Arquivo da tag: vizinha

Idoso é preso suspeito de matar vizinha a facadas em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba

Uma mulher de 42 anos foi morta a facadas na noite de terça-feira (24) em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, o principal suspeito é o vizinho da vítima, Antônio Salvador da Silva, de 82 anos. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para a Cadeia Pública de Cajazeiras.

Segundo a polícia, o crime aconteceu quando Izonete Sales da Silva estava bebendo com amigas na calçada da casa dela. A vítima teria tentado fugir, mas o suspeito desferiu vários golpes de faca nas costas dela.

Conforme a PM, a mulher morreu a poucos metros de casa. Segundo relatos das testemunhas e do filho do idoso à polícia, a vítima e o suspeito tinham uma rixa. A Polícia Civil investiga o caso.

G1

 

Mãe e filha são presas suspeitas de matar vizinha

A Polícia localizou, nesta quarta-feira (31), mãe e filha acusadas na morte de Andreia Keila Nascimento. O crime aconteceu no dia 25 de janeiro na Comunidade Santa Clara, no bairro Castelo Branco, em João Pessoa.

As acusadas foram detidas na cidade de Cuité de Mamanguape, após informações levantadas pelo Núcleo de Inteligência do Batalhão Ambiental e da 2ª Companhia Integrada de Polícia Militar. Segundo as investigações, a autora do crime teria sido a adolescente de 16 anos, que teve auxilio da mãe e de um rapaz identificado como “Igor Neguinho”.

Após o crime, elas foram para a casa de parentes na comunidade do Arroz, em Cuité de Mamanguape. Igor Neguinho já havia sido preso.

WSCOM com Aguinaldo Mota

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Suspeito de matar vizinha posa para foto e diz: ‘Estrangulei e fiz sexo’

bandido“Estrangulei e depois fiz sexo”, confessou Ismael da Costa de Farias, de 29 anos, preso nesta quarta-feira (14), por matar a vizinha, a secretária Dayara Araújo de Oliveira, de 22 anos, em abril deste ano. O homem contou detalhes de como teria cometido o crime durante assalto à residência da vítima, situada no bairro Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul de Manaus. Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que o suspeito contratou outro homem para coletar material biológico usado no exame de DNA e se livrar das suspeitas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com a delegado titular da Delegacia Especializada por Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, Ismael da Costa contou que, por volta das 4h do dia 20, arrombou a janela da residência onde a jovem morava na Rua Conde de Tocantins. Ele revelou que a intenção era furtar um aparelho de celular, mas a vítima acordou e reagiu. Dayara residia há cerca de dois meses no local e era vizinha do suspeito. Depois de assassinada, a vítima ainda sofreu abuso sexual. “Dei um soco na boca dela, estrangulei com um fio de energia da casa e depois fiz sexo com ela morta”, relatou Ismael da Costa, friamente.
Polícia Civil afirma que suspeito contratou homem para se passar por ele em coleta para exame de DNA (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Polícia Civil afirma que suspeito contratou homem para se passar por ele em coleta para exame de DNA (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O corpo de Dayara foi encontrado enrolado em um edredom debaixo da cama somente na tarde do dia 20 por uma amiga da vítima, que estranhou a ausência dela no trabalho. Peritos encontram sêmen no corpo da jovem.

Inicialmente, a polícia suspeitava do namorado da vítima, mas a participação dele foi descartada quando o homem apresentou imagens feitas por câmeras de um posto de combustíveis em que ele aparece durante várias horas ao lado de amigos.

Dayara Araújo foi encontrada morta, estrangulada e enrolada em edredom (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)Dayara Araújo foi encontrada morta, estrangulada
e enrolada em edredom
(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Por ser conhecido pela prática de assaltos para financiar o consumo de drogas, Ismael foi interrogado três vezes pela Polícia Civil. Ele também foi intimado a coletar material biológico para análise no Instituto de Criminalística (IC). Entretanto, o suspeito contratou o lavador de carros Jonas Vieira Teixeira, de 27 anos, para se passar por ele durante a coleta.

Segundo a DEHS, o lavador compareceu ao órgão apenas com certidão de nascimento e amostras de sangue foram coletadas. “Ele me ofereceu R$ 50 para ir coletar sangue, no dia 26, no lugar dele com certidão de nascimento, mas não sabia do que se tratava. Estou arrependido de ter feito isso”, afirmou Jonas Vieira, que também foi detido pela polícia.

Como o homem não apresentou documento de identidade com foto, funcionários do Instituto de Criminalística registraram imagens dele e anexaram ao prontuário. O procedimento facilitou a descoberta da fraude. Investigadores da DEHS suspeitaram do comportamento de Ismael da Costa, que insistentemente cobrava o resultado do exame.

Ao analisar o prontuário, os investigadores descobriram a fraude e a DEHS solicitou a prisão preventiva, que teve o pedido aceito pela Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). A polícia também descobriu que o celular roubado da vítima foi vendido ao chefe do posto de lavagem onde Ismael trabalhava.

Lavador confessou que recebeu R$ 50 para se passar por suspeito em coleta de material biológico (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)Lavador confessou que recebeu R$ 50 para se
passar por suspeito em coleta de material biológico
(Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Para a família da vítima, Ismael planejou o crime, pois várias vezes teria sido flagrado observando a vítima por fendas. A irmã de Dayara acusa o suspeito de ser uma pessoa fria e cruel, pois chegou a retornar ao local do crime horas depois do assassinato quando o corpo da jovem foi achado. “Quando viu que o corpo da minha irmã estava sendo retirado da casa, ele foi vender o celular. Ele acompanhou todo esse momento da retirada do corpo. Não é um ser humano, é um mostro, uma pessoa dessa”, desabafou a pintora Dayenne Araújo de Oliveira, de 22 anos.

Dayenne afirmou ainda que a irmã estava sofrendo ameaças. “Ela contou a nossa irmã mais velha que recebia mensagens dizendo ‘tranca bem a sua porta, um dia vou bater aí'”, relatou. A família também teme represálias. “Enquanto estava na delegacia acompanhando a prisão do suspeito, recebi um telefonema de número restrito de uma pessoa dizendo que eu pagaria por tudo que estava fazendo”, revelou.

Ismael da Costa de Farias será indiciado inicialmente por homicídio qualificado e deve ser encaminhado nesta quinta-feira (15) à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital. Já o lavador Jonas Vieira responderá em liberdade pelos crimes de falsidade ideológica e fraude processual.

Globo.com

 

Vizinha alega que irmãos estariam sendo abusados sexualmente e por isso, raptou crianças em JP

Delegada Joana Darc

Maria da Graça, denunciada pela vizinha Daniele Barbosa, por seqüestrar os filhos da jovem moradora do Bairro Valentina Figueiredo em João Pessoa, alegou à polícia que afastou as crianças da mãe, pois os menores estariam sendo agredidos fisicamente e ainda, abusados sexualmente, pelo namorado de Daniele.

A vizinha foi encontrada nesta segunda-feira (14), em um sítio localizado na cidade de São Bento, no Sertão paraibano. Ela estava com os irmãos Mariana (09 anos) e Miguel (02 anos e 06 meses) em uma residência de familiares desde o último dia 28.  As crianças, já foram encaminhadas a João Pessoa, onde foram levadas a Delegacia da Infância e Juventude.[bb]

De acordo com a delegada Joana Darc, os irmãos passarão pelo exame de conjunção carnal para que seja investigada a possibilidade da consumação do abuso sexual. “ Os menores não voltarão para a casa da mãe inicialmente e devem permanecer sob a responsabilidade do Conselho Tutelar Metropolitano”, revelou a autoridade policial.

Segundo ela, Daniela Barbosa não teria condições de cuidar das crianças e o caso será encaminhado ao Ministério Público da Paraíba.

Já Dona Maria da Graça prestou esclarecimentos e foi liberada, pois não houve o entendimento de que ela teria agido de má fé, ao viajar com as crianças sem a autorização da família.

Entenda o caso

Na última sexta-feira (11), familiares de Mariana e Miguel entraram em contato com o Portal Correio afirmando que as crianças haviam sido seqüestradas pela vizinha, no Bairro do Valentina Figueiredo.  A mãe das crianças, Daniela Barbosa de 28 anos, informou que no último dia 28, havia deixado os filhos, como de costume, com a vizinha  ‘Dona Graça’, pois tinha que seguir para um restaurante onde trabalha como garçonete a noite.

Após o trabalho, ao retornar para a casa da vizinha, Daniela foi surpreendida com a residência fechada e sem a presença dos filhos e de ‘Dona Graça’. Quando ligou para o telefone celular da vizinha, a suspeita do seqüestro teria dito que havia viajado com as crianças para Fortaleza-CE e que após o ‘réveillon’ retornaria à João Pessoa.

Pollyana Sorrentino

Portalcorreio

Irmãos somem e família denuncia vizinha por sequestro em João Pessoa

Familiares dos irmãos, Mariana (09 anos) e Miguel (02 anos e seis meses), estão desesperados em busca de informações sobre o paradeiro das crianças. Eles informaram ao Portal Correio nesta sexta-feira (11), que os menores haviam sido seqüestrados há 14 dias pela vizinha da residência onde as vítimas moravam, localizada no Bairro do Valentina Figueiredo em João Pessoa.

A mãe das crianças, Daniela Barbosa de 28 anos, informou à polícia que no último dia 28, havia deixado os filhos, como de costume, com a vizinha identificada como ‘Dona Graça’, pois tinha que seguir para um restaurante onde trabalha como garçonete a noite.[bb]

 Miguel e Mariana

Foto: Miguel e Mariana
Créditos: Reprodução Facebook

Após o trabalho, ao retornar para a casa da vizinha, Daniela foi surpreendida com a residência fechada e sem a presença dos filhos e de ‘Dona Graça’. Quando ligou para o telefone celular da vizinha, a suspeita do seqüestro teria dito que havia viajado com as crianças para Fortaleza-CE e que após o ‘réveillon’ retornaria à João Pessoa.

Como Daniela sempre manteve uma relação de confiança com Graça, ela aguardou que as festas de final de ano passassem para voltar a questionar o retorno dos filhos. No entanto, a vizinha não mantém mais contato e não atende o telefone celular. De acordo com Daniel de Oliveira, ex-marido de Daniela que está ajudando nas buscas pelos menores, o caso foi registrado na última terça-feira (08), na 11ª Delegacia Distrital, localizada no Bairro do Valentina Figueiredo.

A casa da suspeita, segue fechada e a família das crianças apela as autoridades judiciais que possam expedir um mandado de busca e apreensão para o caso seja investigado com mais celeridade.

Pollyana Sorrentino

No Cariri: Traficantes tentam jogar maconha dentro de presídio, erram alvo e droga cai no muro da vizinha

Traficantes tentaram jogar maconha para os apenados da Cadeia Pública de Juazeirinho por volta das 8h30 dessa segunda-feira (13) durante o banho de sol no pátio desta unidade prisional, porem erraram o alvo e a erva acabou caindo dentro do muro de uma vizinha.
Ao perceber o barulho estranho, a dona de casa saiu para verificar e se deparou com um pacote.
Imediatamente, ela chamou o agente penitenciário de plantão e lhe entregou a encomenda. Ao abrir o pacote, o agente, a diretora da Cadeia (Denice Henrique) e a Polícia Militar, contaram 51 “dólar” de maconha que, provavelmente, seria comercializada entre os presos.
Segundo funcionários da Cadeia, o objetivo do traficante era jogar a maconha para dentro do pátio e os presos pegarem, haja vista que eles estavam tomando o banho de sol naquele momento.
A direção desta unidade prisional vai agora encaminhar o entorpecente para o Poder Judiciário e a vizinha deve ser chamada para prestar esclarecimentos.
Esta é a terceira vez só este ano que tentaram jogar maconha para os apenados desta Cadeia e em todas as ocasiões, a cannabis acabou caindo nas mãos da polícia
Com Heleno Lima