A cultura alimenta a alma do povo

Publicado em quarta-feira, junho 13, 2018 ·

{Karlos Thotta/2018}

ATIVIDADES QUE NÃO VÃO AO ENCONTRO DO POVO NÃO PODEM SER CHAMADAS DE CULTURAIS POIS IGNORAM AS TRADIÇÕES.

Planos Municipais de Cultura são filhos do plano estadual e netos do nacional. Poucas cidades dos 26 estados brasileiros conseguiram bons resultados usando tais planos.

Lamentavelmente, isso não tem ocorrido na maioria das 5.570 cidades brasileiras, onde as gestões não possuem as competências que os cargos culturais exigem.

CULTURA É AÇÃO; É ATITUDE E EMOÇÃO.

A realidade que costuma atrapalhar os planos municipais de cultura é o chamado conflito de interesses entre certas atividades públicas e privadas exercidas pelos gestores culturais.

As indicações e nomeações políticas para ocupação de cargos, pretensamente culturais, desconsideram a necessária e urgente avaliação dos indicados.

Em decorrência dessa prática, tão perniciosa à cultura brasileira, existe um grande número de pessoas, com baixo nível cultural, ocupando cargos culturais.

Pessoas que não têm fluência ao escrever, que não entendem de arte dançante, nem de coreografias; que confundem as diversas vertentes poéticas e que desconhecem quase todas as autorias das obras primas universais, não amam a cultura nem os seus florescimentos!

Por consequência, essas pessoas nunca poderiam ter cargos culturais nos organogramas das 5.550 cidades do território brasileiro.

Infelizmente, os políticos detestam a evolução cultural e educacional dos seus fiéis afilhados porque assim, estes continuarão sendo controlados e promovidos a comissionados, ou agraciados com secretarias e diretorias.

CULTURA É MOVIMENTO, É ARTE E SENTIMENTO.

Como tudo que já é ruim ainda pode piorar, os maus gestores culturais não sabem, e não querem saber, pois nem ajuda aceitam para produção dum cronograma ou painel onde constem as ações culturais previstas para as diversas épocas de cada ano.

Sem as devidas e necessárias agendas culturais, os maus gestores sentem-se soberanamente livres para contratar o que eles bem entenderem, mesmo que pouco ou nada saibam, sobre a boa cultura. 

COM TAMANHAS IGNORÂNCIAS, ESTAS PESSOAS ACABAM CONTRATANDO AQUILO QUE OS BONS AGENTES CULTURAIS CHAMAM DE LIXO CULTURAL.

ATIVIDADES QUE NÃO VÃO AO ENCONTRO DO POVO NÃO PODEM SER CHAMADAS DE CULTURAIS POIS IGNORAM AS TRADIÇÕES.

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627