Anastácio rejeita crítica da CUT: “Pífia é a nota deles”

Publicado em quinta-feira, agosto 9, 2012 ·

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) classificou como vazia e sem conteúdo convincente, a nota divulgada pela direção da Central Única dos Trabalhadores (CUT), para justificar o apoio da entidade ao Governo do Estado sobre o pedido de empréstimo de R$ 150 milhões de reais para a Cagepa. “Até o próprio governo não soube explicar direito o conjunto de detalhes do empréstimo, como eu iria votar a favor”, disse o deputado.
O parlamentar disse que a argumentação dos diretores da CUT seria tão pífia que o conteúdo da nota acaba sendo direcionado ao mandato dele e não ao conjunto de problemas que envolvem o pedido de empréstimo. “Ora, se eu desejasse o quanto pior melhor para o atual governo, como diz jargão ultrapassado da nota, não teria votado a favor do empréstimo de R$ 1 bilhão solicitado pelo governador Ricardo Coutinho, porque não costumo ficar em cima do muro e sei quando os interesses vão beneficiar a coletividade” disse Frei Anastácio.
O deputado classificou de sem propósito a argumentação da nota da CUT de que ele estaria precisando de palanque para aparecer. “Primeiro não sou candidato, no momento, e em 39 anos de luta e no terceiro mandato como deputado, os eleitores de mais de 200 municípios, que votaram em mim, são os julgadores e avaliadores das atividades parlamentares que exerço”, disse o deputado.
O parlamentar acrescentou ainda que quando falou na Assembléia Legislativa que alguns setores dos movimentos sociais e sindicais são como bananeira que não dar mais cacho, não citou nome de ninguém. “Mas, se a carapuça caiu sobre os atuais diretores da CUT é porque eles sabem que setores dessa entidade têm deixado muito a desejar, nos últimos mandatos. E não vou explicitar em público, porque eles sabem do que estou falando”, destacou o deputado.
O petista aproveitou o momento para dizer que a CPI da Cagepa será um dos pontos de partida para abrir a “caixa preta” dessa empresa. Ele já conseguiu um número de assinaturas superior ao necessário para solicitar a CPI e deve protocolar o requerimento nos próximos dias.
Frei Anastácio disse acreditar que a CPI irá fazer um Raio X na história dos últimos 17 anos da Cagepa. “Vamos saber quem é quem no quadro de funcionários. Revelar como essa empresa tem uma folha de pagamento tão alta, com verdadeiros marajás e porque tantos outros empréstimos não conseguiram sanar as dificuldades financeiras. Para onde foi esse dinheiro”, indaga o deputado.
O parlamentar afirma que não é a intervenção da CUT, nem simplesmente a dele como parlamentar que ira resolver o problema da Cagepa. “Se trata de uma empresa pública que deve milhões de reais e que tem outros milhões a receber. E tudo isso é dinheiro do povo que precisa ser visto e administrado com transparência, responsabilidade e honestidade. É um assunto que envolve toda sociedade paraibana”, concluiu Frei Anastácio.
parlamentopb

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br