Borges salva, Santos bate Cruzeiro e aumenta série invicta

Publicado em domingo, setembro 11, 2011 ·

borgesRisco de rebaixamento é passado para o Santos. Jogando na Vila Belmiro, o time alvinegro venceu o Cruzeiro por 1 a 0, neste sábado, pela abertura da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol novamente foi assinalado pelo decisivo atacante Borges, que chegou aos 16 gols e disparou na artilharia da Série A, mas deixou o campo com contusão muscular no segundo tempo.

O resultado aumenta a série invicta santista: já são seis jogos seguidos sem derrota e o clube termina a noite definitivamente longe da zona do rebaixamento. No momento, a equipe de Muricy Ramalho é a 12ª, com 29 pontos – a oito do primeiro clube que cairia à segunda divisão, o Atlético-MG -, ainda com dois jogos adiados a disputar.

Já Emerson Ávila, efetivado no cargo de treinador do Cruzeiro depois da demissão de Joel Santana, segue sem vencer no cargo e viu o time ser ultrapassado pelo próprio Santos na tabela: os mineiros estão em 13º, com 28 pontos somados, e já amargam jejum de quatro jogos sem vitória.

O jogo
As duas equipes entraram em campo descaracterizadas. Muricy Ramalho não contou com os volantes Danilo, suspenso, e Arouca, lesionado, além do meia Paulo Henrique Ganso, dos volantes Elano e Ibson e do lateral Pará, também contundidos.

Pelo lado mineiro, sete desfalques: Marquinhos Paraná, Keirrison, Charles, Vitor, Diego Renan, Wellington Paulista e o goleiro Fábio, que sofreu uma concussão cerebral após chocar a cabeça com o lateral Carlinhos, na derrota da equipe contra o Fluminense, no meio de semana.

Logo no primeiro minuto de partida, Alisson, do Santos, sentiu o joelho direito e cedeu lugar a Anderson Carvalho. Apesar do problema, o Santos começou ligado e encurralou o Cruzeiro: aos 4min, Neymar bateu falta rasteira na área e a zaga rebateu errado. A bola sobrou para Borges, que bateu em cima do goleiro.

Na segunda oportunidade, porém, o artilheiro do campeonato não desperdiçou. Alan Kardec recebeu bom passe de Neymar e penetrou na área. O atacante rolou de lado e Borges empurrou para as redes.

Aos 17min, Felipe Anderson finalizou forte da entrada da área e Rafael fez boa defesa. A pressão paulista era incessante: aos 20min, o árbitro se equivocou ao anular o segundo gol de Borges, que cabeceou em condição legal, aproveitando cruzamento de Neymar.

Na primeira chegada na área adversária, o Cruzeiro teve um pênalti marcado. Aos 31min, Anderson Carvalho derrubou Montillo e deu aos mineiros a chance de empatar. Mas o próprio argentino desperdiçou a oportunidade e, tentando deslocar o goleiro Rafael, cobrou para fora.

Apesar de não manter o ritmo do início do jogo, o Santos seguiu melhor até o fim do primeiro tempo. Já aos 46min, Neymar sentiu dor no pé e saiu de campo sem chuteira, preocupando a torcida.

Para alívio dos santistas, foi apenas um susto e o jovem voltou normalmente para o segundo tempo. Aos 3min, o Cruzeiro assustou: Montillo fez grande jogada na esquerda e tocou para Bobô, que bateu para boa defesa de Rafael.

O segundo tempo seguia morno, sem jogadas de efeito de ambos os lados. Para piorar, um destaque de cada time sentiu lesão e pediu para sair de campo. Pelo lado cruzeirense, Gabriel Araújo entrou na vaga de Gilberto. No Santos, Borges, sozinho, teve uma lesão muscular e foi substituído por Diogo.

Aos 24min, Léo, do Cruzeiro, recebeu o segundo amarelo e deixou o clube celeste com um a menos. Nervoso, o Cruzeiro abusou da violência e ainda teve outro expulso no final: Fabrício, por acerta soco em Neymar.

Na próxima rodada, os dois times terão pela frente rivais locais: o Santos faz clássico contra o Corinthians, no Pacaembu, enquanto o Cruzeiro duela com o América-MG.

Ficha técnica

SANTOS 1 X 0 CRUZEIRO

Gols
SANTOS:
Borges, aos 12min do 1º tempo

SANTOS: Rafael; Bruno Aguiar, Edu Dracena, Durval e Léo; Alison (Anderson Carvalho, depois Crystian), Henrique e Felipe Anderson; Neymar, Alan Kardec e Borges (Diogo)
Técnico: Muricy Ramalho

CRUZEIRO: Rafael; Leandro Guerreiro, Léo, Naldo e Everton; Fabrício, Gilberto (Gabriel Araújo), Roger e Montillo; Ortigoza e Bobô (Sebá)
Técnico: Emerson Ávila

Cartões amarelos
SANTOS:Anderson Carvalho, Bruno Aguiar
CRUZEIRO: Léo, Leandro Guerreiro, Roger, Naldo

Cartões vermelhos
CRUZEIRO:Léo e Fabrício

Renda/Públicos
R$ 239.195,00/ 9.637 pagantes

Árbitro
Francisco Carlos Nascimento (Asp. Fifa-AL)

Local
Vila Belmiro, em Santos (SP)

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br