Arquivo da tag: vendedor

Vendedor é esfaqueado após encontrar celular na orla de João Pessoa

A confusão começou na tarde deste domingo (17) na orla do Bessa, em João Pessoa e foi parar no Hospital de Trauma.

Um vendedor ambulante, de 46 anos, afirmou ter encontrado um celular na orla e alegou estar à procura do dono. O aparelho tinha rastreador e o suposto proprietário, ao encontrá-lo começou a agredir o vendedor com golpes de punhal.

A vítima foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O agressor fugiu em seguida.

Foto: Essa foto de Praia do Bessa é cortesia do TripAdvisor

Marília Domingues / Washington Luis

 

 

Homem teria agredido vendedor para proteger filho autista

(Foto: Portal Correio)

Uma moradora entrou no ar no programa Correio Debate, da Rede Correio Sat, desta quarta-feira (2), em defesa do vizinho suspeito de agredir o vendedor ambulante Severino Ferreira, na tarde dessa terça-feira (1º), em João Pessoa.

Ela informou que o suspeito tem um filho autista, com sensibilidade para ouvir barulho, e há quase dois anos ele descia o prédio, constantemente, para pedir ao vendedor que não gritasse por causa do problema do menino.

Ela também afirma que a criança tinha crises de pânico quando ouvia os gritos do vendedor. A confusão ocorreu porque o pai teria pedido várias vezes a ele que evitasse gritar naquelas imediações, mas o vendedor não teria acatado. O suspeito não foi localizado para comentar a polêmica.

De acordo com a vítima, ele foi agredido quando estava vendendo seus produtos como faz há mais de 10 anos, seguindo o mesmo trajeto, pelos bairros de Altiplano até Jardim Oceania, passando por Miramar, Tambaú e Manaíra, onde aconteceu a agressão. Segundo a vítima, um morador de um dos prédios desceu e começou a reclamar com Severino pelo fato dele estar gritando para anunciar seus produtos. Foi nesse momento que as agressões começaram.

Tanto o morador quanto o comerciante foram até a 12ª Delegacia Distrital de João Pessoa para prestar esclarecimentos. Severino registrou um boletim de ocorrência por crime de agressão. Já o homem que o agrediu foi ouvido e em seguida liberado, e até o momento não quis se pronunciar sobre o assunto.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Bandidos rendem vendedor e roubam moto, em Bananeiras

plantão-policialDois homens armados e encapuzados renderam um vendedor, nessa segunda-feira (26), no Sítio Gamela, em Bananeiras e roubaram a moto da vítima.

Os bandidos levaram o veículo Honda CG/125 Titan KS, de cor rpeta, ano 2006/2007, placa KZQ 9292, Rio de Janeiro, e fugiram em sireção ao Sítio Lagoa de Matias.

A guarnição da viatura 6922 compareceu ao local, constatou a veracidade do fato e realizou diligências por toda a área, porém não conseguiu localizar os assaltantes.

Em Solânea

Já em Solânea, por volta das 23h30, a guarnição das viaturas 6932 e 6009 (ROTAM) realizavam rondas pelo local, quando foi vista escondida próximo a um barraco, uma motocicleta, Honda Pop 100, ano 2014/2015, cor preta, placa QFA 4949, /PB, que após consultada no site do Sinesp Cidadão, foi verificado que constava restrição de roubo ou furto.

O veículo foi levado para a delegacia local, para as providências cabíveis.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Vendedor de automóvel terá que informar valores de tributos ao comprador

Foto: Agência Brasil Empresários que descumprirem a lei serão responsabilizados pelo pagamento dos tributos, das taxas e multas incidentes até a data da compra
Foto: Agência Brasil
Empresários que descumprirem a lei serão responsabilizados pelo pagamento dos tributos, das taxas e multas incidentes até a data da compra

Está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26) a Lei 13.111/15, que obriga vendedores de motocicletas e automóveis novos ou usados a informar ao comprador os valores dos tributos incidentes no preço desses veículos. A norma, que passa a valer em 60 dias, também determina que na assinatura do contrato de compra e venda, os consumidores sejam informados sobre a situação de regularidade do quanto a furto, multas e taxas anuais devidas, débitos de impostos, alienação fiduciária ou circulação do veículo.

Empresários que descumprirem a lei serão responsabilizados pelo pagamento dos tributos, das taxas e multas incidentes até a data da compra. No caso de o veículo ter sido furtado, o comprador terá direito à restituição do valor integral. As penalidades serão aplicadas sem prejuízo das demais previstas no Código de Defesa do Consumidor.

Agência Brasil

De vendedor de banana a Juiz de direito: Filho de paraibana é destaque em tribunal no DF

juiz edilsonFilho de paraibana com pai potiguar o juiz Edilson Enedino das Chagas, 44 anos, é destaque como titular da Vara de Falências, Recuperações Judiciais, Insolvência Civil e Litígios Empresariais do Distrito Federal.

Com uma equipe formada por doze servidores e dois estagiários, Edilson realiza um trabalho com todo o compromisso com a atividade jurisdicional e de uma singular competência que o credencia como professor de Direito Empresarial.

O Juiz Edilson nasceu em Brasília e um dia vendeu bananas. Ele tornou-se a motivação para os servidores que, com frequência, recebem elogios de jurisdicionados pelo diligente trabalho que executam.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Edilson teve, na invasão do Paranoá, sua primeira residência. Graças a um programa habitacional da extinta SHIS, a família conseguiu uma casa” zero quarto” no Gama. Aos dois anos, perdeu o pai, seu Pedro, que trabalhava como tratorista do GDF. A partir daí, a dona de casa Marlene passa a travar uma tremenda luta pela subsistência – sua e dos cinco filhos. Ao relatar esses tempos, o juiz Edilson pondera que, se não fosse a família unida, a igreja, a casa, a escola e o hospital públicos e também um programa alimentar do governo federal (LBA), talvez nem tivessem sobrevivido.

Era preciso ajudar a buscar o sustento e, aos oito anos, Edilson começa a fazer sua parte vendendo bananas. Aos nove, passa a vender picolés e, aos dez, torna-se jornaleiro. Aos doze anos, vai trabalhar como flanelinha e, aos catorze, como auxiliar gráfico. A diligência leva-o, aos quinze anos, a tornar-se auxiliar de mecânica, mas permanece, como já fazia antes, realizando qualquer trabalho braçal que consegue, sobretudo como ajudante de obra. Até então, poucos poderiam prever que o adolescente laborioso seria, um dia, o primeiro colocado no concurso de 1998 para Juiz de Direito – aliás, o primeiro morador do Gama a alcançar o feito.

Aos 17 anos, Edilson termina o 2º Grau em uma escola pública noturna e, no ano seguinte, realiza o curso de formação de fuzileiro naval da Marinha do Brasil. Em 1989, é aprovado e formado policial militar do DF e, dois anos depois, toma posse no Tribunal Superior do Trabalho, no cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos. Foi entre os anos de 1991 e 1994 que uma brilhante carreira jurídica começou a ser delineada. Estudando em uma faculdade particular – na época não havia cotas para as universidades públicas federais – Edilson formou-se em Direito e, apenas um ano após a formatura, tornou-se fiscal do trabalho do DF. Em 1998, veio a conquista do primeiro lugar no concurso para Juiz de Direito e o início de sua trajetória no TJDFT. Passou por Varas Criminais e Cíveis, por Juizado Especial e Vara da Infância e Juventude, enriquecendo seu currículo e competência, inclusive trabalhando, entre 2009 e 2011, como Juiz Eleitoral em Samambaia. Em 2011, passou a atuar na Vara de Falência onde permanece até hoje.

O Juiz Edilson valoriza sua própria história e faz questão de lembrar, sempre, de onde veio. Em suas próprias palavras: “Entendo que importa muito mais quem está conosco do que aquilo que nos acontece. Deus, a família, os amigos, um Estado presente e atuante, uma igreja fraterna. Com essa fórmula, muita fé e honestidade, a vitória sempre chega”.

MaisPB

com TJDFT

Policial Militar é acusado de matar vendedor com quatro tiros no Sertão da Paraíba

Segundo informações repassadas à nossa redação, o tiroteio ocorreu em uma residência no centro da cidade de Bonito de Santa Fé, região de Cajazeiras, Sertão da Paraíba.
Conforme informações, um cabo da Polícia Militar identificado por Cordeiro, está sendo apontado como autor dos disparos contra o vendedor ambulante, João Paulo Bezerra de Lima, de 20 anos, natural da cidade de Arco Verde-PE, que foi atingido com pelo menos quatro tiros na barriga.
O crime teria ocorrido após uma discussão.
A vítima foi socorrida pelo SAMU, mas não resistiu e veio a óbito antes de chegar ao Hospital Regional de Cajazeiras.
O Policial Militar que é suspeito da autoria do crime, foragiu do local.
O Clima é tenso na cidade. O comando do Pelotão de Bonito de Santa Fé informou que só irá se pronunciar durante coletiva de imprensa.

Charley Garrido
Folhadosertao