Candidatos ao Mais Médicos devem confirmar inscrição até hoje

Publicado em quinta-feira, Fevereiro 5, 2015 ·

mais-medicosO Ministério da Saúde divulgou, nesta quarta-feira (4), que das 1,5 mil cidades que poderiam aderir ao Programa Mais Médicos, 1294 se inscreveram, além de 12 distritos indígenas. O ministro da Saúde Arthur Chioro comentou a participação dos municípios.

Desta vez, mais de 15 mil médicos com registro profissional no Brasil se inscreveram no programa. Desses, quase 12 mil optaram por receber um bônus de 10% na prova de residência médica e três mil escolheram os benefícios do Mais Médicos, como auxílio-moradia e alimentação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Outros 930 médicos que estavam no Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) – decidiram continuar na comunidade em que atuam e aderir ao Mais Médicos.

 

Os candidatos precisam confirmar até hoje a inscrição com a escolha das cidades disponíveis. No total, 4.146 vagas estão abertas. A expectativa é que essas elas sejam ocupadas pelos médicos com CRM no Brasil. Mas, para Chioro, a dificuldade de acesso a alguns locais pode pesar na hora de definir a vaga.

O Nordeste deve receber o maior número de médicos. São 1.784 vagas para 505 municípios da região. Já o Centro-Oeste tem o menor número de vagas autorizadas: 393 médicos. Os 12 distritos indígenas devem receber 35 profissionais.

 

Os médicos que possuem registro no Brasil e que se inscreveram no programa ainda vão ter duas oportunidades de chamadas. As vagas que não forem preenchidas vão ser abertas para médicos brasileiros formados no exterior e, depois, para profissionais estrangeiros.

 

Desde 2013, o Conselho Federal de Medicina questionava a qualidade do programa, que entre outros problemas, não exige dos estrangeiros o Revalida, o exame exigido para que um médico atue no país. Nesta quarta-feira, representantes do Conselho e do Ministério da Saúde se encontraram.

 

Para Chioro, essa reunião representou uma reaproximação entre o Conselho e o Governo Federal.

No encontro, foi debatida a agenda do ano em comum entre CFM e Ministério da Saúde, como o decreto que regulamenta a morte encefálica, o aprimoramento das normas para valorizar o parto normal, e a retomada do Conselho na Comissão de Incorporação de Tecnologia do SUS, de onde estava afastado desde o rompimento do diálogo, há quase dois anos.

 

Atualmente 14 mil profissionais estão atuando no Mais Médicos. A previsão é que o programa reúna mais de 18 mil médicos, beneficiando 63 milhões de pessoas em 4 mil municípios brasileiros e 34 distritos indígenas.

EBC

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627