Belém: Marcelo do PT emite nota e explica críticas ao Padre

Publicado em quarta-feira, setembro 14, 2011 ·

marceloApós a polêmica gerada em torno das declarações postadas na internet, em relação à posição do Padre Marinaldo, que se posicionou contrário ao período de recesso dos Vereadores da cidade de Belém, localizada a 22km de Guarabira. Marcelo Matias ou Marcelo do PT enviou para redação do Nordeste1, que publicou com exclusividade as postagens, uma nota que esclarece os motivos de sua postura em relação ao administrador Paroquial.

Na nota, Marcelo diz que é favorável a participação de padres na política, porém segundo o petista, o Padre Marinaldo usa o altar para fazer uma política desigual. Marcelo também menciona que o Padre está alinhado ao grupo político de Tarcísio Marcelo e faz duras críticas ao ex-Prefeito da cidade.

Confira nota na íntegra:

Nota a cerca das declarações postadas por mim na Facebook a respeito do padre de Belém, venho esclarecer o seguinte:

1- Sou favorável a diminuição do recesso parlamentar na Câmara Municipal de Belém;

2- As críticas feitas ao pároco da cidade se deram, não apenas, por causa da manifestação política liderada por ele no sentido de fazer com que o recesso parlamentar seja diminuído, mas, porque ele em outras ocasiões no púlpito da Igreja o mesmo já fez manifestações de cunho político;

3- Sou completamente favorável à atuação de padres na política, desde, que ele desça do altar e venha fazer a disputa no chão de igual pra igual;

4- O Padre Marinaldo deveria saber que no passado a câmara de Belém já teve recesso parlamentar menor, e era uma trincheira importante pra combater o desastre administrativo que era a administração de Tarcisio Marcelo, isso quando os salários dos servidores ficavam até um ano em atraso, recursos públicos eram desviados pra enriquecer alguns poucos e a perseguição assolava do povo belenense, por isso, o tempo de recesso foi aumentado com o único intuito de calar a oposição. E quem bancou isso foi o grupo político que o padre parece ser bem alinhado ideologicamente;

5- A paróquia de Belém já teve experiências traumáticas por causas de padres que não souberam separar as suas atividades eclesiais das suas posições políticas e acabaram transformando a paróquia num verdadeiro apartheid político;

6- Já que o Padre de Belém está despontando como defensor da moralidade política, conclamo ao mesmo que do alto do seu altar chame os seus fieis a iniciar um movimento que vise fazer com que o ex-prefeito Tarcisio Marcelo devolva aos cofres públicos mais de 1 milhão de reais desviados da prefeitura de Belém, como já foi constatados pelos órgão de controle. Conclamo ao Padre juntar centenas de fieis e levar para frente do tribunal em João Pessoa para exigir do tribunal que decrete a prisão de Tarcisio Marcelo no âmbito do processo criminal 060.2005.000.038-3/001 obrigando-o inclusive a devolver o que foi superfaturado e subtraído dos cofres públicos de Belém.

7- Pra finalizar, já que o padre quer contribuir com o nível da política da cidade, oriente os seus fieis, inclusive, os que os rodeiam para votarem de forma consciente e que escolha o melhor e não vendam os seus votos e que faça de sua igreja uma igreja transparente assim como ele exige da administração publica.

Marcelo Matias

Nordeste1

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br