Carioca com alma argentina: Conca é condecorado no Rio de Janeiro

Publicado em terça-feira, Maio 31, 2011 ·

Conca posa com o diploma ao lado da namorada Paula (Foto: Cahê Mota / Globoesporte.com)
Conca posa com o diploma ao lado da namorada Paula (Foto: Cahê Mota / Globoesporte.com)

Conca agora é oficialmente carioca. O argentino, destaque do Fluminense e melhor jogador do último Brasileirão, foi homenageado na noite desta segunda-feira na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro e recebeu o título de cidadão honorário do município. O desempenho com a camisa tricolor e a do Vasco nos quatro anos no futebol brasileiro rendeu também a medalha Pedro Ernesto, honraria máxima concedida pela casa. No entanto, o evento teve um momento constrangedor: na hora em que o hino do Flu ia ser executado, o responsável pelo sistema de som errou a faixa do CD e fez com que todos ouvissem um trecho da introdução do hino do Flamengo, maior rival tricolor.

No Rio desde 2007, quando chegou a São Januário, Conca agradeceu as homenagens e disse que a forma como é tratado em solo carioca permite que seja feliz mesmo distante de seus familiares, que vivem em Tigre, na grande Buenos Aires.

– Estou muito honrado por receber esta homenagem. O Rio de Janeiro é um lugar onde sou feliz. Fui muito bem recebido aqui e isso faz com que eu seja feliz mesmo longe da minha família.

A cerimônia para condecoração contou com a presença de torcedores, que repetiram o grito de reverência ao ídolo comum nas arquibancadas. Durante o evento, os hinos nacionais do Brasil e da Argentina foram executados, assim como o do Fluminense – após a gafe com o hino rival.

Conca recordou seu primeiro dia na Cidade Maravilhosa e ressaltou a importância dos ex-companheiros de Vasco para sua adaptação.

– Sempre me lembro do meu primeiro dia no Rio. Vim para o Vasco e fiquei só um dia porque tinha que voltar para resolver algumas coisas na Argentina. Desde então, fiquei encantado com a cidade. Pouco depois, meus familiares vieram me visitar e falavam da beleza da cidade, da forma como era bem tratado aqui. Tenho que agradecer aos meus ex-companheiros de Vasco. No começo tudo foi bem difícil. Mas com a ajuda de muita gente consegui ser feliz mesmo longe da minha família.

O apoiador do Fluminense falou ainda das virtudes que a convivência com os cariocas acarretaram para sua personalidade.

– O carioca conseguiu fazer com que eu me soltasse mais um pouco. Se hoje sou tímido, quando cheguei era ainda mais. O carioca é muito simpático, recebe bem todo mundo, e isso foi muito importante. Hoje não tenho vontade de sair daqui. Quero continuar por muito tempo mais.

Totalmente adaptado ao Brasil, Conca acompanhou o hino nacional brasileiro em silêncio. Perguntado se conhecia a letra, o argentino usou o bom humor.

– Só sigo o ritmo (risos). Já não canto bem em espanhol, em português é ainda mais difícil.

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627