Câmara aprova ampliação do Conselho dos Direitos da Pessoa Humana

Publicado em sexta-feira, agosto 12, 2011 ·

direitos humanosA Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, no dia 2 de agosto, proposta que aumenta o número de integrantes do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana – CDDPH de 13 para 27 membros. Sendo desse total, 14 representantes da sociedade civil e 13 do Poder Público. O texto aprovado é o substitutivo do relator, deputado Luiz Couto (PT-PB), ao Projeto de Lei 4574/09, do Poder Executivo.

O projeto original estabelecia número total de 26 integrantes, mas o deputado Luiz Couto considerou essencial a inclusão de representante da Associação Nacional dos Defensores Públicos, que não constava na proposta original. “São os integrantes dessa categoria funcional, em atuação não só na esfera da União, mas principalmente nos estados e no Distrito Federal, os responsáveis por atender às demandas de direito penal, execução penal, família e de violência doméstica”, disse ele.

Novos representantes

Segundo a proposta, integrarão o conselho, representando o Poder Público: o secretário especial dos Direitos Humanos, o procurador-geral da República, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, os líderes da Maioria e da Minoria da Câmara e do Senado, um representante da magistratura, um do Ministério das Relações Exteriores, um do Ministério da Justiça, um da Polícia Federal e um da Defensoria Pública da União. Os representantes dos entes públicos e seus suplentes serão designados pelos respectivos ministros, chefes ou presidentes das instituições.

Já a sociedade civil será representada da seguinte forma: um representante da Ordem dos Advogados do Brasil, um do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça, um da Associação Nacional dos Defensores Públicos; um da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil e dez integrantes de organizações da sociedade civil de abrangência nacional e com atuação relacionada à defesa dos direitos humanos, eleitos em encontro nacional.

A principal atribuição do Conselho, que está vinculado à Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, é receber denúncias e investigar, em conjunto com as autoridades competentes, graves violações contra direitos humanos, com repercussão nacional, como chacinas, extermínio, assassinatos de pessoas ligadas à defesa dos direitos humanos, massacres e abusos praticados por operações das polícias militares.

Assessoria de Luiz Couto, com informações da Agência Câmara



Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627