Após recuar proposta, Governo marca nova reunião para negociar com professores federais

Publicado em sexta-feira, agosto 26, 2011 ·

professores2O Governo Federal marcou para as 12h desta sexta-feira (26) uma reunião com o ANDES (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior). A assembléia foi marcada ao final do encontro desta quinta-feira (25), onde seria assinado um acordo garantindo a incorporação da gratificação ao salário base, ainda com um aumento de 4% nessa gratificação. Mas o governo recuou e tirou o aumento da proposta.

Segundo o presidente da Associação de Docentes da Universidade Federal de Campina Grande (ADUFCG), o Prof. Amauri Medeiros, logo após a reunião de ontem, um representando do governo marcou uma nova assembléia para as 14h desta sexta. “Mas eles remarcaram e adiantaram para as 12h”, contou.

Medeiros falou que vários professores, em todo o país estavam contando sobre a postura do Governo durante a negociação e que isso estava empurrando a greve. “Dos sete campi federais na Paraíba, seis aprovavam o acordo, apenas Cuité havia recusado. Nós fomos para Brasília dispostos a assinar os termos oferecidos, mas quando chegamos lá, eles recuam. Nós já nos sentíamos constrangidos de assinar aquelas condições, então só piorou”, desabafou.

Sobre uma possibilidade de greve em breve, Medeiros respondeu que “estamos esperando para ver o que será apresentado nessa reunião de hoje, só depois é que vamos definir o próximo passo da mobilização”, concluiu.

Entenda a proposta – A proposta do Governo Federal consistia em um aumento no piso salarial através da incorporação da gratificação já recebida pelos professores. Além disso, também incluía um novo plano de aposentadoria, que ia garantir ao reformado receber a mesma base salarial dos profissionais atuantes. Segundo o presidente da Aduf-PB, Prof. Ricardo Lucena, o salário mínimo de um professor em início de carreira (sem incluir a gratificação) é de R$ 590. Com a incorporação esse salário base passaria a ser R$ 1.590,00. Um bom avanço, mas nós gostaríamos mesmo que o salário base fosse R$ 2.196,00, conforme é recomendado pelo Mec (Ministério da Educação).

Paraíba.com.br

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627