Aliado de Ricardo diz que cenário não favorecerá Cássio no Brejo e disputa será entre Ricardo e Veneziano

Publicado em terça-feira, Fevereiro 25, 2014 ·

melchioPrincipal “pétala do jardim dos girassóis” no Brejo paraibano, o prefeito de Remígio, Melchior Batista, (PSB), garantiu que o provável rompimento da aliança PSDB/PSB, anunciado ontem pelo senador Cássio Cunha Lima, só vai favorecer o governador Ricardo Coutinho que disputará `a sua reeleição. Segundo ele, Cássio está isolado na região do Brejo e dificilmente mudará o cenário.

Em entrevista ao Correio da Manhã veiculado na 98 FM de Campina Grande, Melchior Batista revelou que o cenário atual é amplamente desfavorável ao senador Cássio Cunha Lima. Citando o exemplo de algumas cidades controladas pelo PSB e pelo PMDB, ele acredita que a disputa este ano será polarizada entre o governador Ricardo Coutinho e o ex-prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rêgo (PMDB).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo Melchior Batista, o senador Cássio não terá espaço nas principais cidades do Brejo, que já estão com os seus espaços políticos demarcados pelo governador socialista e por Veneziano. Segundo “Chior”, como é mais conhecido, seria mais cômodo o governador Ricardo Coutinho ter no palanque a presença do PSDB, porém com o rompimento, ele acredita, que o senador tucano não deu um bom passo, pois muitos prefeitos, principalmente da região do brejo ou estão com o PSB ou com o PMDB.

– Talvez quem é de Campina Grande tenha uma falsa sensação de achar que Cássio é imbatível, mas observando a minha região não vejo um prefeito que vote com o senador. Vai ser natural ocorrer algumas mudanças e migrações, mas na atual conjuntura todos os prefeitos do Brejo votam com o PSB ou com o PMDB – opinou “Chior”.

O prefeito remigense disse ainda que não via razão do rompimento, já que o PSDB detinha a maioria dos cargos de primeiro e segundo escalão no governo, causando, inclusive, muitas reclamações dos socialistas pela atenção dada aos tucanos.

– Por trás deste rompimento estão questões políticas e ao favoritismo propalado na mídia do senador Cássio para uma possível disputa estadual. Imagino que o senador estava muito pressionado, ele tinha que sair candidato de novo, pois ninguém sabe o que pode acontecer daqui a quatro anos. A política é feita de momentos – afirmou.

Melchior Batista que é irmão do secretário do secretário de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Marenilson Batista, reafirmou de forma enfática que desconhece algum prefeito na sua região que votará em Cássio. “Não conheço nenhum prefeito da minha região que vote em Cássio. Em Lagoa Seca, o prefeito Tadeu não vota com Cássio, em Lagoa de Roça é o PMDB de Veneziano, em Esperança o prefeito vota em Veneziano, em Areia, Arara e Picuí vota com Ricardo. Ou seja, Cássio está isolado na nossa região”, disse o prefeito socialista, que prevê um embate entre Ricardo e Veneziano nesse território.

Severino Lopes 

PBAgora

Comentários

Tags : , , , , , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br