Wilson Santiago se reúne com Temer e defesa entra com agravo para impedir posse de Cássio

Publicado em quinta-feira, agosto 25, 2011 ·


Especula-se que vice-presidente e senador discutiu questões referentes a possível posse de Cássio

O senador Wilson Santiago (PMDB) se reuniu na quarta-feira (24) com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), para “tratar de assuntos de interesse do Governo e do partido no Senado”. A informação foi postada pelo próprio senador, no seu twitter.
Apesar de não revelar que assuntos referentes ao Senado foram abordados, especula-se nos bastidores da política paraibana que Santiago discutiu com Tema a questão do Recurso Extraordinário do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) no Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo sua posse no Senado.
Nesta quarta-feira, houve uma nova movimentação no processo, um novo Agravo Regimental da Defesa de Santiago, tentando impedir a posse de Cássio.

Entenda o caso


Cássio foi o candidato a senador mais votado nas eleições estaduais de 2010 na Paraíba, mas como teve o registro de candidatura impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), devido a Lei do Ficha Limpa, foi impedido de assumir o mandato, mas recorreu ao STF com um Recurso Extraordinário (RE 634250) solicitando o deferimento de sua candidatura.
Em março, o STF decidiu que o Ficha Limpa não vale para as eleições de 2010, e em abril, o ministro Joaquim Barbosa acatou, de forma monocrática, o Recurso Extraordinário (RE 634250) de Cássio solicitando sua posse, mas o senador Wilson Santiago (PMDB), terceiro colocado no pleito e que ficou com a vaga de Cássio, entrou com agravos regimentais contra o provimento do Recurso, dado pelo próprio Barbosa, solicitando que o ministro levasse a matéria para apreciação em plenário.
Barbosa, relator do Recurso Extraordinário, também acatou os agravos de Santiago e decidiu levá-lo para apreciação no plenário do STF. De lá para cá, o julgamento vem se arrastando, já que Barbosa, relator do RE, adoeceu e entrou em licença médica.
Assim, os advogados de Cássio deram entrada na Ação Cautelar (AC 2923) no STF solicitando que o ex-governador Cássio tome posse no Senado antes do julgamento dos agravos do RE em plenário. No entanto, na semana passada, Lewandowski se quer julgou o mérito da Ação Cautelar do ex-governador solicitando a retificação e deferimento de liminar assegurando a sua posse imediata no Senado.
Na ultima sexta-feira, os advogados de Cássio deram entrada a uma nova petição no Supremo e nesta segunda-feira (22) o presidente do STF, Cezar Peluso, decidiu redistribuir o agravos de Santiago, que estavam sob relatoria de Barbosa, para Lewandowski.
Nesta quarta-feira, houve uma nova movimentação no processo, um novo Agravo Regimental da Defesa de Santiago, tentando impedir a posse de Cássio.

Fonte: Wscom Online
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627