Bancada da PB gasta quase meio milhão em verba indenizatória

Publicado em domingo, Abril 17, 2011 ·

RXON-1Em apenas dois meses de legislatura, os deputados federais paraibanos já gastaram R$ 416.119,84 com verba indenizatória, de acordo com relatórios divulgados na página da Câmara Federal na internet (www.camara.gov.br). Somente no mês de fevereiro – o primeiro deste mandato -, os parlamentares paraibanos gastaram R$ 240.341,69. Em março, foram R$ 175.748,15.

Entre os doze deputados paraibanos, Damião Feliciano (PDT) foi o que mais gastou, acumulando R$ 61.250,34 nos dois primeiros meses da legislatura. Os gastos envolvem serviços postais, emissão de bilhetes aéreos, telefonia, manutenção de escritório de apoio à atividade parlamentar e locação de veículos. Entretanto, a maior parte deste valor (R$ 22 mil) foi destinada à divulgação da atividade parlamentar. A reportagem do JORNAL DA PARAÍBA tentou entrar em contato com a assessoria do deputado, mas não obteve retorno.
No segundo lugar da lista dos que mais gastam, está o deputado Ruy Carneiro (PSDB), que acumulou R$ 52.244 em fevereiro e março, ficando no segundo lugar do bimestre e aparecendo como o que mais gastou no último mês (R$ 31.627).
A maior parte do que foi gasto em março por Ruy, R$ 16 mil, foi destinada ao pagamento de consultorias, pesquisas e trabalhos técnicos.
“Fiz despesas dentro do que a legislação permite. Contratei uma assessoria e só fiz despesas necessárias e, o mais importante, dentro da lei”, comentou o deputado, acrescentando que os valores gastos em cada mês variam de acordo com as necessidades. “Preciso comprar passagens, por exemplo. Às vezes a passagem está mais barata, outras vezes está mais cara”, completou.
Completando a lista de despesas dos paraibanos no primeiro bimestre do mandato iniciado em fevereiro estão Efraim Filho (R$ 44.580,44), Hugo Motta (R$ 43.044,09), Romero Rodrigues (R$ 36.499,24), Luiz Couto (R$ 36.279,56), Nilda Gondim (R$ 24.617,52), Benjamin Maranhão (R$ 24.189,81), Wilson Filho (R$ 23.315,57), Manoel Júnior (R$ 18.922,08), Aguinaldo Ribeiro (R$ 9.148,40) e Wellington Roberto (R$ 5.296,25).
Telefone entre os maiores gastos
A verba indenizatória pode ser usada para cobrir despesas como manutenção de escritório de apoio parlamentar, locação de veículos, compra de combustíveis e lubrificantes, passagens aéreas e serviços postais, mas tomando como base o relatório disponibilizado pela Câmara, entre os gastos “preferidos” dos deputados paraibanos estão as despesas com a telefonia.
Neste item, o recordista foi o deputado Manoel Júnior (PMDB), que segundo o relatório disponibilizado pela Câmara, sóe em fevereiro gastou R$ 7.113,63 somente com ligações telefônicas. Em março, os gastos foram menores, mas não deixam de chamar atenção: R$ 3.174,18.
Por outro lado, entre os que menos gastaram com telefonemas nestes dois meses está a deputada Nilda Gondim (PMDB), que no mês passado teve despesas de R$ 822 e, em fevereiro utilizou R$ 1.058,97.
Em alguns casos, também chama atenção, o valor gasto com a divulgação da atividade parlamentar. No mês de fevereiro, por exemplo, o deputado Efraim Filho (DEM) destinou aproximadamente 44% da verba indenizatória para o pagamento de divulgação. Em janeiro, o democrata gastou R$ 26,5 mil. Deste total, R$ 11.850 foram com divulgação.
Jornal da Paraíba

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627