Vital do Rêgo defende ações para minimizar efeitos da seca no NE

Publicado em segunda-feira, abril 16, 2012 ·

 

O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) que vem participando ativamente das audiências públicas da Subcomissão Permanente do Desenvolvimento do Nordeste, ao qual é titular que está debatendo a problemática da estiagem nos Estados Nordestinos, demostrou preocupação com a estimativa preliminar da Defesa Civil onde prevê que mais 80 munícipios paraibanos estão na iminência de decretar estado de emergência.

Ligada à Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), a subcomissão está promovendo está realizando visitas técnicas em toda a região abrangida pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Já foram realizados encontros em Alagoas, Piauí, Paraíba e Ceará, sempre com a presença de técnicos do governo federal que apresentam as ações em curso na respectiva região e as metas.

Para Vital, o papel desenvolvido pela comissão é de grande importância para apontar saídas para os graves problemas que ainda afligem a região. Para ele, encontrar a maneira sustentável e viável de diminuir ao máximo o problema da seca significa criar a possibilidade de potencializar aptidões regionais e de desenvolver uma nova perspectiva de vida para os homens e mulheres que vivem no campo e nas cidades. “Dados como os do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) revelam que esse ano só choveu 42% do previsto para o período no Sertão, o que já comprometeu grande parte das lavouras.  Neste sentido apoio à adoção de medidas de enfrentamento à seca que se agrava, onde defendo medidas de combate ao desperdício de água nas cidades paraibanas, como também reforço minha luta pela agilidade nas obras da transposição do Rio São Francisco e pelo perdão das dívidas aos mais de 320 mil agricultores familiares oriundas de operações de crédito rural contratadas por instituições financeiras federais, como o Banco do Nordeste (BNB)”, disse o parlamentar.

O senador peemedebista destaca que se faz necessário que a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (CAGEPA) invista mais na criação de programas de redução do desperdício de água, tendo em vista que dados recentes da companhia mostram que o desperdício de água na Grande João Pessoa ainda é o grande vilão e chega a 15% de um total de 3 mil litros por segundo produzidos pela estação de Gramame, ou seja, 450 litros por segundo são perdidos por causa dos vazamentos das torneiras, da rede antiga e do uso inconsciente da população. Ele apela que o chefe do executivo estadual mude a política adotada de desestruturação da empresa que constantemente vem sendo alvo de críticas na mídia paraibana devido aos péssimos serviços prestados a população.

No âmbito da Transposição lembra que o Tribunal de Contas da União (TCU) a seu pedido já liberou os aditivos permitindo ao governo a retomar os serviços. O senador recebeu recentemente uma ligação do Ministro da Fernando Bezerra, dando garantia ao seu pedido de andamento nos lotes que estavam paralisados.

Assessoria para o Focando a Notícia

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS
















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627