Arquivo da tag: vítimas

Atendimentos em vítimas de acidentes de trânsito reduzem 12% em março, no Hospital de Trauma de João Pessoa

O número de atendimentos de vítimas de trânsito reduziu cerca de 12% no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Conforme o setor de estatística do hospital, foram registrados 776 atendimentos entre os dias 1º e 31 de março deste ano, número 12,6% menor que o registrado no ano anterior, com 888 entradas.

De acordo com a unidade de saúde, a queda na quantidade de atendimentos aconteceu após a efetivação do isolamento social adotado durante a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo o diretor geral da instituição, Laercio Bragança, o perfil das vítimas também mudou. A maioria dos pacientes sofreu acidentes em BRs e não em centros urbanos, como geralmente acontecia.

G1

 

Policiais do 4º BPM prendem suspeitos de roubos e apreendem dois revólveres, motos e dinheiro das vítimas

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam, na noite desse sábado (4), em Guarabira, dois homens suspeitos de roubos e apreenderam dois revólveres e duas motos roubadas usadas por eles, além de recuperar a quantia de R$ 473 que tinha sido levada das vítimas. A ocorrência teve início quando os policiais, que realizavam as Operações Cidade Segura e Previna-se, foram informados de um assalto a um posto de combustíveis em Alagoinha que teria sido praticado por dois homens em uma moto de cor preta sem placa e que teriam fugido na direção de Guarabira.

Durante a tentativa de fuga, sabendo que já estavam sendo perseguidos pelas guarnições de Alagoinha e Cuitegi, eles roubaram outra moto, uma Honda CG 125 de cor verde, abandonando a que tinha sido utilizada para praticar o roubo ao posto. De posse das informações sobre as características dos suspeitos e da moto, os policiais deram início às diligências e, nas proximidades do Conjunto Areia Branca, já em Guarabira, conseguiram abordar os dois suspeitos, que estavam com os revólveres, calibres 32 e 38, com nove munições, o dinheiro e a moto roubada. A primeira moto utilizada por eles foi encontrada na manhã deste domingo (5), em Alagoinha.

Os dois suspeitos, presos em flagrante por roubo, além do material apreendido, foram levados à Delegacia de Polícia Civil para a devida autuação. Participaram da ocorrência as guarnições do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Diniz, Força Tática, Motopatrulhamento, Patamos, Rádio Patrulha, Destacamentos de Alagoinha e Cuitegi, sob a supervisão do capitão Rodrigues.

Assessoria 4º BPM

 

 

Tio e sobrinha são vítimas de bala perdida durante suposto confronto de facções em João Pessoa

Tio e sobrinha foram baleados no bairro de Mandacaru, em João Pessoa. O fato aconteceu na tarde desta sexta-feira (6), na comunidade Jardim Mangueira, e teria sido motivado por uma briga entre facções.

As vítimas de bala perdida jogavam dominó na frente de casa com outras pessoas quando foram surpreendidas por homens que chegaram atirando no local. Os dois foram socorridos em carro particular até o Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena.

De acordo com o boletim médico da unidade, o homem de 40 anos “passou por procedimentos médicos de emergência e segue em atendimento.” O estado de saúde dele era grave, até o momento da divulgação.

Já a sobrinha dele, de 33 anos, “passou por procedimento médicos de emergência e segue em observação da Ortopedia. Quadro clínico regular.”

O motivo que teria desencadeado o tiroteio entre facções não foi divulgado. Os autores ainda não foram identificados e nem detidos.

 

clickpb

 

 

Vítimas de acidentes com moto lideram entradas no Trauma-CG no Carnaval

O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, na cidade de Campina Grande, atendeu 887 pessoas durante o período carnavalesco. Nesses dias, foram realizadas 68 cirurgias. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora do sábado (22) até as primeiras horas desta quarta-feira (26).

Os casos envolvendo acidentes de moto lideraram as entradas nos plantões durante o período. No total, 118 pacientes foram atendidos devido aos acidentes com motocicleta, cinco vítimas de projéteis de arma de fogo, três de arma branca, 12 vítimas de acidente de carro, cinco vitimas de acidente de bicicleta, três vitimas de atropelamento e 24 por agressão física. Os demais atendimentos foram na clínica médica e na pediatria.
Em 2019, o Trauma-CG atendeu no período do carnaval 867 pessoas entre urgências e emergências.

A unidade de saúde disponibiliza 298 leitos, 301 médicos, sendo 64 em regime de plantão presencial 24 horas. O hospital dispõe de seis salas no bloco cirúrgico e é referência em trauma para 203 municípios da Paraíba, além de alguns do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará.

PB  Agora

 

 

Acidente entre motos mata dois jovens na Paraíba e amigos prestam homenagem a uma das vítimas

Dois jovens morreram em um acidente envolvendo duas motos no município de Alhandra, no Litoral Sul paraibano. O fato aconteceu na tarde deste sábado (8).

Umas das vítimas foi Janielson Fernandes, conhecido em Santa Rita como DJ Toddynho. Amigos lamentaram nas redes sociais a morte dele.

O outro rapaz, segundo as primeiras informações, era morador do interior da Paraíba. Não havia detalhes, até a noite deste sábado, sobre como se deu o choque entre as duas motos.

clickpb

 

Hospitais devem notificar casos de vítimas de acidentes de trânsito por embriaguez, na PB

Uma lei publicada nesta terça-feira (24) obriga que estabelecimentos de saúde da rede pública e privada da Paraíba devem notificar os casos de atendimento de vítimas de acidente de trânsito que apresentem indícios de embriaguez por parte dos condutores dos veículos envolvidos. A publicação foi feita no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça.

A obrigatoriedade faz parte do programa de redução de índice de acidente e mortes no trânsito e foi proposta pelo deputado Lindolfo Pires (Podemos).

De acordo com a lei, a notificação deve atestar o nível de alteração da capacidade psicomotora dos condutores. Além disso, o profissional e o estabelecimento de saúde responsáveis pelo atendimento e assistência devem fazer a notificação ao órgão competente, para a adoção de providências destinadas ao registro. O prazo para notificação é de 72 horas, a contar do momento do atendimento.

A informação contida no cadastro deverá ser encaminhada para o órgão estadual responsável pelo Programa Operação Lei Seca, para garantir o registro e acompanhamento dos índices de acidentes e mortes no trânsito ocorridas devido a ingestão de álcool.

G1

 

Vítimas de atropelamento na saída de Guarabira para Pilõezinhos são irmãs e passam bem

As duas mulheres vitimas de atropelamento na manhã deste domingo (8) na cidade de Guarabira, além de serem irmãs, são moradoras da rua São Francisco, na cidade de Pilõezinhos. Ambas iam para casa quando foram atropeladas por uma caminhonete Hiluz prata, desgovernada. As imagens do atropelamento foram gravadas por uma câmera de segurança.

Ambas foram levadas para o hospital regional de Guarabira, passaram por atendimento, foram submetidas a exames e em seguida liberadas. Pode-se dizer que elas tiveram toda a sorte do mundo ou que foram agraciadas com um milagre. As imagens mostram que ambas poderia ter no minimo várias fraturas com o impacto da batida.

Damiana e Terezinha Nascimento, fizeram um vídeo dentro do hospital quando ainda estavam em observação, dizendo que estavam bem e que seria liberadas logo em seguida.

00:00
00:18

 

portalmidia

 

 

Hospital de Trauma de Campina Grande atende 788 vítimas de acidentes de moto em novembro

Mais de 700 vítimas de acidentes de moto foram atendidas no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande durante o mês de novembro. O balanço foi divulgado na manhã desta segunda-feira (2) pela unidade de saúde. Dos 788 atendimentos realizados por acidentes de moto, 612 vítimas foram adultos, 73 adolescentes, 38 idosos e 9 crianças, além de 56 pessoas atendidas sem documentos.

Ao todo, durante o mês de novembro, 955 pessoas vítimas de acidentes de trânsito foram atendidas no hospital. O balanço teve como base as entradas realizadas a partir da 0h do dia 1º de novembro até as 23h59 do dia 30 do mesmo mês.

Os casos envolvendo acidentes de moto lideraram as entradas nos plantões durante o período. Outras 58 vítimas foram atendidas por acidentes de bicicleta, 57 vítimas por atropelamento e 52 por acidentes de carro. Os demais atendimentos foram de casos clínicos e na pediatria.

Dos 58 atendimentos realizados por acidentes de bicicleta, 23 vítimas foram adultos, 23 crianças, 8 adolescentes e 1 idoso, além de 3 pessoas atendidas sem documentos.

Já das 57 vítimas atendidas no hospital por atropelamento, 24 vítimas foram adultos, 14 idosos, 8 crianças e 6 adolescentes, além de 5 pessoas atendidas sem documentos.

Dos 52 casos de acidentes de carro, 35 vítimas foram adultos, 7 adolescentes, 5 idosos e 3 crianças, além de 2 pessoas atendidas sem documentos.

G1

 

Estudantes de escola pública de Campina Grande são internados vítimas de envenenamento

Três estudantes de 17, 18 e 20 anos da Escola Estadual Nenzinha Cunha Lima, instalada no bairro do José Pinheiro, Zona Leste de Campina Grande, deram entrada na tarde desta quinta-feira (14) no Hospital de Emergência e Trauma após terem supostamente ingerido perfume na tentativa de tirarem a própria vida.

A informação foi confirmada ao Blog do Márcio Rangel pelo comandante regional do Corpo de Bombeiros de Campina Grande, tenente-coronel Jean Benício.

Em contato com o Hospital de Trauma, constatamos os jovens deram entrada na unidade por intoxicação acidental e intoxicação exógena, que é quando acontece por contato com substâncias nocivas à saúde. Segundo a unidade hospitalar, os jovens ingeriram perfume.

O estado de saúde delas não foi divulgado.

Blog do Márcio Rangel

 

 

Lei que prioriza divórcio para vítimas de violência doméstica é sancionada: “Avanço”, diz especialista

A lei irá acelerar o divórcio para preservar integridade física e emocional da vítima
Na última quarta-feira (30), foi sancionada a lei 13.894/19, que garante assistência jurídica e assegura prioridade nos processos de separação e/ou divórcio à mulher vítima de violência doméstica.

Entretanto, os trechos que permitiam à mulher escolher entre dissolução da união estável e ação de divórcio no juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher foram vetados. Caberá ao juiz assegurar à mulher encaminhamento à assistência jurídica para o ajuizamento da ação de divórcio, separação judicial ou dissolução da união estável.

A partir de agora os policiais que atenderem ocorrências de violência doméstica devem informar imediatamente a vítima sobre seus direitos e a assistência jurídica disponível.

A nova legislação também modifica a Lei 13.105/15 do Código Civil, passando a permitir que a mulher vítima de violência doméstica ajuíze as ações de divórcio, separação, anulação de casamento e reconhecimento ou dissolução de união estável no foro do seu domicílio ou de sua residência. Além disso, o Ministério Público terá a obrigação de intervir nestas ações.

Segundo a advogada Eleonora Mattos, do escritório Silvia Felipe e Eleonora Mattos Advogadas, especializada em Direito de Família e Sucessões, o conteúdo da lei é bastante positivo.

“Antes a mulher precisava promover um outro processo, perante uma das Varas da Família e das Sucessões, caso tivesse a intenção de romper juridicamente o relacionamento familiar que mantém com o agressor caso este se negasse a fazê-lo consensualmente. Agora com a lei, haverá a possibilidade de o rompimento do vínculo ser tratado pelo mesmo juiz especializado que analisa a questão criminal e as medidas protetivas”.

Sobre o escritório Silvia Felipe e Eleonora Mattos Advogadas
Trabalhando juntas desde 2007, as advogadas Silvia Felipe e Eleonora Mattos possuem um perfil firme, responsável e sensível às questões sociais e afetivas ligadas ao Direito de Família e Sucessões, área de suas exclusivas atuações profissionais em escritório que leva os seus nomes.