Taperoá está sem água; mananciais em outras cidades possuem menos de 10% da capacidade

Publicado em quarta-feira, dezembro 4, 2013 ·

Reprodução/ValtércioRufino
Reprodução/ValtércioRufino

Os moradores do município de Taperoá, localizado no Cariri da Paraíba, a 216 quilômetros de João Pessoa, estão sofrendo com os efeitos da estiagem e desde a manhã desta quarta-feira (04), não contam mais com o auxílio do Açude Manoel Marciolino.

O açude, que abastecia a cidade, chegou ao limite da escassez e se apresenta atualmente completamente seco. Para enfrentar esta situação, a população terá que pagar para ter água por meio do abastecimento privado de carros pipas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o prefeito do município, Jurandir Gouveia, a administração tentará diminuir os efeitos da falta d’água, por meio de uma máquina para perfuração de uma cacimba de 200 metros, no meio do açude, na tentativa de manter o abastecimento.

Segundo a Aesa, mananciais das cidades de Barra de São Miguel, Caraúbas, Gurjão, Monteiro, Ouro Velho, Prata, São João do Cariri, Serra Branca, Soledade e São José dos Cordeiros, todas no Cariri, caso não estejam secos, apresentam menos de 10% da capacidade total.

Açude do Congo – Outro quadro preocupante é o Açude do Congo, que abastece todo o Cariri, ele está apenas com 17% da capacidade, número que diminui pelo menos 2% a cada mês.
portalcorreio

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627