no estádio O Amigão

Campinense disputa 100ª partida pela Série D neste sábado em partida que pode valer o acesso

Publicado em sábado, outubro 16, 2021 ·

Quando pisar no gramado do estádio O Amigão, às 17h30 deste sábado (16), para enfrentar o América de Natal, o Campinense estará disputando 100ª partida pela Série D do Campeonato Brasileiro.

A partida, aguardada com muita expectativa, e que terá a volta do torcedor ao estádio,  será a mais importante da Raposa na temporada e pode mudar o rumo de uma história que já dura 10 anos. Isso porque,  depois do empate de 0 a 0 com o América, na Arena das Dunas, em Natal, em jogo de ida das quartas- de-final da competição nacional, a Raposa depende apenas de uma vitória simples para garantir o esperado retorno a na 4ª divisão nacional.

A saga do Campinense sem conseguir o acesso à Série C já dura 10 anos consecutivos, dos quais o time disputou nove vezes a Série D. O rubro-megro caiu pela primeira vez para a Série D de 2012, dois anos depois do acesso para a Série B e um ano antes da conquista da Copa do Nordeste. Desde então, luta para voltar para a Terceirona. Já são mais de 9 mil minutos de uma batalha que parece  não ter fim.

Em 10 anos de Série D, o Campinense disputou 99 jogos, obteve 41 vitórias e 28 derrotas. Nesse período, foram 30 empates. Ao todo, o rubro-negro marcou 116 gos, e sofreu 86, um aproveitamento de 51,51% .

A travessia rubro-negra na competição, tem sido árdua, longa e desgastante. A luta para subir parece interminável. Desde que caiu para a 4ª divisão nacional, em 2011, o Rubro-negro segue uma sina que muitas vezes parece não ter mais fim.

Já foram oito edições em que a equipe chegou perto, mas fracassou na reta final. Só que a insistência ainda não foi suficiente para furar o que mais parece ser um rochedo e que impede que a Raposa volte a ascender nas divisões nacionais. Este ano, o time está forte e confiante de que enfim, realizará o sonho da torcida e voltará para a Série C.

Em 2012, o rubro-negro foi eliminado nas quartas de final pelo Baraúnas; enquanto que em 2014, caiu ainda na primeira fase. Em 2013, a Raposa ficou sem calendário no segundo semestre.

A luga quase agonizante pelo acesso, seguiu em 2015, quando o Campinense foi eliminado nas oitavas de final pelo Operário-PR, nos pênaltis. Em 2016, uma nova eliminação nas oitavas de final pelo Itabaiana, nos pênaltis.

O sonho do acesso também também não foi realizado em 2017, quando a Raposa foi eliminada na segunda fase pelo Fluminense de Feira. Em 2018, o Campinense conseguiu avançar de fase, mas foi eliminado nas quartas de final pelo Ferroviário, nos pênaltis. Já em 2019, foi eliminado ainda na primeira fase.

Em 2020, o rubro-negro fez uma fraca campanha e foi : eliminado ainda na primeira fase após derrota para o Afogados-PE

Este ano, a Raposa está confiante no acesso. Atual campeão paraibano, o Campinense faz uma grande competição, e terminou a primeira fase em segundo lugar no Grupo 3 com 25 pontos,  e o terceiro melhor colocado entre todos os clubes que iniciaram a competição, o que deixou a torcida confiante.

Após o empate por 0 a 0 no jogo de ida, no último sábado, na Arena das Dunas, uma vitória basta para classificar a equipe vencedora às semifinais da Série D do Brasileirão e, consequentemente, à terceira divisão do Campeonato Brasileiro de 2022. Em caso de empate o acesso será decidido nos pênaltis.

Para chegar às quartas de final, o Campinense eliminou o Sergipe na segunda fase, e depois passou pelo  Guarany de Sobral, no Estádio do Junco (CE), dando um passo gigantesco rumo ao sonhado acesso.

No último sábado, na Arena das Dunas, arrancou um empate com o América, e trouxe a decisão para O Amigão. Para a partida contra o América neste sábado, o técnico Raniere Ribeiro terá força máxima. O treinador aposta na união do grupo para conquistar o acesso.

O Campinense deve entrar em campo com Mauro Iguatu; Felipinho, Michel Bennech, Ítalo e Filipe Ramon; Rafinha, Serginho e Marcelinho; Fábio Lima, Marcos Nunes e Anselmo.

Foto: campinense-samy-oliveira-campinense

Severino Lopes
PB Agora

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br