Arquivo da tag: viabilizar

MEC libera R$ 115 milhões para aumentar acesso à internet nas escolas e viabilizar Enem digital

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou, nesta segunda-feira (4), que a pasta liberou cerca de R$ 115 milhões para aumentar o número de escolas com acesso à internet. O objetivo é viabilizar a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em versão digital em todo o país, até 2026.

“Para o Brasil ter o Enem digital, a gente precisa dar condições para todos os jovens e crianças estarem iguais, estarem familiarizados com computador (…). Precisa estar conectado à internet. Estamos seguindo o fluxo, apesar de ser uma coisa óbvia, mas nunca foi feita a expansão”, afirmou Weintraub, durante coletiva de imprensa em Brasília.

Segundo Jânio Carlos Endo Macedo, secretário de educação básica do MEC, a verba liberada é dividida em duas partes:

  • R$ 82,6 milhões serão direcionados a 24.500 escolas que ainda não têm conexão com internet de banda larga;
  • R$ 32 milhões irão para colégios que já possuíam acesso à internet, para que continuem conectados.

Além disso, o governo afirma que 7 mil escolas rurais já estão recebendo sinal via satélite.

Pré-requisitos para escolas

Para receber a conexão por banda larga, as escolas necessitam:

  • ter mais que 15 alunos;
  • disponibilizar, no mínimo, três computadores para uso dos estudantes;
  • possuir um computador administrativo;
  • apresentar ao menos uma sala de aula em funcionamento.

Os recursos serão liberados por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), administrado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento e Educação (FNDE). A transferência do valor deverá ser feita diretamente para as escolas municipais e estaduais.

A escolha das instituições de ensino beneficiadas ficará a cargo do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (Simec) e do PDDE Interativo (ferramenta de apoio à gestão escolar).

Enem digital

Em julho de 2019, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou que o Enem deixará de ser aplicado em papel a partir de 2026.

A transição para a versão digital começará, segundo o órgão, em 2020, com um projeto-piloto para 50 mil candidatos, de 15 capitais.

Mapa mostra as 15 capitais brasileiras que participaração da primeira edição do Enem digital, em 2020, em projeto-piloto — Foto: Rodrigo Sanches/G1

Mapa mostra as 15 capitais brasileiras que participaração da primeira edição do Enem digital, em 2020, em projeto-piloto — Foto: Rodrigo Sanches/G1

A seguir, confira os principais pontos das mudanças anunciadas naquela data:

  • A aplicação digital em 2020 será em 15 capitais brasileiras: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Paulo (SP);
  • A adesão dos candidatos será opcional no ato de inscrição, até um total de 50 mil participantes, o equivalente a 1% do total de inscritos;
  • O valor da inscrição será o mesmo para todos os participantes;
  • O Inep estima investir cerca de R$ 20 milhões no projeto-piloto de 2020, e não pretende comprar novos computadores. Usará equipamentos de instituições de ensino localizadas nas cidades participantes;
  • Entre 2021 e 2025, o Inep ampliará o número de aplicações do Enem digital, ainda em formato piloto e participação opcional;
  • A partir de 2026, o Enem será 100% digital;
  • Tanto as provas objetivas quanto a prova de redação serão feitas em formato digital no piloto;
  • O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) só passará ao formato digital a partir de 2026.

Conteúdo do Enem 2019

Durante a coletiva de imprensa, o ministro não comentou sobre o Enem 2019. No domingo (3), mais de 3,9 milhões de candidatos responderam a 45 questões de Ciências Humanas e a 45 de Linguagens.

O Enem é conhecido por ser um exame focado em interpretação de texto e, na edição de 2019, essa característica esteve ainda mais presente. Mesmo nas questões de história e geografia, a maioria das respostas podia ser deduzida a partir dos enunciados e dos textos de apoio, segundo professores ouvidos pelo G1.

Entre os temas abordados nas questões, estavam:

  • Música “In this life”, da cantora americana Madonna
  • Canção “O blues da piedade”, de Cazuza e Frejat
  • O físico e astrônomo brasileiro Marcelo Gleiser
  • Trecho do livro “1822”, de Laurentino Gomes, sobre Maria Quitéria, heroína da Guerra da Independência
  • Poema “Lua enlutada”, da escritora brasileira Hilda Hilst
  • Bullying
  • Anorexia
  • Liberdade de expressão e discursos de ódio nas redes sociais
  • Refugiados
  • Direitos do idoso
  • Exposição de crianças na internet pelos pais, desde a gravidez
  • Relação entre agrotóxicos e a morte de abelhas, e como a produção agrícola pode crescer de forma mais sustentável

Redação

Os candidatos também fizeram a redação, cujo tema foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Na avaliação de professores ouvidos pelo G1, a proposta foi “inesperada, atual e fácil”. Leia os comentários dos docentes.

A prova contou com quatro textos motivadores:

  • um trecho do artigo “O que é cinema”, de Jean-Claude Bernardet;
  • um trecho do texto “O filme e a representação do real”, de C.F. Gutfreind;
  • um infográfico do periódico “Meio e Mensagem”, sobre o percentual de brasileiros que frequentam as salas de cinema;
  • e um trecho do texto “Cinema perto de você”, da Ancine, a agência do governo brasileiro para o audiovisual. O excerto citava que que o Brasil ocupa uma posição ruim – 60º lugar – na relação de habitantes/sala de cinema. Há pouco mais de 2 mil salas, uma queda em relação à década de 1970.

Foto da prova

O ministro da Educação também optou por não comentar a foto de uma prova do Enem, vazada antes dos primeiros candidatos deixarem o local de provas.

No domingo, ele havia informado que um funcionário responsável por aplicar a prova registrou a imagem e a fez circular pelas redes sociais.

“A gente supõe que essa pessoa pegou a prova de ausentes e tirou foto da página da redação. (…) Agora ele vai ter que responder na Justiça. Vamos pegar essa pessoa e vamos atrás dela” – Abraham Weintraub

* Com supervisão de Luiza Tenente.

G1

 

Meirelles anuncia renúncia do ministério da Fazenda para viabilizar candidatura à Presidência

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, decidiu renunciar ao cargo para se filiar ao MDB e tentar viabilizar sua candidatura para o Palácio do Planalto. Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o ministro bateu o martelo em conversa com o presidente Michel Temer na última sexta-feira (23).

Meirelles vai migrar para o partido de Temer mesmo sem a garantia de que será o nome da sigla ao Planalto. Na conversa com o presidente, de acordo com aliados, o ministro disse saber que não tem a preferência dentro do MDB para a candidatura, mas que quer tentar se viabilizar até a decisão final do inquilino do Palácio do Jaburu, em junho.

Caso a candidatura não decole, Meirelles também cogita fazer parte da chapa encabeçada por Temer como candidato a vice. Quem ecoa a tese de uma chapa puro sangue no MDB admite que hoje não há outro nome que queira compor com Temer e sua baixíssima popularidade, de 6%. Em entrevista à revista “IstoÉ”, neste fim de semana, o presidente reforçou sua disposição de concorrer em outubro para, segundo ele, defender o legado de seu governo.

Meirelles ainda indicou como possíveis nomes para sua sucessão os secretários da pasta Mansueto Almeida (Acompanhamento Fiscal) e Eduardo Guardia (Secretaria-Executiva). Guardia tem mais simpatia da equipe econômica e é o favorito para o cargo.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Segunda remessa da repatriação deve viabilizar início de novas gestões, avalia Famup

dinheiroO presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes, está otimista com a chegada de novos recursos da repatriação para os municípios em 2017. Na avaliação do presidente, apesar de não resolver a crise nas cidades paraibanas, os valores que serão recebidos pelos prefeitos devem garantir a manutenção de serviços em várias localidades.

“O Senado Federal aprovou o segundo projeto de lei da repatriação que está previsto para fevereiro. São cerca de R$ 30 bilhões para serem divididos entre estados, municípios e a união”, explicou Tota. Ele ainda avaliou que os recursos não são suficientes, mas darão um fôlego aos novos gestores nos primeiros meses de governo.

O projeto aprovado pelo plenário do Senado em novembro reabre o prazo para adesão ao regime especial de repatriação de recursos do exterior. Pelo texto, o prazo para adesão ao Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária será reaberto em 2017 por 120 dias, contados do trigésimo dia a partir da publicação da norma. O texto segue agora para a análise da Câmara dos Deputados.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

RC anuncia ida a Brasília para viabilizar Campus do IFPB em Areia

rcO histórico Hotel Bruxaxá, na cidade  de Areia, brejo paraibano, pode se transformar em um Campus do IFPB (Instituto Federal da Paraíba). O anúncio foi feito pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, durante visita ao município para prestigiar o 14º Festival de Artes de Areia.

Em discurso, Coutinho destacou o potencial turístico do município e convidou o prefeito Paulo Gomes (PRB) e o deputado estadual Tião Gomes (PSL) para juntos, irem até o Ministério da Educação em Brasília para pleitear o empreendimento.

Os cursos que serão oferecidos ainda não foram acordados, mas a possibilidade é que o Instituto invista nas áreas de turismo, hotelaria e gastronomia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Atualmente a cidade de Areia conta com um campus da UFPB, que disponibiliza cursos de Engenharia Agrônoma, Zootecnia, Ciencias Biologicas e Medicina Veterinária.

“A educação é a base para qualquer profissional e a possibilidade de abrir mais essa oportunidade para a população areiense, para os jovens que moram aqui, é um grande passo e estamos muito contentes com esse projeto e faremos o que for possível para que ele se torne realidade”, destacou Paulo Gomes.


pbagora

Acordo vai viabilizar abertura de maternidade em Areia

reuniãoUm acordo trabalhista realizado na Vara do Trabalho de Areia vai contribuir para a reabertura da Maternidade do município. Equipamentos hospitalares que faltavam na instituição foram adquiridos com os valores do acordo celebrado entre o Ministério Público do Trabalho e o Banco do Brasil.
Foram comprados uma ambulância Semi-UTI, aparelhos de raios-X e de hematologia, 25 camas hospitalares, berços para recém-nascidos, gerador, máquina de lavar roupa, capinógrafo, desfibrilador, monitores cardíacos, mesa cirúrgica, mesa para sala de parto, além de todos os equipamentos necessários para o funcionamento do centro cirúrgico do Hospital.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O juiz titular da Vara do Trabalho de Areia, Juarez Duarte Lima participou de uma reunião com o secretário estadual da Saúde, Waldson Souza e o prefeito de Areia, Paulo Gomes onde foi discutida a reabertura da Maternidade Pública daquele município. A reunião aconteceu na Secretaria de Saúde do Estado com a participação do diretor de secretaria da Vara do Trabalho de Areia, Francisco Leocádio.
Na reunião foi discutida a reabertura da maternidade do Município, já que os equipamentos doados à instituição hospitalar tiveram esse objetivo. Ficou acertado que o município de Areia irá realizar um levantamento do custo para o funcionamento da Maternidade e o Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde, tentará viabilizar um consórcio com os municípios vizinhos buscando a reabertura da maternidade, já que tanto em Areia, quanto nos outros municípios da região, não existe o serviço.
parlamentopb

Casais homoafetivos fazem curso preparatório para viabilizar adoção de crianças em JP

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Três casais homoafetivos de João Pessoa estão se preparando para adotar crianças. Após a oficialização da união homoafetiva no Brasil, com o casamento civil, tudo indica que o próximo passo será o da garantia do direito destes casais constituírem família também através da adoção. O Grupo de Estudo e Apoio a Adoção em JP (GEAD) realiza um curso preparatório para casais que tem interesse em entrar na lista para a adoção.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
De acordo com a coordenadora, Lenilde Cordeiro, um casal já concluiu o curso, que  acontece em seis encontros, feitos semanalmente na sede do Conselho Tutelar, Zona Norte, localizada na Avenida Sergipe, n° 48, Bairro dos Estados. Outros dois estão cursando o mesmo curso, em uma nova turma. “Toda primeira terça-feira do mês é feito um encontro aberto para novos interessados e para a inscrição de casais interessados em participarem do curso”, explicou.

Com direito a certificado após o sexto encontro, o casal deve avaliar se está preparado para adotar e se habilitar na Vara da Infância e da Juventude.  Neste momento, serão feitas entrevistas, palestra e coleta de depoimentos. Durante o processo preparatório, de adoção e pós adoção o GEAD oferece apoio aos casais. Tanto os heterossexuais, quanto os homoafetivos. Quem tiver interesse pode ligar para os seguintes telefones: 3242-250; 8893-5412; 8833-4588; 88349362.

Mayra Medeiros