às 16h no estádio O Amigão

Treze e Campinense decidem neste sábado, título da 110ª edição do Campeonato Paraibano

Publicado em sábado, agosto 15, 2020 ·

Clássico dos Maiorais 412. Vale a taça. Será conhecido neste sábado (15), o campeão paraibano 2020. O segundo e decisivo duelo entre Treze e Campinense acontece a partir das 16h no estádio O Amigão. Por ter vencido o primeiro clássico por 2 x 0, o Galo tem vantagem e pode perder até por 1 gol de diferença, que mesmo assim levanta a taça de campeão do Estadual, e quebra o jejum de títulos que já dura 9 anos.

Já a Raposa tem uma missão complicada e precisa tirar a vantagem do rival construída no primeiro duelo. Caso o Campinense vença com diferença de dois gols, a decisão será nos pênaltis. A Raposa só será campeã no tempo normal se conseguir vencer o rival por três gols de diferença.

Serão 90 minutos para deixar o torcedor dos dos clubes aflitos e com o coração batendo forte. Afinal, doze anos depois da última vez em que protagonizaram uma final de estadual, Galo e Raposa estão frente a frente novamente em uma partida que vale título. Em campo, estarão as duas maiores rivalidades do Campeonato Paraibano, e 36 títulos estaduais, sendo 21 conquistados pela Raposa contra 15 pelo Galo.

Para esse jogo decisivo, o técnico do Treze, Moacir Júnior praticamente tem todo elenco a sua disposição, e deve escalar o time com a força máxima. A única baixa continua sendo o volante Rezende, que, com diagnóstico positivo para Covid-19, já está afastado do elenco desde o último fim de semana. Sendo assim, a tendência é mesmo que a escalação do Galo seja a mesma, sem nenhuma alteração.

No Campinense, a missão é dura. Sem ter conquistado uma vitória sequer em três jogos contra o arquirrival até aqui na temporada – foram um empate (1 a 1) e duas derrotas (1 a 0 e 2 a 0) -, a Raposa vai precisar se desdobrar, ser mais efetiva nas finalizações e cometer menos falhas defensivas se quiser desbancar o agora favorito Treze e levar o título para o Renatão.

O técnico Nei Júnior foi demitido no dia seguinte à derrota no jogo de ida desta final do Paraibano. A Raposa será comandada por Hélio Cabral, que é auxiliar fixo do Campinense. Para o jogo mais importante do rubro-negro na temporada, Hélio não poderá contar com o zagueiro Uesles que segue em tratamento de uma lesão na coxa direita, assim como o volante Pêu, que cumpre suspensão automática. O goleiro Rodrigo Dias, que vinha tratando uma lesão no ombro direito, até voltou a treinar, mas não tem escalação confirmada. A tendência é que Elielton, Caio Breno e Juliano apareçam entre os titulares. o meia Juliano e o volante Caio Breno, entraram no decorrer do último duelo e deram mais movimentação ao meio de campo da Raposa e por isso, vivem a possibilidade para iniciar entre os 11 neste sábado.

Mandante do jogo, o Treze deve ir a campo com Jeferson, Léo Pereira, Breno Calixto, Nilson Júnior e Gilmar; Robson, Vinícius Barba, Alexandre Santana e Douglas Lima; Tales e Frontini. Técnico – Moacir Júnior.
Já o Campinense deve começar com Welligton Lima, Alex Travassos, Alex Maranhão, Breno e Matheus Camargo; Elielton, Caio Breno, Juliano e Bismarck; Rafael Ibiapino e Reinaldo Alagoano. Técnico – Hélio Cabral.

Galo e Raposa sempre fazem um duelo acirrado, duro e com emoções. Dos 410 confrontos, o Treze venceu 142 vezes, contra 109 do Campinense. O Clássico dos Maiorais já terminou empatado 162 vezes. Na artilharia dos Maiorais, a vantagem também é trezeana: até agora, são 503 gols a favor do Alvinegro, contra 451 para o Rubro-Negro.

A rivalidade entre Campinense e Treze pode ser medida em jogos válidos pelo Campeonato Paraibano. Até o momento, os dois clubes se enfrentaram 232 vezes no Estadual. A vantagem também é do Treze. Ao todo, o Galo venceu 76 partidas, contra 71 triunfos da Raposa.

O equilíbrio de Campinense e Treze no Paraibano, se mede no número de empates. Os dois terminaram a partida em igualdade no placar 98 vezes. O Galo marcou 259 gols contra 242 da Raposa.

Após o apito final do árbitro, Marcelo Aparecido de Souza (SP), Treze ou Campiense vai comemorar o título estadual, e a volta para Campina Grande da hegemonia do futebol paraibano.

Severino Lopes
PB Agora

 

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627