Caso de vigilante assassinado na PB segue sob sigilo

Publicado em quarta-feira, junho 27, 2018 ·

(Foto: Arquivo pessoal)

A morte de Nicson Hallymack, assassinado a tiros na noite de domingo (24), ainda é um caso de autoria e motivação desconhecidas pela polícia. O caso aconteceu em frente à casa da vítima, em Cuité, Agreste paraibano, a 235 km de João Pessoa.

Nicson trabalhava como segurança em um banco e o que se sabe até agora, segundo relatos, é que um garupa de uma motocicleta teria atirado várias vezes conta o vigilante. Alguns vizinhos ainda tentaram socorrê-lo para um hospital, mas ele não resistiu.

De acordo com o delegado Pedro Ivo, da Delegacia de Polícia do Município de Cuité, as investigações seguem sob sigilo. O delegado à frente das investigações, Elias Rodrigues, disse ao Portal Correio que a polícia permanece apurando as possibilidades por trás do assassinato do jovem, mas não há novidades. “A gente está ouvindo ainda os familiares, até agora, nenhum avanço nas investigações”.

Portal Correio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627