Artistas querem impedir proibições de biografias não autorizadas

Publicado em sábado, janeiro 19, 2013 ·

 

O caso mais notório foi o da biografia não autorizada do cantor Roberto Carlos, mas vários outros exemplos de censura a livros que retratam a vida de uma personalidade levaram parlamentares a apresentarem projeto de lei para facilitar a vida de biógrafos e cineastas. A quantidade de projetos de filmes de personalidades se acumula na Agência Nacional de Cinema (Ancine) demonstra que os artistas precisam da aprovação desses projetos.

Artistas querem impedir proibições de biografias não autorizadasOs números conquistados pelo filme Gonzaga – De Pai para Filho sugere que há todo um território a ser explorado pelo cinema local.

Atualmente, há dois projetos de lei, um da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), outro do deputado Newton Lima (PT-SP), em tramitação no Congresso. Ambos acabam com a proibição às biografias[bb] não autorizadas e permitem o acesso irrestrito do brasileiro a informações biográficas de figuras públicas.

“Mas ainda seria preciso uma lei específica, estipulando que os políticos não têm direito sobre a história do país, para que os produtores possam trabalhar com tranquilidade, respondendo juridicamente nos casos em que os retratados se sintam prejudicados, como acontece em todo o mundo”, afirma o cineasta João Jardim, João Jardim, que codirigiu o documentário “Lixo Extraordinário”, indicado ao Oscar de melhor documentário em 2011.

Os números conquistados por produções nacionais recentes, como Gonzaga – De Pai para Filho, de Breno Silveira, sobre o relacionamento entre o sanfoneiro pernambucano e seu filho, o compositor Gonzaguinha, visto por mais de 1,5 milhão, sugerem que há todo um território ainda a ser explorado pelo cinema[bb] local.

A vontade de transformar a biografia cinematográfica em um produto de sucesso pode ser medida pela quantidade de registros de projetos que se acumulam na Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Denise Saraceni começa a filmar este mês Pixinguinha, um Homem Carinhoso, sobre o autor do choro Carinhoso; Hugo Prata dirigirá um filme sobre Elis Regina; Diogo Boni levanta recursos para Não Aprendi Dizer Adeus, que recria os passos de Leandro e Leonardo; e o estreante Daniel Augusto já deu início à pré-produção de O Peregrino – A Melhor História de Paulo Coelho, sobre o escritor.

Da Redação em Brasília
Com agências

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627