Clube é punido por racismo contra paraibano Hulk

Publicado em sexta-feira, outubro 3, 2014 ·

hulkOs atos de racismo praticados por torcedores do Spartak de Moscou contra o atacante paraibano Hulk renderam ao clube uma punição aplicada pela União de Futebol Russo (RFU). O fato ocorreu no jogo do último sábado (27) quando o Spartak e Zenit empataram em 0x0. Durante a partida, alguns torcedores imitavam macacos e cantavam músicas racistas direcionadas ao brasileiro.

Com a punição, o time da capital russa não poderá contar com sua torcida na próxima partida, fora de casa, contra o Ural Yekaterinburg.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além da punição de não ter torcida visitante no jogo fora de casa (que será a 1.100 Km de Moscou), o Spartak foi multado em 450 mil rublos (R$ 28,1 mil) por conta do racismo direcionado ao atacante Hulk.

Mais casos – A RFU alertou que se os atos racistas persistirem na torcida do Spartak, medidas mais drásticas serão tomadas pela organização do Campeonato Russo. Recentemente, o zagueiro Samba, do Dínamo de Moscou foi suspendo por dois jogos por mostrar o dedo do meio para a torcida do Torpedo Moscou, que também estava sendo racista com ele. A equipe do Torpedo terá que jogar a próxima partida em casa com parte do seu estádio fechado.

Paraiba.com.br

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627