Caso Valderi: mais dois suspeitos se apresentam à Polícia Civil

Publicado em sexta-feira, julho 15, 2011 ·

walderiA Polícia Civil de Campina Grande não tem mais dúvidas da participação de uma quinta pessoa no assassinato do professor de português Valderi Carneiro dos Santos, de 44 anos, morto dentro do quarto de uma pousada no Centro da cidade no último sábado. As investigações feitas pela delegada de Homicídios do município, Cassandra Duarte, revelaram que o irmão de um dos menores suspeito de praticar o crime teria “planejado a invasão da casa da vítima” no dia do homicídio.

Na quinta-feira (14) à tarde, mais dois menores suspeitos de participarem do assassinato se apresentaram, acompanhados de advogados e de familiares. Um deles teria ido até a pousada com a vítima, enquanto o outro teria participado apenas do encontro que antecedeu o homicídio. Os depoimentos aconteceram a portas fechadas.

O nome do quinto acusado de envolvimento, que não teria participado diretamente da morte, ainda está sendo mantido em sigilo, mas ele seria maior de idade. “Ele não participou diretamente do fato, mas teve a ideia e orientou os menores a irem até a casa da vítima na tentativa de apagar possíveis provas do crime. Essa quinta pessoa surgiu a partir dos depoimentos já aqui coletados”, relatou a delegada, acrescentando que aguarda a decisão da Vara da Infância e Juventude sobre o pedido de internação dos dois adolescentes suspeitos do assassinato do professor no interior do estabelecimento.

Na tarde da última quarta-feira, dois menores se apresentaram à polícia acompanhados de familiares e advogados, para prestarem esclarecimentos sobre o caso. Um deles teria confessado que teria assassinado o professor, mas teria alegado motivos homofóbicos e legítima defesa. Já o outro menor não teria participado diretamente do crime, mas teria apenas acompanhado o grupo de jovens e o professor em um bar, no Centro da cidade.

Segundo a polícia, os menores teriam ‘acertado’ com a vítima o pagamento de R$ 400, sendo R$200 para cada um pelo suposto programa. Mas durante o encontro os adolescentes teriam se desentendido com o professor e supostamente matado a vítima sufocada e com ferimentos feitos com uma lata de cerveja. Alguns pertences pessoais da vítima, como aparelho celular, uma quantia em dinheiro e documentos teriam sido levados pelos acusados.

O único acusado maior de idade que estaria envolvido no crime, de acordo com a polícia, continua foragido.

João Paulo Medeiros
Do Jornal da Paraíba

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627