas arriscou chute de fora da área e acertou a trave direita de Garcés.

Lucas Pratto era quem criava as melhores chances da Universidad Católica, especialmente em arremates de longe. Outra opção era Francisco Silva Francisco Silva, como em perigoso chute distante aos 21min, que passou perto da trave direita. O Grêmio tinha o controle da bola, mas ameaçava pouco. Uma exceção foi jogada de Borges aos 24min, mas a finalização foi pela linha de fundo.

O time tricolor conseguia se postar bem na defesa, mas deu espaço para a Universidad Católica aos 28min. Cañete passou por Rafael Marques, tocou para Pratto e o atacante camisa 2 tocou na saída de Marcelo Grohe. Abalado com o gol, o Grêmio passou a errar mais passes e cometer faltas duras.

Para complicar ainda mais a situação do time de Renato Gaúcho, Borges foi expulso aos 34min após acertar cotovelada em Henríquez. Mesmo com um a menos, o Grêmio se manteve no ataque, mas sem ameaçar o gol adversário. Evidenciando o clima quente do jogo, Adilson ainda tomou cartão amarelo por empurrar adversário.

Cañete ainda teve chance de ampliar aos 46min, mas chutou para fora. No minuto seguinte, Douglas pôde dar o empate ao Grêmio em precisa cobrança de falta, porém Garcés espalmou o chute para escanteio.

Segundo tempo

O Grêmio voltou do intervalo com mudanças. O centroavante Lins, única opção de área de Renato Gaúcho no banco, entrou no lugar de William Magrão. Jogando com um atleta a menos, o time da casa fez um início equilibrado, sem dar espaços para a Universidad Católica. A equipe gaúcha buscava a troca de passes para chegar ao ataque, mas tinha dificuldades de passar pela marcação chilena.

Se estava difícil passar pela defesa da Universidad Católica, Douglas passou por cima dela. O meia arriscou chute da intermediária e acertou o ângulo direito de Garcés, fazendo um golaço no Olímpico. O gol de empate fez com que a equipe visitante se recuasse ainda mais em seu campo de defesa, apostando nos contra-ataques.

O jogo começou a ficar mais truncado a partir dos 20min, com a Universidad Católica sendo desleal nas divididas. Indiferente às decisões da arbitragem, a equipe chilena chegou ao segundo gol aos 28min. Meneses avançou pela direita e cruzou bola na cabeça de Pratto, que apenas testou ao fundo do gol.

Em busca do novo empate, Renato sacou o apagado garoto Leandro e lançou Carlos Alberto. O time gaúcho permaneceu no ataque, mas quem ficou perto de marcar aos 46min em chute à queima roupa de Ormeño, mas Marcelo Grohe fez ótima defesa.

Grêmio 1 x 2 Universidad Católica

Gols

Grêmio:
Douglas, aos 13min do segundo tempo
Universidad Católica:
Lucas Pratto, aos 28min do primeiro tempo, e aos 28min do segundo tempo

Grêmio: Marcelo Grohe; Gabriel, Rafael Marques, Neuton e Gilson (Escudero); Fábio Rochemback, Adilson e William Magrão (Lins); Douglas; Leandro (Carlos Alberto) e Borges. Técnico: Renato Gaúcho

Universidad Católica: Garcés; Martínez, Valenzuela e Henríquez; Eluchans; Ormeño, Francisco Silva (Gutiérrez), Tomás Costa (Sepúlveda), Cañete (Villanueva) e Meneses; Lucas Pratto. Técnico: Juan Antonio Pizzi

Cartões amarelos
Grêmio: Adilson e William Magrão
Universidad Católica: Valenzuela, Martínez, Eluchans, Silva e Costa

Cartões vermelhos
Grêmio: Borges

Árbitro
Néstor Pitana (ARG)

Local
Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627