A pedido da ministra, PF acompanha caso de diretor da Abraji exilado após ameaças

Publicado em sábado, janeiro 12, 2013 ·

Desde que Mauri König, repórter da Gazeta do Povo e diretor da Abraji, deixou o País acompanhado de sua família após ameaças em decorrência da série de reportagens “Polícia Fora da Lei”, que denunciava irregularidades nas polícias Militar e Civil do Paraná, o setor de inteligência da Polícia Federal em Curitiba (PR)  monitora o caso, informou o portal Terra.
Crédito:Reprodução
Caso do jornalista é acompanhado a pedido da ministra Maria do Rosário
Em entrevista ao site, o jornalista afirmou que a secretaria de Segurança Pública foi “negligente e fez pouco caso das ameaças”, colocando em dúvida o trabalho dos agentes responsáveis pelo seu caso.
De acordo com o Terra, policiais federais coordenados por um delegado da PF fizeram diligências e colheram informações para elaborar um relatório sobre as ameaças ao jornalista.  Quando estiver finalizado, o documento será encaminhado à ministra Maria do Rosário, que preside o Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH).
Embora a assessoria de comunicação da Polícia Federal confirme  a investigação, não divulgou informações sobre o andamento do caso.
Ainda de acordo com o Terra, o monitoramento das ameaças a König foram solicitadas pela própria ministra Maria do Rosário, que já recebeu um relatório preliminar sobre as investigações da Polícia Federal.
Portal IMPRENSA

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627