Casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes de janeiro a setembro deste ano chegam a 64 e superam todas as denúncias de 2013

Publicado em domingo, outubro 12, 2014 ·

abusoDe janeiro a setembro deste ano 64 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes foram registrados na Paraíba. O número é mais alto que os denunciados em todo o ano passado que, de janeiro a dezembro, foram de 54.

Segundo a coordenadora do Centro da Mulher Oito de Março, Fátima Aquino, desde que o mês de outubro começou já foram cinco novos casos que ganharam grande projeção em toda a Paraíba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Teve um caso em Alagoinha, um estupro de incapaz, em Jacaraú, o crime de Boqueirão, em que um pastor estuprou duas filhas e as vizinhas, Um caso em Mamanguape, em que uma criança de dez anos foi estuprada pelo pai, pelo avô e por um grupo de homens, e um pedófilo foi preso na noite de ontem em João Pessoa”, explicou.

Ela revela que falta muita informação sobre o crime por parte das pessoas que são responsáveis pelas crianças e adolescentes. “Muitas vezes as pessoas não fazem ideia de que aquilo que elas estão sofrendo é um abuso. As mães dizem que aquele homem faz tanto bem, e ajuda tanto, e não enxergam que o que acontece é justamente o contrário”, disse.

O abuso sexual de crianças e adolescentes, desde 21 de maio deste ano é crime hediondo, inafiançável e com pena de dez anos de detenção. “Além de acusar as pessoas que ajudaram o crime a ser perpetrado e aquelas que foram omissas, ou seja, que não se manifestaram quando souberam que o crime estava acontecendo”, explicou Fátima Aquino.

Ela diz que, acima de tudo, a denúncia para o Disque 100 e para o Disque 123 podem salvar crianças do abuso. “É só assim que conseguimos fazer com que as denúncias cheguem ao Ministério Público.

João Thiago

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627