Anônimos, líderes sociais e juventude estudantil saem às ruas na Marcha Contra Corrupção em Patos

Publicado em terça-feira, outubro 25, 2011 ·


Aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 25, a Marcha Contra a Corrupção. A caminhada teve início ás 09:00 h. na Praça Edivaldo Mota no Centro de Patos e contou com centenas de pessoas, na sua grande maioria estudantes das escolas Geo, Evolução e  Cristo. A Escola Estadual José Gomes Alves, que fica localizada no Bairro do Jatobá, foi à única escola pública presente e contou com cerca de 20 estudantes.

Representantes do GIAASP, Rotary, ACEV SOCIAL, Igreja Católica, UJR, ALTRANS, CA de Administração da UEPB, dentre outras organizações não governamentais estiveram dando sua contribuição na Marcha. A comissão organizadora da manifestação avaliou como positiva a manifestação, apesar de esperar mais pessoas presentes na atividade.

Membros da Comissão Organizadora não pouparam críticas ao diretor da Escola Monsenhor Manuel Vieira – CEPA, Paulo de Tarso. Apesar da escola estar localizada a poucos metros de onde aconteceu a manifestação e ser também uma das maiores doMarcha Contra a Corrupção em Patos estado, nenhum estudante da referida escola se fez presente. Um dos representantes da comissão chegou a confessar que manteve contato com o diretor, mas não houve acordo para que a comunidade escolar participasse.

Durante a caminhada que percorreu ás Ruas Solon de Lucena, Epitácio Pessoa e teve sua concentração na Bossuet Wanderley, vários cidadãos pararam para prestigiar a Marcha Contra a Corrupção que aconteceu pela primeira vez em Patos. Palavras de “Abaixo a Corrupção”, “Voto aberto no legislativo”, “Pela criação da escola de Medicina em Patos”, “Ficha Limpa”, foram as mais ouvidas. Os presentes também pediram mais transparência na Prefeitura Municipal de Patos e nas demais esferas do poder executivo.

Veja na íntegra a carta aberta que foi entregue durante a Marcha Contra a Corrupção.

Marcha Contra a Corrupção em Patos

Marcha Contra a Corrupção em Patos

Marcha Contra a Corrupção

Um grito de liberdade nas Espinharas de Patos

Não podemos assistir passivamente aos desvios do dinheiro que pertence ao povo. Não podemos aceitar que recursos destinados para educação, moradia, segurança, saneamento básico, cultura, lazer e tantas outras questões importantes para uma vida melhor sejam usados ao bel prazer de governantes inescrupulosos que fazem suas riquezas através do roubo e desvio de dinheiro que pertence à Nação.

Em todas as partes do país o povo sai às ruas, dizendo que não aceitam mais ver a falta de transparência nas contas públicas, as obras inacabadas por mau uso do dinheiro público, o enriquecimento ilícito de pessoas que deveriam zelar pelo dinheiro arrecadado através de impostos abusivos e que deveriam voltar como melhoria na vida do povo. Dinheiro que, ao ser usado indevidamente por políticos sem caráter, acarretam problemas sociais cada vez mais graves.

A corrupção chegou a várias esferas do poder, seja ele executivo, legislativo ou judiciário. Como praga, a corrupção virou sinônimo de esperteza e começa a ser encarada como natural diante da inércia da sociedade. Mas como pode o roubo ser natural, enganar os outros e ser aceito; mentir virar comum? Os homens e mulheres decentes do nosso país e de nossa cidade não podem aceitar que valores humanos que nos fizeram ser dignos de viver em comum sejam invertidos. Já basta! DIGA NÃO A CORRUPÇÃO!

Em Patos a situação não é diferente. Temos um Poder Legislativo, representado pela Câmara de Vereadores em que muitos deles comungam com práticas vergonhosas: compram votos, recebem benesses para se calar diante de absurdos administrativos, se distanciam do povo e não compreendem o verdadeiro sentido de representantes populares no legislativo municipal como encaminhar e defender projetos como um Aterro sanitário, o Saneamento Básico da nossa cidade, a luta pela Universidade Federal do Sertão por mais cursos superiores e técnico-profissionalizantes para gerar emprego e renda, a Revitalização do Rio Espinharas, um Curso de Medicina para melhor a saúde pública da região suprindo a demanda destes profissionais. No Poder Executivo através da Prefeitura Municipal de Patos falta transparência em obras públicas; praças são construídas sem que se saiba que empresas recebem por isso, obras estruturantes que deveriam ser entregues ao povo, têm suas inaugurações adiadas por motivos desconhecidos, reprovação de contas pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE são ignorados. No Poder Judiciário, são poucos promotores ou juízes que cumprem o papel de guardiões das leis. Ignoram fatos visíveis no qual poderiam ajudar no combate aos abusos de outras autoridades. Nós não podemos aceitar que isso continue sendo normal quando de fato é absurdo!

Lutamos por uma reforma política imediata, com políticos honestos e com Ficha Limpa comprovada, Voto Aberto no Legislativo para que saibamos seus atos, Voto Distrital para valorizados os representantes do nosso meio popular e o Fim da Impunidade no Judiciário.

Nossa ação não é temporária. A partir dessa data estaremos constituindo um movimento coletivo que fiscalize, denuncie e mobilize a população patoense para não aceitar a corrupção como sendo normal.

Junte-se a nós!


Para mais informações e esclarecimentos

Nosso blog:  http://negoacorrupcao.blogspot.com

Twitter: @negoacorrupcao

Facebook: www.facebook.com/negoacorrupcao

Jozivan Antero – patosonline


Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627