Arquivo da tag: vender

Mulher sai de casa para vender celular e é morta a tiro, na PB

Uma mulher de 29 anos foi morta com um tiro na noite desta quarta-feira (8), no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. A mulher teria saído de casa para vender o celular e foi baleada.

A vítima, Luana Stephanie Pinho Rosa de Olivera, morava no bairro e estava conversando com os amigos quando foi atingida por um tiro no tórax. Ninguém soube dizer à polícia quem atirou e como aconteceu o crime. De acordo com informações da Polícia Civil, um dos amigos da vítima é ex-presidiário e estaria armado no momento da ação.

A mulher foi encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, segundo a Polícia Civil, pelo suspeito de efetuar os disparos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. Ela trabalhava como garçonete e deixa dois filhos. Até 6h40, ninguém foi preso. A Polícia Civil investiga o caso.

G1

 

Presidente de partido na Paraíba diz que crise fez eleitor vender voto

chico-do-sitramO presidente do Partido Pátria Livre (PPL), na Paraíba, Francisco de Assis Pereira, o Chico do Sintram (foto), diz avaliar que a mine-reforma eleitoral recentemente aprovada, no Congresso Nacional, pouco alterou o processamento do voto, no Brasil, do ponto de vista da cultura política da população. Para o dirigente partidário, a crise econômica, com desemprego, fez eleitor vender o voto, na última Eleição.

Para ele, o maior causador dessa situação é a crise econômica que se verifica, no País, como consequência – principalmente – da onda de escândalos investigada pela Operação Lava-Jato, situação que se agrava, mais ainda e, segundo ele, com os elevados índices de desemprego que acomete as classes trabalhadoras, bem como a mão-de- obra informal.

O grau de desconfiança da população, frente à crise de credibilidade pela qual passa a classe política brasileira, segundo avalia Chico do Sintram, é o que mais tem concorrido, nos tempos mais recentes, para a descrença do povo nas propostas dos postulantes ao pleito eleitoral recém-findo, em todo o País.

“Um Governo que nomeia, para seu Ministério, em pleno processo eleitoral de massa, políticos diretamente envolvidos em escândalos de ordem moral e legal, com sérias implicações nos tribunais superiores do País, o que poderia fazer para contribuir com as mudanças ansiadas pela sociedade”, questiona o sindicalista, para ressaltar que o PPL jamais reconhece a Gestão Michel Temer como legítima e democrática, o que sugere, para ele, a imediata realização de Eleições gerais, no Brasil, mediante consulta plebiscitária.

MaisPB com Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Jovens são presos na UFPB suspeitos de vender droga para alunos

ufpbTrês jovens foram presos na manhã desta sexta-feira (29) suspeito de traficar drogas no campus da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa. Dois estudantes que estariam consumindo maconha também foram levados para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes. A ação aconteceu no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), após denúncias anônimas.

De acordo com o delegado Leonardo Souto Maior, apenas um dos suspeitos de comercializar droga seria estudante da UFPB. “Ele é aluno de Filosofia, mas está com a matrícula trancada”, disse, ao Portal Correio. O estudante e os outros dois suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico e associação ao tráfico de drogas.

Com eles, foram encontrados material semelhante a maconha já embalado para comércio e uma quantia em dinheiro trocado. “Esse material foi encaminhado ao Instituto de Perícias Científicas, que vai realizar testes para confirmar que se trata mesmo de droga e definir a quantidade”, completou Leonardo Souto Maior.

Os estudantes apreendidos por consumo serão liberados após prestar depoimento. Já os três suspeitos vão passar por audiência de custódia para saber se serão levados a um presídio ou se poderão responder o processo em liberdade.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Desarticulada quadrilha suspeita de clonar cartões e vender anabolizantes na PB

Jaceline Marques (TV Correio) Polícia Civil cumpre mandados em Guarabira
Jaceline Marques (TV Correio)
Polícia Civil cumpre mandados em Guarabira

Uma quadrilha suspeita de clonar cartões de crédito e de movimentação bancária foi desarticulada, na manhã desta quinta-feira (10), em operação deflagrada pela Polícia Civil em Guarabira (Agreste do estado, a 98 km de João Pessoa).

Ainda conforme as investigações, o grupo também teria envolvimento com o comércio ilegal de anabolizantes. Cinco mandados de busca e apreensão são cumpridos desde o início da manhã. Todos os mandados foram expedidos pela 1ª Vara de Guarabira, mas a polícia suspeita que a quadrilha também teria aplicado golpes em cidades do Rio Grande do Norte.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Aparelhos usados para copiar informações bancárias conhecidos como ‘chupa-cabra’ foram apreendidos. O material deve ser levado para a delegacia de Guarabira. Até as 7h30, a polícia ainda não havia divulgado se algum suspeito tinha sido preso, uma vez que a operação ainda estava em andamento.

Portal Correio

HSBC anuncia que irá vender e encerrar atividades no Brasil

HSBCO banco britânico HSBC anunciou nesta terça-feira (9) que vai vender e encerrar suas atividades no Brasil e também na Turquia. Uma “participação modesta” será mantida no Brasil para atender grandes clientes corporativos.

As mudanças são parte de um plano de reestruturação para economizar entre US$ 4,5 bilhões e US$ 5 bilhões até 2017. O objetivo do banco é concentrar a atuação na Ásia, principalmente na China e na Índia.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

                                                      FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Não está claro ainda o prazo de encerramento de atividades nos dois países tampouco as datas das demissões, que não foram confirmadas pelo grupo.

A instituição financeira ainda deve cortar 50 mil empregos nos dois países, informam a rede “CNN”, a “BBC”, a Reuters e o jornal “The New York Times”.

No Brasil, o banco britânico tem mais de 21 mil  funcionários, segundo a agência France Presse.

Entre 2011 e 2014, o banco já havia cortado 40 mil postos de trabalho, para reduzir os custos e para concentrar o grupo nas atividades consideradas estratégicas.

“Reconhecemos que o mundo mudou e precisamos mudar com ele”, disse o CEO Stuart Gulliver.

O HSBC estuda ainda a possibilidade de transferir sua sede de Londres para a Ásia e busca melhorar suas operações no México e nos Estados Unidos.

Em maio, o principal executivo do banco espanhol Santander no Brasil, Jesús Zabala, declarou que estudaria a possibilidade de adquirir a atividade brasileira do HSBC.

No Brasil, o HSBC tem 853 agências em 531 municípios, 452 postos de atendimento bancários, 669 postos de atendimento eletrônico e 1.809 ambientes de autoatendimento, com 4.728 caixas automáticos. O HSBC Bank Brasil faz parte do Grupo HSBC, corporação internacional sediada em Londres e presente em 73 países e territórios.

G1

Volks lança Golf Variant a R$ 87.490 e sonha vender como nunca

Nos últimos anos, perua média da Volkswagen era Jetta Variant. Isso porque o país ficou um bom tempo defasado em relação à Europa e ao hatch Golf — enquanto a marca mantinha o Golf 4 vivo, o resto do mundo viu quinta e sexta geração nascerem (e se aposentarem). Assim, restava apenas receber a configuração familiar do México com o nome usado naquele mercado. Tudo mudou e segue se alterando com o retorno do Golf mais atual, em sua sétima geração, a partir 2013.

Como o Golf 7 já roda por aqui há quase dois anos — e até será produzido em São José dos Pinhais –, a marca aproveita e corrige também a disparidade do modelo familiar, algo que UOL Carros também havia apontado em 2013. Ainda importada do México, a linha 2016 da station wagon média chega às lojas até o final do mês como o nome de Golf Variant, como na Europa, com preço inicial de R$ 87.490. São duas versões:

– Volkswagen Golf Variant 2015 Comfortline: R$ 87.490
O motor é o mesmo 1.4 TSI turbo que equipa o hatch, da família EA211, movido a gasolina e capaz de gerar 140 cv de potência (entre 4.500 rpm e 6.000 rpm) e 25,5 kgfm de torque (entre 1.500 rpm e 3.500 rpm). Ele é acoplado à transmissão DSG, automática de sete marchas com opção de trocas sequenciais manuais. De série, são: sete airbags, freios ABS (obrigatórios), alerta de pressão dos pneus, ar-condicionado, assistência de partida em rampa, conjunto elétrico (vidros, travas e espelhos), faróis de neblina com função auxiliar em curvas, sensor de estacionamento (dianteiro e traseiro), sistema multimídia com CD/MP3-Player, conexão Bluetooth e entrada USB, sistema start-stop e volante revestido em couro. As rodas são de liga leve de 17 polegadas.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Opcionalmente, a Volks oferece o pacote Elegance, a R$ 4.500, com volante multifuncional com aletas para trocas de marcha, controlador automático de velocidade (piloto automático) e rodas aro 17 com desenho diferenciado. O pacote Exclusive, R$ 8.890, acrescenta GPS com atualização automática de mapas.

– Volkswagen Golf Variant 2015 Highline: R$ 94.990
Traz de série, além dos itens da Comfortline, ar-condicionado de duas zonas, bancos de couro, controlador automático de velocidade (piloto automático), sensor de chuva e luminosidade e volante multifuncional com comandos do sistema multimídia.

Os pacotes para a versão são: Elegance, de R$ 5.820, com rodas de 17 polegadas diferenciadas, sistema de seleção de ajustes que identifica o perfil do motorista, GPS com comandos por voz, abertura das portas por meio da chave presencial e partida do motor por botão. O Exclusive vai a R$ 15.700 com todo o conteúdo do Elegance e mais faróis bixenônio com LED diurno, assistente de luz para o farol alto e o ACC (controle de cruzeiro automático) com front assist e freios de emergência (que identificam a iminência de uma batida e freia o carro automaticamente).

Há ainda o pacote Premium, de R$ 26.670, tem todo o conteúdo anterior acrescido de itens como a regulagem elétrica do banco do motorista, sensor detector de fadiga e sistema de info-entretenimento “Discovery Pro”, com tela de oito polegadas multitoque e atualização automática de mapas para o navegador.

À parte, para qualquer versão, é vendida a pintura metálica (R$ 1.200) ou perolizada (R$ 1.700). O teto solar elétrico, avulso, custa R$ 5.300.

Da dianteira à coluna central, a Golf Variant é idêntica ao primo hatch. A partir dali, o carro ganha características habituais de uma perua, com portas traseiras maiores, vidros laterais  extras e desenho exclusivo na traseira. Ao todo, a wagon é 30,7 centímetros mais comprida do que o Golf convencional, o que a deixa com 1.357 quilos em ordem de marcha (contra 1.218 kg do dois-volumes). O porta-malas comporta até 605 litros de bagagem, quase o dobro do hatch (313 litros).

Leonardo Felix/UOL

Ficou tudo alinhado: cara (e tecnologia) de Golf 7, corpão de carro de família

Sonhando alto

Com a adoção da “grife” Golf, a Volkswagen passa a ter pretensões bastante ousadas para a perua média. Segundo executivos da marca, o objetivo logo para 2015 é de entregar entre 2.000 e 2.500 unidades.

É um volume tímido na comparação com as metas do hatch Golf (mais de 16 mil unidades foram vendidas em 2014) e mesmo do sedã Jetta (mais de 10 mil emplacamentos no último ano). Mas também é um número que foge completamente do padrão do segmento de station médias e grandes.

Em 2014, o segmento inteiro de peruas médias emplacou menos de 300 unidades. O líder histórico é um modelo importado da Alemanha: a perua Audi A4 Avant mantém média de 170 unidades registradas a cada ano. Em 2013 acabou ofuscada pelo esforço derradeiro da Renault, que queimou o estoque final da station Mégane a menos de R$ 50 mil e conseguiu recorde de… 200 unidades.

Se atingir o objetivo, a Volks terá ido além da mera mudança (de nome). Terá feito uma revolução.

 

Uol

Comerciante na PB é vítima de falso depósito bancário ao vender carro

Golpe-falso-depositoUm comerciante foi vítima de um golpe do “falso depósito bancário” ao tentar vender seu automóvel, em Campina Grande. De acordo com a reportagem da TV Paraíba exibida neste sábado (6), os falsos compradores negociaram a compra do veículo com o comerciante, que fechou a venda do carro por R$ 15 mil.

Os suspeitos então foram ao banco e depositaram cinco envelopes vazios no valor de R$ 3 mil, cada. Depois, eles foram até a vítima e mostraram os comprovantes dos valores inexistentes, mas que aparecem no papel do extrato de depósito.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O homem entregou o carro, mas ao conferir depois com o banco a veracidade do depósito, descobriu ter sido vítima de um golpe. Ele registrou boletim de ocorrência da Polícia Civil. O inquérito será encaminhado para a Delegacia de Roubos e Furtos. Os suspeitos ainda não foram identificados.

 

G1

França pode vender Monalisa para quitar sua dívida nacional

monalisaSegundo o Daily Mail, a obra já foi avaliada pelo Guinness Book como o quadro com o seguro mais caro do mundo e não possui um preço fixo atual. A avaliação foi feita em 1963 e o valor estimado foi US$ 100 milhões (cerca de R$ 223 milhões), sendo que, a cada ano, esse valor aumenta. Hoje, Monalisa é conhecida como uma obra de “valor inestimável”. Enquanto isso, a dívida externa e interna francesa beira estimados US$ 2 trilhões (mais de R$ 4 trilhões).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A informação de que o governo venderia a obra de Da Vinci está sendo amplamente divulgada pela imprensa francesa nos últimos dias, mas ainda não foi confirmada por nenhuma autoridade e nem pelo presidente François Hollande.

De acordo com o site de notícias France 24 hours, “o sorriso enigmático que atrai milhares de turistas por ano no Louvre pode fazer o governo francês sorrir também, aliviando a dívida nacional”.

No entanto, o site ressalta que o quadro é tido como um tesouro nacional e, por lei, pertence ao povo e não pode ser comercializado pelas autoridades. O que o governo pode cogitar é a alteração da lei que prevê tais impedimentos e, só depois, a venda da obra.

180 graus

EJE lança campanha para conscientizar eleitor a não vender o voto

urna_eletronicaA Escola Judiciária Eleitoral da Paraíba lançou nesta terça-feira a campanha “Voto vendido, povo vencido”, que tem como intuito conscientizar o eleitorado paraibano quanto à importância do voto e à problemática da comercialização do voto por parte do eleitor. O evento foi aberto pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, desembargador Saulo Benevides, que ressaltou sua importância pela relevância dos temas abordados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A sociedade brasileira tenta se modernizar, se democratizar, se aperfeiçoar e toda essa modernidade e desenvolvimento que queremos para nossa sociedade passa pela moralidade da coisa pública, que decorre de condutas dignas de nossos representantes, e a justiça eleitoral como principal timoneira desse processo está atenta a todos os fatos que ocorre. Estamos promovendo esse evento para incentivar o cidadão a valorizar o seu voto, que é sem dúvida, a maior arma que temos dentro do processo democrático para dizer sim ou não a determinadas condutas”, afirmou o presidente do TRE.

Na ocasião, os instrutores da EJE-PB, Andréa Ribeiro de Gouvêa, Alexandre Basílio Coura, André Cavalcanti Soares e Eduardo Rangel Ribeiro, falaram sobre o combate à corrupção e à lavagem de dinheiro. Em seguida, aconteceu a palestra do Juiz Marlon Jacinto Reis, um dos criadores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral – MCCE – e incentivador da Lei da ficha Limpa e do Projeto de Lei que visa promover a Reforma Política e eleitoral no País.

Redação iParaiba com Ascom

Previsto para o final de 2015, Parque Solon de Lucena será fechado e proibido de vender bebida alcoólica

lagoaCom um prazo de no máximo dois anos para ficar pronto, o novo parque Solon de Lucena será um local fechado, aos moldes dos grandes parques do mundo, e mesmo que chova o maior pico pluviométrico dos últimos 50 anos, a lagoa não vai transbordar, é o que destacou o prefeito Luciano Cartaxo (PT) em entrevista a uma rádio de João Pessoa nesta segunda (19).

Ao completar 500 dias de gestão, o prefeito revela que o foco é não deixar as coisas para o último ano de governo. “Estou dando o exemplo da lagoa que o cronograma é de no máximo dois anos, mas queremos já no final do ano que vem, o parque pronto”, destaca.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cartaxo ressaltou ainda que antes de tratar do parque como um todo é preciso primeiro resolver o problema da lagoa para evitar os transbordamentos.

“Foi feito um estudo, nos últimos 50 anos em relação às chuvas e o maior pico registrado, se chover exatamente isso e um pouco mais a lagoa não transbordará”, garante.

De acordo com prefeito, a lagoa só terá água das chuvas e não mais dejetos, com a construção de um cinturão sanitário. O passo seguinte é fechar o anel interno e os veículos vão passar pelo anel externo, onde a calçada vai ser reduzida. O parque vai ter espaço para quadra esportiva, ciclismo, um pier na lagoa. “Vai ficar realmente um parque. As barracas lá não vão vender bebida alcoólica. A lagoa vai ser fechada como os grandes parques”, explica.

O gestor deu um prazo para a finalização do projeto até o final de junho, em seguida inicia-se a segunda etapa que é a licitação do projeto.

 

 

Marília Domingues