Arquivo da tag: vermelho

Julian diz que universidades são antro da esquerda: “Você sai de cabelo vermelho e fumando maconha”

Eleito em 2018 naquela onda que apontava o fim da farra no Brasil, o deputado federal Julian Lemos (PSL) é um daqueles seguidores que não tem apenas admiração pelo líder. Tem o mesmo estilo. Assim como o presidente Bolsonaro (PSL), é dono de frases que causam reações imediatas e ficam ecoando por algum tempo no imaginário popular. Seja pelo bem ou pelo mal.

Na noite desta segunda, 12, à vista das câmeras do programa Frente a Frente, do jornalista Heron Cid, da TV Arapuan, Julian disse várias delas, mas uma foi a campeã.

No mesmo dia em que diversos representantes das universidades públicas da Paraíba passaram a tarde, durante audiência pública na Assembleia Legislativa da Paraíba,  criticando o programa Future-se do Governo Federal, que pretende abrir o capital privado para financiamento das instituições federais, Julian resumiu bem ao seu tom o que acha do ensino superior público no Brasil. “As universidades se tornaram um antro da ideologia de esquerda. Você entra de um jeito e sai de lá parecendo uma arara, cabelo vermelho e fumando maconha”, disparou assim mesmo, sem constrangimento.

Isso depois de ter dito, entre as observações mais suaves, que a “esquerda é sebosa” e desejar que “bandido se lasque”.

Durante o programa, no entanto, não se limitou apenas a ataques. Fez dois elogios. Um ao paraibano Sérgio Queiroz, que integra o Governo Bolsonaro. A quem Julian classificou como seu “sonho de candidato” a prefeito de João Pessoa nas eleições de 2020. E outro ao vice-presidente da República, General Mourão. “É um cara fantástico”, definiu.

De resto, ninguém mais escapou.

O programa Frente a Frente vai ao ar todas as segundas-feiras pela TV Arapuan, a partir das 21h30, sob o comando de Heron Cid.

Redação Paraíba

 

 

 

Tradicional Baile Vermelho e Branco será realizado neste sábado, em Solânea

A tradição segue mantida em Solânea e o Baile Vermelho e Branco será realizado neste sábado (03) homenageando mais um casal que representa a história de uma das festas mais tradicionais do Estado: Valmir Silva e Solange Araújo, autênticos representantes da cultura e da história da cidade.

“Vai, mais uma vez, ser uma grande festa, onde a organização, a disciplina e o bom gosto terão destaques especiais, interpretando, desta forma, as verdadeiras aspirações populares e os ideais históricos de nosso querido Grêmio Morenense”, afirmou o Hélton Martins, um dos organizadores do evento.

E, como o próprio nome já diz, a festa é para se vestir de vermelho e branco e se divertir com a família, já que o baile é tradicionalmente conhecido pela tranquilidade e harmonia entre os participantes.

Quem pretende fazer parte do evento pode adquirir sua mesa pelos do evento pode adquirir sua mesa pelos telefones (83) 99123-6949, 98112-0909 e 99305-4950.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Quase 40% dos consumidores está no vermelho

De acordo com os dados do Indicador de Propensão ao Consumo calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), quatro em cada dez consumidores (38%) afirmaram estar no vermelho ao final de 2017, ou seja, sem conseguir pagar todas as contas; e 45% dizem estar no limite do orçamento. Apenas 13% estão com sobra de recursos, o que mostra uma imensa maioria ainda em situação de aperto.

Com as contas no limite, quase a metade dos consumidores (48%) pretendem diminuir o nivel de gastos no próximo mês. Entre esses, a principal razão é o nível elevado dos preços, citada por 24%, além do desemprego (18%), a busca constante por economizar (18%); e o endividamento e a situação financeira difícil (16%).

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a renda extra de final de ano pode ajudar a aliviar esse quadro, mas não se deve contar apenas com isso. “O pagamento do 13º salário pode aliviar a situação do consumidor, mas vale lembrar que se trata de um aumento de renda temporário. Uma vez restaurado o equilíbrio do orçamento, o consumidor precisa manter o controle dos gastos, estabelecendo prioridades e fazendo ajustes quando necessário. É uma tarefa constante, que exige disciplina, mas que faz diferença no bem-estar financeiro do consumidor”, afirma.

Excluindo os itens de supermercado, os produtos que os consumidores planejam adquirir ao longo de janeiro são em sua maioria roupas, calçados e acessórios (27%), remédios (17%), recarga para celular (13%), perfumes e cosméticos (10%), móveis (8%), entre outros.

Cartão de crédito: 47% admitem aumento do valor da fatura. Média dos gastos foi de R$ 1.035

Em novembro, o Indicador de Uso do Crédito, que mensura a utilização das principais modalidades e mapeia os gastos e itens mais comprados via crédito pelo consumidor brasileiro, marcou 23,7 pontos. A escala do indicador varia de zero a 100, sendo que quanto mais próximo de 100, maior o número de usuários e de frequência do uso das modalidades.

De acordo com o levantamento, seis em cada dez (63%) consumidores brasileiros não utilizaram nenhuma modalidade de crédito em novembro, como empréstimos, linhas de financiamento, crediários e cartões de crédito. O restante (37%), porém, mencionou ao menos uma modalidade a qual tenham recorrido no período. Os cartões de crédito (31%), crediário (10%) e o cheque especial (5%) foram as modalidades mais usadas. Há ainda, 3% de consumidores que recorreram à empréstimos e 3% a financiamentos.

Quase metade dos (47%) usuários de cartão de crédito aumentaram o valor da fatura no último mês de novembro. Para 30%, o valor se manteve estável frente aos meses anteriores, enquanto somente 19% notaram uma diminuição no total a ser pago na fatura. Considerando os entrevistados que se lembram do valor do último mês, a média dos gastos foi de R$ 1.034,75. Os itens de primeira necessidade como alimentos em supermercados (66%) e remédios (51%) foram os mais adquiridos por meio do cartão de crédito. Gastos com combustível (36%), bares e restaurantes (33%), roupas e calçados (31%) e recarga para celular (15%) ocupam as demais posições do ranking.

22% dos que tomaram empréstimos ou financiamentos possuem parcelas em atraso

De acordo com o levantamento, quase a metade (47%) dos brasileiros consultados considera que atualmente está difícil conseguir empréstimo ou financiamento no mercado. Apenas 11% consideram a contratação fácil.

Ao tentar fazer uma compra parcelada em estabelecimentos comerciais, 27% dos consumidores tiveram o crédito negado em novembro, sendo que 10% estavam com o CPF negativado e 8% a falta de comprovação de renda ou não tinham renda suficiente para adquirir o bem pretendido. A sondagem mostra ainda que, considerando os consumidores que possuem empréstimos e financiamentos atualmente, 27% admitem ter havido atrasos ao longo do contrato e 22% disseram estar, no momento, com parcelas pendentes de pagamento, o que totaliza aproximadamente 49% de consumidores com dificuldades para honrar esses tipos de compromissos.

“Ao tomar um empréstimo, o consumidor não deve aceitar a proposta de olhos fechados. É preciso analisar o quanto pagará de juros e ver se o valor das parcelas não comprometerá a renda e o pagamento de outros compromissos. Caso contrário, o consumidor só estará adiando um problema”, analisa a economista.

Metodologia

O indicador abrange 12 capitais das cinco regiões brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Salvador, Fortaleza, Brasília, Goiânia, Manaus e Belém. Juntas, essas cidades somam aproximadamente 80% da população residente nas capitais. A amostra, de 800 casos, foi composta por pessoas com idade superior ou igual a 18 anos, de ambos os sexos e de todas as classes sociais. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais. Os dados foram coletados entre 1 de dezembro e 15 de dezembro de 2017.

maispb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Abel Almeida e Ovídio Dantas são homenageados no Vermelho e Branco em Solânea

Foto:diariodobrejo.com
Foto:diariodobrejo.com

O carnaval Vermelho e Branca nesta edição de 2017 agradou a todos os que participaram na noite deste sábado, dia (18), as 22h00, do tradicional baile no Grêmio Morenense. Uma das prévias carnavalescas mais conhecidas da Paraíba, aconteceu com Ronaldo Show e Banda na sequencia  apresentação da orquestra Veneno do Frevo, o Vermelho e Branco, completou 10 anos de história, neste ano. E sempre homenageando solanenses de destaque na história do município.

Os homenageados foram Abel Viera de Almeida e Ovídio Ricardo Dantas, presentes estavam familiares dos dois cidadãos de Solânea homenageados nos dez anos do Vermelho e Brando. Abel Viera de Almeida, teve uma vida sólida na cidade, e contribuiu ajudando a erguer grandes obras, entre elas o atual mercado publico de Solânea. Ovídio Ricardo Dantas, foi servidor público como diretor de serviços urbanos do município. Foi vereador no quadriênio de 1997 a 2000. Onde desempenhou um trabalho voltado a população mais carente do município.

Como já é tradição o baile termina as 5h00, com o banho na cascata da praça 26 de Novembro que fica no centro da cidade. O Grêmio Morenense chegou aos 93 anos de fundação e tem hoje como presidente o senhor Helton Martins, o grande idealizador do Vermelho e Branco que uni as famílias e a sociedade solanense.

 

 

Diário do Brejo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

‘Quem for pego roubando será punido severamente’: o cartaz anticrime atribuído ao Comando Vermelho

avisoMochila na frente do corpo, homens escoltando mulheres até o ponto de ônibus e nada de usar celulares na rua. Essa é a rotina de muitos moradores de diferentes comunidades do município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, para evitar os constantes assaltos na região.

Em meados de junho, porém, cartazes começaram a ser colados em postes com uma nova “lei” para o local. A mensagem, atribuída à facção criminosa Comando Vermelho –que comanda o tráfico de drogas na região– proíbe assaltos aos moradores de São Gonçalo.

“A partir dessa data 06/07/2016 quem for pego roubando na região será punido severamente”, diz um trecho do texto. O aviso prossegue com a ameaça: “Se matar inocente vai pagar com a vida.”

Os autores da mensagem e os responsáveis pela sua divulgação não foram identificados.

Reprodução

Trecho de cartaz especifica em quais bairros e o que é ‘proibido’ roubar em São Gonçalo

Os cartazes foram colados em postes e muros de áreas de grande circulação de pessoas da Vila Candoza, morro da Dita e Complexo do Anaia, todos em São Gonçalo. As mensagens foram espalhadas até mesmo dentro de uma escola pública e de estabelecimentos comerciais.

Uma professora que trabalha no local e pediu para não ser identificada afirmou à BBC Brasil que não sabe dizer quem colou as mensagens, mas afirma que a situação preocupou os funcionários. “De qualquer forma, o tráfico influencia os alunos”, afirma ela.

Moradores ouvidos pela reportagem disseram que a impressão é de que o número de assaltos teve uma leve queda logo após o aparecimento dos cartazes, mas logo voltou a ser uma rotina no bairro. Há novos relatos de roubos de veículos.

O comando da Polícia Militar que faz o patrulhamento na região de São Gonçalo afirmou o bairro de Anaia recebeu reforço policial após um mapeamento da criminalidade no local.

Um leitor de um site de São Gonçalo comentou que a notícia não traz novidade: “A notícia não é novidade, isso existe desde quando eu era criança. Alguns ladrões levavam tiro nas mãos por roubar na comunidade onde morava, reincidência era morte, existia uma série de regras. O que está acontecendo hoje em dia é que com avanço da tecnologia móvel e da conexão coletiva, todo mundo é um repórter individual”.

Segundo uma leitora do Ceará, o fenômeno não é exclusivo do Rio de Janeiro. “Aqui em Fortaleza, apareceram avisos assim em várias comunidades. E eu vou me mudar para uma comunidade. Preciso de segurança”.

Outro leitor concluiu: “Fica o recado para o sétimo batalhão! “Quem não dá assistência abre concorrência”.

BBC Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

“Os Dez Mandamentos” bate recorde e alcança 31 pontos no Ibope na abertura do Mar Vermelho

Divulgação/Record
Divulgação/Record

O tão esperado capítulo desta terça-feira (10) da novela bíblica “Os Dez Mandamentos”, da Rede Record, levou a emissora a um novo recorde de audiência. Segundo dados prévios do Ibope, a produção épica bateu a Globo por larga margem, marcando 27,8 pontos contra 19,4 da concorrente. No melhor momento, teve pico de 31 pontos. Os números podem ser alterados na manhã desta quarta-feira (11), quando o instituto puder divulgar os dados já consolidados.

No Rio de Janeiro, o folhetim teve média de 30,3 contra 19,4 da Globo. No melhor momento, a novela alcançou 34 pontos na cidade. Em Belo Horizonte, a vitória foi de 23,3 a 20,8.

O capítulo mostrou o momento em que o Mar Vermelho se abre, permitindo a fuga dos hebreus em busca da terra prometida. Os soldados egípcios que os perseguem morrem quando o mar volta a se fechar, mas esta cena ficou para o próximo capítulo.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Assista ao vídeo que mostra como a cena foi gravada e, mais abaixo, veja galeria de fotos dos bastidores da cena:

 

 

portalcorreio

Vermelho e Branco repete sucesso com homenagem a Warnete Bandeira

Foto: Edilson Santos
Foto: Edilson Santos

Sucesso. Essa é a palavra que pode definir o Baile Vermelho e Branco, que em sua edição de 2015 homenageou a ex-primeira dama Warnete Bandeira. Todos os anos os filhos de Solânea se reúnem no baile que lembra os carnavais passados, onde o confete e a serpentina, além da paz e da alegria, são os personagens principais da festa.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Vermelho e Branco foi realizado no Grêmio Morenense, no último dia 7 e novamente teve casa cheia. Os foliões dançaram a noite inteira ao som de marchinhas carnavalescas que passam de geração para geração.

 

A cada ano a família Vermelho e Branco aumenta ainda mais, já que os antigos foliões agora vão à festa acompanhados de seus filhos e até netos, mantendo a tradição de um baile onde famílias inteiras se sentem a vontade para brincar o carnaval antecipadamente na certeza que a violência será zero e de que o que reina no palco da festa é apenas a alegria.

 

Acompanhada da família, a homenageada Warnete Bandeira esteve na baile para receber as honras de uma festa que valoriza os personagens solanenses que marcaram a história da cidade. Filha do histórico Adauto Silva, Warnete é uma das filhas mais especiais da cidade de Solânea. Ela faz parte da história da antiga Moreno e também de uma época em que o carnaval era feito com confete, serpentina e fantasias que enfeitavam os salões com suas cores vivas e alegres.

 

 

Redação/Focando a Notícia

RAMALHO LEITE – Almirante vermelho ou do povo?

 

 

Quando ele chegava à Paraíba, antes da implantação do regime de 64, era recebido com todas as honras. Carro oficial e ordenança à disposição. Lembro-me de tê-lo avistado na Festa das Neves, acompanhado de Waldir dos Santos Lima, então Chefe da Casa Civil de Pedro Gondim. Marta o apontou de longe: é Cândido, primo de papai. Anos depois, quando me aproximei dele, já estava anistiado e reformado da patente de Almirante. Dera uma volta ao mundo, fugido da Pátria, e agora, na sua Paraíba, receberia, apenas, o aconchego e o abraço dos parentes.

Fora batizado Cândido Virginio de Aragão e levado à pia da Igreja das Neves por um procurador de Flávio Maroja, seu padrinho ausente ou indisposto para cumprir essa tarefa que, por certo, não pedira. “Tangido pela fome”, como confessaria um dia, o jovem Cândido pegou um navio em Cabedelo e partiu para o Rio onde, inicialmente,  ingressou no Exercito. Dois anos depois, porém, já era soldado fuzileiro do Regimento Naval. E como já se escreveu, à época,  “somente grande vocação ou grande necessidade impelia o cidadão para a caserna”. Cândido Aragão talvez unisse as duas precondições, acredita seu biógrafo, de quem falarei adiante.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Começar a vida como marinheiro e alcançar o almirantado não era para “qualquer um”. Herança do período imperial, chegar à patente de oficial das nossas Forças Armadas não era fácil para os menos favorecidos. Notadamente, na Marinha, predominou por décadas a tradição oriunda da Academia Real de Marinha onde sòmente os filhos de fidalgos tinham acesso. A reformulação pela qual passou a força anfíbia após 1924, permitiu a ascenção do paraibano ao oficialato, e mais adiante, ao comando do Corpo de Fuzileiros Navais, onde o encontrou o golpe militar de 64.

Para seus opositores, Aragão era o “almirante vermelho”. Para seus admiradores,  o ” almirante do povo”. Integrante do dispositivo militar do presidente João Goulart, há quem o aponte como o pivô da queda de Jango, por ter sido carregado nos braços durante assembleia dos sargentes no Automovel Clube do Brasil. A quebra da hierarquia militar que já incomodava os quarteis, teve, no episódio, a gota d´água. A queda de Goulart levaria o almirante Aragão à prisão e ao exílio.

No exílio demorou-se no Uruguai, onde rompeu com Brizola na disputa pelo apoio de Fidel Castro. Passou pela China, esteve na Argélia e no Vietnã em guerra.   Estava no Chile na queda de Allende e conspirou na Argentina de Peron, demorando-se em Lisboa durante a Revolução dos Cravos, quando foi “aconselhado” a sair, por pressão do governo brasileiro junto aos portugueses.

Retratado como um militar indisciplinado e de conduta social censurável, Cândido da Costa Aragão tem registrado “passagens elogiosas e medalhas militares em momentos alternados com as punições“. A unidade que dirigiu procurou apagar sua tragetória, negando-lhe até a aposição de sua foto na galeria de honra da corporação. Mas seus biógrafos trataram de resgatar a meritória história desse paraibano, acolhido como embarcadiço em um navio, e que chegou ao comando do Corpo de Fuzileiros Navais.

Exemplo disso é a tese de doutorado do ex-marinheiro Anderson da Silva Almeida, sergipano da serra de Itabaiana, que traçou a caminhada de Cândido Aragao desde os primeiros passos no Regimento Naval até a sua morte, solitária de honras militares, acompanhado apenas de parentes e alguns soldados que serviram sob suas ordens. Anderson visitou sua sepultura ornamentada por “petúnias amarelas”. Medita sobre seu significado que, entre outros, traduz revelações, obstáculos e ressentimentos, e pergunta:

-Quem és tú Aragão? O que fazem aqui essas petúnias? Revelações, obstáculos ou ressentimentos?

Promoção #EU QUERO IR PRO VERMELHO E BRANCO em Solânea

promoçãoA coordenação do Carnaval Vermelho e Branco lança a promoção oferecendo pulseiras do evento para os usuários do Facebook.
Para participar da promoção você só precisa postar na sua linha do tempo uma foto com um cartaz escrito: #EU QUERO IR PRO VERMELHO E BRANCO, as primeiras 10 pessoas que alcançarem 500 curtidas na sua foto ganharão automaticamente uma pulseira para curtir o evento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Mas atenção: Para que tenha validade sua foto, é preciso que você marque a página da promoção no Facebook (Vermelho e Branco eu quero ir)!
Mais informações pelo fone: (83) 9307-6369. A promoção só é válida de 01 a 06 de Fevereiro.

Organização: I9Empresas Publicidade

DSC_1133DSC_1193

solaneaonline

Prefeito que pintava prédios de vermelho é expulso do PT por apoiar tucanos

Prefeito de Barrinha pinta a Prefeitura de vermelho, cor do partido (Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação)
Prefeito de Barrinha pinta a Prefeitura de vermelho,
cor do partido (Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação)

O prefeito de Barrinha (SP), Mituo Takahashi, conhecido por pintar os prédios públicos da cidade de vermelho, com suposta alusão ao PT, foi expulso do partido após apoiar candidatos do PSDB durante as eleições deste ano. Segundo o diretório municipal do PT, Katiá, como é chamado, cometeu infidelidade partidária por apoiar uma legenda da oposição. Procurado pela reportagem do G1, o chefe do Executivo não foi encontrado para comentar o caso.

“Ele tirou fotos com candidatos a deputado federal, estadual e a governador que não faziam parte da coligação do PT, eram todos do PSDB”, afirma o secretário-geral do Diretório Municipal do partido em Barrinha, Alcides Ignácio de Barros Filho. “É uma falta grave o que ele cometeu aqui, então o diretório e a comissão de ética municipal consideraram que não havia condição dele permanecer no partido”, diz.

Segundo o secretário-geral, o que Katiá fez foi campanha e cometeu erro grave, segundo o estatuto do partido. “Ele entregou panfletos, foi para a rua, participou de cafés da manhã com os candidatos, botou adesivo no peito de apoio a outros candidatos que não eram PT, foi uma falta grave”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em um panfleto divulgado pelo diretório municipal, o prefeito de Barrinha aparece ao lado dos candidatos a deputado federal Duarte Nogueira e deputado estadual Roberto Engler, ambos do PSDB. Segundo o material, a opção de voto nos dois seria para “o bem de Barrinha”.

Procurados pelo G1, Engler afirmou em nota que não comentaria o caso “por se tratar de assuntos internos de outro partido”, e Nogueira não retornou às ligações da reportagem.

Diretório estadual
Após a decisão de excluir o prefeito do PT municipal, tomada no início de outubro, o processo de expulsão foi encaminhado ao diretório da macroárea de Ribeirão Preto e ao partido estadual, que analisam a situação.

Segundo o assessor da Secretaria de Organização do partido em São Paulo, Edson dos Santos, o prazo para Katiá recorrer já se excedeu e o diretório estadual deve discutir o assunto no final de semana. “Vamos dar conhecimento à comissão estadual sobre o que aconteceu e nosso entendimento inicial é de que houve problemas e o PT municipal tomou a providência necessária”, afirmou.

Se o político for expulso do PT de São Paulo, o diretório do partido em Barrinha considera entrar na Justiça para requerer o mandato de prefeito. “O cargo é do partido, não dele, vamos requerer assim que tivermos a decisão estadual”, disse o secretário-geral Barros Filho.

Entretanto, o diretório estadual não considera essa possibilidade. “A questão é política e quem o elegeu como prefeito foi a população, não o PT, mas é a Justiça Eleitoral quem vai analisar isso, se eles entrarem com o pedido”, afirmou o assessor do PT-SP.

Prédios vermelhos
Em agosto deste ano, o prefeito Mituo Takahashi foi obrigado a repintar todos os prédios públicos do município que foram tingidos de vermelho desde o início de seu mandato.

A medida foi resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público e a Prefeitura, após denúncias de que a pintura dos locais faria alusão à cor do Partido dos Trabalhadores (PT), legenda a qual pertence o chefe do Executivo.

Na época, a Prefeitura negou que a cor escolhida para a pintura dos prédios teria sido proposital e que fazia qualquer referência ao partido. Segundo a administração, a tinta vermelha era a única disponível no almoxarifado na época.

Prefeito do PT aparece ao lado de candidatos do PSDB em Barrinha (SP). (Foto: Diretório do PT de Barrinha)Prefeito do PT aparece ao lado de candidatos do PSDB em Barrinha (SP). (Foto: Diretório do PT de Barrinha)

G1