Brasil supera susto, vira sobre rival Argentina e vai à final

Publicado em sábado, outubro 29, 2011 ·

brasilvoleiA Seleção Brasileira masculina de vôlei venceu a rival Argentina por 3 sets a 1 (parciais de 26/28, 27/25, 25/22 e 25/15), de virada, nesta sexta-feira, e avançou à decisão dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Com o apoio dos torcedores mexicanos durante toda a partida, os brasileiros superaram um início ruim para chegar à vitória. O adversário da final sai do duelo entre o anfitrião México e Cuba, que entram em quadra ainda esta noite.

Os argentinos começaram melhor o primeiro set. Com ataque bem distribuído pelo levantador Nicolás Uriarte, a equipe comandada por Javier Weber poucas vezes foi parada pelo bloqueio brasileiro. Quando o placar chegou a 11 a 7 para a Argentina, o técnico Rubinho parou o jogo.

A Seleção voltou melhor e equilibrou a partida, mas os rivais mantiveram o ritmo e fizeram 24 a 22. Depois de um bom ataque de Lipe e um potente saque de Thiago Alves, o Brasil salvou os dois set points. No entanto, os argentinos não se abalaram e, após uma bola na rede de Wallace, fecharam a parcial por 28 a 26.

No segundo set, o saque foi a principal arma do Brasil. Ao contrário do que tinha acontecido no início da partida, o serviço entrou e criou dificuldades para a defesa adversária. Depois de uma sequência de ¿pancadas¿ de Wallace, a Seleção abriu 16 a 9. Thiago Alves e Éder também acertaram a mão e a vantagem subiu para 19 a 11.

Depois de um tempo de Weber, a Argentina reagiu de maneira incrível e empatou o jogo: 22 a 22. A partir daí, o duelo ficou tenso e as duas equipes demonstraram nervosismo em quadra. Os brasileiros erraram menos e, após um bloqueio de Gustavo, venceram por 27 a 25.

Na parcial seguinte, o equilíbrio continuou e nenhuma das equipes conseguiu disparar no placar. Mais vibrante em quadra, a Seleção levantou o ginásio com boas defesas e contra-ataques no final do set. Depois de um erro de saque de Maximiliano Gauna, os brasileiros fecharam por 25 a 22 e viraram a partida.

Os sustos encontrados nos sets anteriores acabaram vacinando o Brasil para a parcial decisiva. Concentrado e impondo o melhor ritmo de jogo, o time verde-amarelo controlou o placar desde o início e abriu uma vantagem confortável para amenizar o ímpeto do jovem time argentino comandado por Weber. Com tranquilidade, não encontrada nos três primeiros sets, o País confirmou o favoritismo e a passagem à decisão.

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627