Botafogo não teme desfiliação da FPF e vai tentar anular a final na justiça comum

Publicado em quarta-feira, Maio 18, 2011 ·

botaxrosileneA assessoria jurídica do Botafogo da Capital prometeu ingressar na justiça comum para tentar anular a decisão do segundo turno entre Treze e Campinense. Representantes do Galo da Borborema e do Belo participaram na manhã desta terça-feira, 18, de audiência pública na Curadoria do Consumidor, órgão vinculado ao Ministério Publico estadual, para prestar esclarecimentos sobre eventuais irregularidades cometidas na semifinal entre as duas equipes, e celebrar Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

De acordo com o advogado do Botafogo, Alexandre Cavalcante, a diretoria do clube não teme as ameaças da presidente da Federação Paraibana de Futebol, Rosilene Gomes, que prometeu desfiliar automaticamente o clube em caso de ingresso de ação na justiça comum para tentar paralisar o campeonato.

“Existe esta possibilidade. A diretoria do Botafogo prefere entrar para história como a gestão que tentou moralizar o futebol paraibano e que não foi mais uma a se curvar a decisões errôneas daqueles que dirigem o futebol”, disse Alexandre Cavalcante.

O conselho deliberativo do Botafogo irá reunir na tarde desta quarta-feira, 18, para decidir se irá entrar com ação de anulação da partida no Tribunal de Justiça da Paraíba. Ainda segundo Alexandre Cavalcante, caso a decisão seja favorável, a ação do clube será impetrada antes mesmo do pronunciamento do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) sobre o caso.

Ângelo Medeiros com Marcos Weric

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627