A melhor idade para ter um filho

Publicado em quinta-feira, outubro 9, 2014 ·

bebeEu me tornei mãe aos 31 anos. E, para mim, não havia melhor idade para se ter um filho do que essa. Eu estava casada há cinco anos quando Catarina nasceu (sim, me casei cedo para os padrões da minha geração), o que significa que já havia aproveitado bastante a vida de casal. Minha carreira estava tranquila, com um emprego público e uma pós-graduação em andamento. Ou seja, tudo pronto em meu coração para receber um bebê.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Se vocês me perguntassem até poucos dias atrás qual a melhor idade para se engravidar, eu teria respondido essa. Simplesmente porque foi a minha experiência pessoal. Já comentei aqui e no meu blog pessoal que, se eu tivesse demorado um pouco mais para iniciar a tentativa de uma gravidez, provavelmente não seria mãe hoje. E faço questão de falar sobre o assunto para alertar outras mulheres sobre a possibilidade de uma menopausa precoce (que foi exatamente o que aconteceu comigo).

Recentemente, entretanto, estive em uma palestra sobre reprodução humana que mudou meus conceitos. Sabemos que, conforme uma mulher envelhece, seus óvulos diminuem em quantidade, e ocorre também uma piora da qualidade dos remanescentes. Entretanto, com a possibilidade de congelamento de óvulos, pode-se conseguir atualmente uma gravidez tardia, com a mesma qualidade de um óvulo de 20 anos. Claro que a técnica não substitui a gravidez natural, nem é garantia de que uma mulher mais velha consiga ter filhos (porque, além da qualidade dos óvulos, há outros fatores envolvidos). Mas é uma possibilidade bem mais razoável do que contar com a mãe-natureza nessa fase da vida.

Porém, eu ainda não estava convencida. Porque, para mim, postergar a maternidade seria negar, de uma certa forma, uma lei natural. Não seria proposital o fato de que uma mulher só consegue engravidar naturalmente até certa idade? Não é preciso uma energia enorme para cuidar de uma criança em seus primeiros anos, coisa que só se consegue ter aos 20 ou 30 anos? Mas a resposta que recebi da especialista mudou a forma como eu via a questão: “assim como você, eu também fui mãe aos 30 anos; e nessa fase, eu estava em plena ascensão na carreria. Eu levava meus filhos para todos os lugares e corria muito, muito, para dar conta de tudo. E o que vejo nas mães de 40 anos é muito mais serenidade, e até mesmo tempo, para se dedicar a um filho”.

Nesse momento eu percebi que não existe fórmula mágica. Que para cada mulher a maternidade chega de uma maneira diferente. Felizmente hoje já há formas de se postergar um pouco mais a decisão de ser mãe ou não, enquanto se resolve questões da vida particular ou profissional. No fim, eu acredito que tudo dá certo – o melhor momento para se ter um filho é quando o resultado do teste dá positivo.

 

disneybabble

(Imagem: gabi_menashe / Creative Commons)

Comentários

Tags : , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627