Você é doente de ciúme?

Publicado em quarta-feira, outubro 9, 2013 ·

Ciúme doentio: o distúrbio está registrado no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais

ciume“Otelo, o Mouro de Veneza”, é uma obra do dramaturgo inglês William Shakespeare que conta a história de um homem que ama demais sua esposa.

Consumido pelo ciúme desmedido, ele acaba matando-a e descobrindo depois que ela não o havia traído como imaginara.

A obra, escrita por volta de 1603, levou até as últimas consequências sentimentos como amor, traição e ciúme doentio.

Para esse ciúme patológico designou-se o termo Síndrome de Otelo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O distúrbio registrado no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), envolve emoções como: dor, humilhação, raiva, tristeza, inveja, medo, pensamentos de culpa/comparação com o rival e autopiedade.

O termo foi sugerido em 1955 por neuropsiquiatras como um “complexo de pensamentos e emoções irracionais muitas vezes associado a comportamentos exagerados e violentos, derivados da exacerbada preocupação com a suposta infidelidade do parceiro baseada em provas inconsistentes e por vezes imaginárias”.

Comportamentos: ciúme doentio 

1º) Procura de forma compulsiva indícios de traição para confirmar seus anseios;

2º) Checa contas telefônicas, celular, telefona inúmeras vezes ao dia para o parceiro;

) Cheira roupas, verifica bolsos;

4º) Ameaça, se afasta do convívio social por achar que todos os indivíduos do sexo oposto querem tomar seu parceiro;

5º) Contrata detetives, segue o parceiro e pode estabelecer outras formas de vigilância.

A doença é tão grave que muitas vezes nada se encontra de pistas, mas a pessoa segue rastreando senhas e celulares, seguindo, controlando locais e horários, fazendo da vida do parceiro um verdadeiro inferno.

O tratamento deve ser meticuloso para descobrir as causas da patologia (doença). É preciso ver todo o histórico da pessoa e o que a outra está representando em sua vida e preenchendo.

A cura é possível sim, mas muitas vezes remédios são recomendados no auxílio do processo terapêutico e é sempre necessário fazer com que a pessoa perceba que está vivendo uma fantasia paranoica e certamente muito doente.

 

 

Uol

Comentários

Tags : , ,

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627