Arquivo da tag: usar

Ministério da Educação estabelece novas regras para estudante usar simultaneamente o ProUni e Feis

  O Ministério da Educação disciplinou o uso  simultâneo de recursos do Fundo de  Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa  Universidade para Todos (ProUni). Um estudante   só poderá usar os dois programas quando tiver  bolsa parcial do ProUni e o complemento do Fies  para o mesmo curso e na mesma instituição de  ensino superior. A determinação está em portaria  publicada na edição desta segunda-feira (29) do Diário Oficial da União.

São considerados uso simultâneo dos benefícios os seguintes casos: ocupação de bolsa integral do ProUni e de utilização do Fies; ocupação de bolsa parcial do ProUni e de utilização de financiamento do Fies para cursos ou instituições de ensino superior distintos; ocupação de bolsa parcial do ProUni e de utilização de financiamento do Fies para mesmo curso e mesma instituição, se a soma do percentual da bolsa e do financiamento resultar em valor superior ao encargo educacional com desconto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O estudante que não se enquadrar nas normas poderá optar por um dos programas, e também será permitido transferir o financiamento do Fies para o mesmo curso onde tem a bolsa parcial do ProUni e vice-versa.

Agência Brasil 

PB começa a usar simuladores em janeiro e aulas em autoescolas ficam R$ 300 mais caras

Assuero Lima (Jornal Correio da Paraíba)
Assuero Lima (Jornal Correio da Paraíba)

Entrou em vigor ontem a resolução nº 493 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que aumenta a carga horária das aulas práticas da primeira habilitação na categoria B (para carros). O pacote passa de 20 horas/aulas para 25 horas/aulas, sendo cinco delas com uso de simulador, aumentando os custos para o aluno em cerca de R$ 300. A intenção dos simuladores seria para substituir aulas à noite, testando a habilidade do aluno na penumbra, porém não há obrigatoriedade disso, apesar da necessidade do uso do equipamento.

A resolução é contestada por Claudionor Fernandes, presidente do Sindicato das autoescolas da Paraíba. “Estão criando custos desnecessários, porém iremos cumprir, mas não há lógica em aqui no estado termos simuladores e biometria nos 63 Centros de Formação de Condutores – CFCs e em Pernambuco ou no Rio Grande do Norte não ter, como nós sabemos”, diz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Aluno pagará 5 aulas a mais

Um simulador tem investimento médio de R$ 40 mil e a manutenção R$ 2 mil. Na Paraíba, os equipamentos serão adquiridos por comodato, o aluno pagará em separado pelas cinco aulas um valor que pode ser encontrado de R$ 300 a R$ 350. Tudo isso acrescido aos valores que variam de R$ 1,1 mil a R$ 1,3 mil para habilitação A e B ou de R$ 800 a R$ 900 para categorias A ou B.

Para quem vai fazer a adição para a categoria B, é necessário ter 20horas/aulas, das quais quatro devem ser no período noturno, de acordo com a nova resolução. No caso da categoria A (moto), é exigido 20 horas/aula e quatro dessas devem ser no período noturno. Para a adição da CNH na categoria A, é exigido 15 horas/aula, três no período noturno.

Aparelhos ainda estão chegando à PB

Como os simuladores ainda estão chegando nos CFCs da Paraíba, o início do uso deles está previsto para janeiro, afirma Fernandes. Isso para quem efetuou seu Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach) após 1º de novembro. Para quem fez antes, as aulas com simuladores não necessitam ser realizadas. O superintendente do Departamento de Trânsito (Detran) da Paraíba não foi encontrado para comentar sobre como será e quando começa a fiscalização da nova resolução.

Projeto de Lei pede retirada da resolução

O Projeto de Decreto Legislativo 1496/2014, que está pronto para pauta na Comissão de Viação e Transportes (CVT), pede a sustação da aplicação das resoluções nº 493 do Conselho Nacional de Trânsito – Contran. Ele está sujeito ainda à aprovação do plenário.

 

Por Jornal Correio da Paraíba

Mulher tem trombose ao usar pílula anticoncepcional: ‘Pode ser fatal’

mulherrApós a repercussão dos casos de mulheres diagnosticadas com trombose venosa cerebral devido ao uso de pílula anticoncepcional, outras pessoas que tiveram o mesmo problema resolveram contar o seu drama, como a dona de casa Marizete Macedo, 46 anos. Moradora de Rio Verde, no sudoeste goiano, ela chegou a ter o lado esquerdo do corpo paralisado e a fala comprometida devido à doença. A paciente alerta para o uso de contraceptivos orais: “Quando o médico falar que precisa usar anticoncepcional peça o exame, porque a trombose pode ser fatal”.

Marizete conta que começou a usar pílula em junho do ano passado, como forma de tratamento. “Eu estava com o útero muito grande e teria que fazer uma cirurgia. Eu não quis. O médico então optou por fazer um tratamento com anticoncepcional”, relata a dona de casa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Seis meses depois de fazer uso diário da pílula anticoncepcional, a paciente começou a ter fortes dores de cabeça, vômito e intolerância à claridade. Diagnósticada como se estivesse com enxaqueca,  ela foi internada, mas o estado de saúde piorou e ela teve o lado esquerdo do corpo paralisado.

“Eles repetiram os exames e apareceu que eu tinha dado uma trombose. Eu já estava com hemorragia cerebral. Eles me perguntaram se eu fumava, se eu bebia, se eu tinha usado anticoncepcional. E aí eu falei para eles que tinha seis meses que eu tinha usado o remédio. Então foi o anticoncepcional que causou a minha trombose”, conta a dona de casa.

Os médicos que atenderam Marizete constataram que ela tinha uma mutação em um dos cromossomos, o que aumenta o risco de trombose. Segundo uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), 15% das mulheres possuem esse problema genético. O uso de anticoncepcional aumenta as chances de essas pessoas desenvolverem a doença.

O problema é que muitas mulheres fazem uso indiscriminado da pílula contraceptiva. Além disso, muitos ginecologistas não pedem que a paciente faça o exame que detecta a alteração genética.

“Quando a paciente chega em nosso consultório, é feita a triagem clínica, se ela tiver fator de risco ou fator familiar, aí é pedido, com  certeza, os exames específicos. Mas se a paciente não tem nenhum problema de saúde, o médico vai optar pelo anticoncepcional o efeito colateral”, disse o ginecologista Victor Reges Nunes Teixeira.

Um ano depois após ter diagnosticado a trombose, Marizete ainda vive com restrições. “Eu não posso cair, eu não posso ter pancada, porque se não pode criar novos trombos. Eu não posso comer verduras, coisas verdes. Hoje eu tenho medo, traumas, depressão”, relata a dona de casa.

Proibição de anticoncepcional na França gera alerta da Anvisa ao uso de pílulas no Brasil (Foto: Rede Globo)
Outras mulheres afirmam ter tido trombose após o
uso de pílula contraceptiva (Foto: Rede Globo)

Evento raro
O presidente da Sociedade Goiana de Ginecologia, Maurício Machado da Silveira, explica que a incidência desse efeito colateral é rara. “A incidência é de dois a cada 100 mil, um evento raro, mas grave, por isso que está chamando a atenção. Todas as pessoas têm risco para trombose, as pílulas antigas elevam em duas vezes o risco de ter a trombose”, afirma o médico.

O ginecologista explicou ao G1 que, além das pílulas, os anticoncepcionais que possuem estrogênio em sua formulação aumentam o risco de trombose, como os injetáveis mensais, os adesivos e o anel vaginal. Já os injetáveis trimestrais, DIUs (Dispositivos intrauterinos), a pílula de progesterona pura e os implantes subdérmicos não causam esse efeito colateral.

De acordo com o ginecologista, uma boa consulta com o médico por identificar a probabilidade de a mulher ter trombose devido ao uso de anticoncepcional. Ele diz que as pacientes não precisam se alarmar, mas devem procurar qual método contraceptivo podem usar.

“Principalmente as pacientes que têm condição de risco, por exemplo, quem fuma, quem tem problemas cardiovasculares, quem tem problemas de trombose, passado gestacional com abortos, essas pacientes são de risco e devem procurar um médico para fazer esse rastreamento e, se houver necessidade, pedir esse exame”, explicou Maurício.

Outros casos
A professora universitária Carla Simone Castro, 41 anos, que também foi diagnosticada com trombose venosa cerebral após usar pílula anticoncepcional, criou a comunidade “Vítimas de anticoncepcionais. Unidas a favor da vida” no Facebook. O objetivo do projeto é ajudar as pessoas que tiveram alguma enfermidade pelo uso de contraceptivo e alertar a população.

“Pensamos em, depois de nos recuperarmos, chamarmos a atenção da Anvisa. Estamos questionando a segurança desses medicamentos. Queremos que eles sejam pedidos por receita médica, que tenham mais estudos sobre os riscos. O risco deveria vir estampado na embalagem, assim como nas campanhas de cigarro. Quantas pessoas vão ter que morrer para que isso ocorra?”, questiona a professora.

O caso de Carla ficou conhecido nacionalmente após ela postar um vídeo nas redes sociais para contar aos amigos sobre seu estado de saúde e o que havia acontecido. A gravação repercutiu e já foi compartilhada quase 140 mil vezes.

Quase 15 mil mulheres já integram comunidade que alerta sobre o uso de anticoncepcional em Goiás (Foto: Reprodução/ Facebook)Quase 15 mil mulheres já integram comunidade (Foto: Reprodução/ Facebook)
Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera

Aluno é barrado em escola municipal por usar guias do candomblé

candbleA rotina de ir à escola virou motivo de constrangimento para um aluno que estava se iniciando no candomblé. Aos 12 anos, o estudante da quarta série do ensino fundamental Escola Municipal Francisco Campos, no Grajaú, na Zona Norte do Rio, foi barrado pela diretora da instituição por usar bermudas brancas e guias por baixo do uniforme, segundo a família. A denúncia foi publicada nesta terça-feira (2) pelo jornal “O Dia”.

“Antes de ele entrar para o candomblé, eu avisei para a professora e ela logo disse que ele não entraria no colégio. Eu expliquei que ele teria que usar branco e as guias, mas ela não aceitou”, contou indignada a mãe do estudante ao G1, Rita de Cássia.

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Educação e até o horário de publicação desta reportagem não obteve resposta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No dia 25 de agosto, depois quase um mês sem ir à escola, o jovem tentou voltar. “Eu levei o meu filho e, na porta da escola, ela [diretora] não viu que eu estava atrás e colocou a mão no peito dele e disse: ‘Aqui você não entra’. E eu expliquei que ele teria que usar as guias e o branco por três meses e aí ela respondeu: ‘O problema é seu’”, disse Rita de Cássia.

Rita ressaltou que o filho de sentiu humilhado diante dos amigos do colégio e chorou muito. “Se ela estivesse esperado todo mundo entrar e me chamasse no canto para tentar encontrar uma forma para colocar ele pra dentro seria uma coisa. Mas, não. Ela barrou ele na frente de todo mundo. Eu discuti, falei palavrão feio pra ela, eu admito, mas ela não poderia ter feito isso com ele. Ele foi muito humilhado”, afirmou a mãe.

O jovem de 12 anos foi definido pela mãe como uma criança determinada. Apesar do constrangimento, Rita contou que o filho em momento algum pensou em abrir mão dos ideais do candomblé.

“A escolha de entrar para o candomblé foi dele. Ele sabe o que quer, é muito firme nas decisões. Por nada ele larga a religião dele. Quando aconteceu isso tudo ele disse: ‘Se eu fosse muçulmano ou qualquer outra coisa eu deveria ser respeitado, isso é discriminação’”, lembrou a mãe.

Segundo Rita, o jovem caminhou até em casa de cabeça baixa, teve febre e perdeu o interesse de retornar à escola. “Se o meu filho estivesse com drogas, se tivesse arma tenho certeza que eles iam tampar os olhos”, reclamou.

Depois de quatro dias do episódio, ele foi transferido para a Escola Municipal Panamá, também no Grajaú, onde foi bem recebido pela diretoria, professores e estudantes.

“Depois que eu fui lá para pedir a transferência a diretora disse que não gostaria que eu levasse ele porque ele era um ótimo aluno. Mas o que ela não poderia era ter feito meu filho passar vergonha. Depois que ele foi tão humilhado, meu filho foi muito bem aceito na escola nova. Todo mundo me apoiou. Pra quem é mãe é muito difícil ver um filho sofrendo esse preconceito”, disse emocionada Rita de Cássia.

G1

Otimista, Lula volta a usar a rede para atrair jovens

lulaEm novo vídeo sobre a importância da participação na política, publicado nesta segunda-feira 21, o ex-presidente Lula destaca as qualidades do Brasil e ressalta que “se tem uma coisa que o jovem não pode perder é a esperança”. “O Brasil é um país maravilhoso, um país que tem tudo para acontecer ainda”, afirma Lula na mensagem. Ele cita a “maior riqueza de biodiversidade do planeta Terra”, os “vizinhos extraordinários” e o “povo ordeiro” do Brasil. “Temos tudo para fazer nesse País”, diz.

Determinado a alavancar as candidaturas do PT a presidente e aos governos estaduais, Lula quer se manter onipresente nas redes sociais. Ele decidiu acentuar seus pronunciamentos com ainda mais frequência do que vinha fazendo. O ex-governador Eduardo Campos (PSB) notou que o ex-presidente estaria lançando uma armadilha aos adversários, para atrair para si o debate com os presidenciáveis e poupar a presidente Dilma Rousseff. Nos programas de Dilma no horário político, tudo está certo até agora para que Lula seja o âncora.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No vídeo divulgado hoje, Lula seguiu sua pregação pela participação, especialmente da juventude, na atividade política. “O que nós precisamos fazer todo dia é levantar e dizer o seguinte: o que é que eu quero fazer hoje para mudar minha vida, para ajudar minha cidade, o meu País?”, afirma. “Em vez de ficar reclamando, temos que trabalhar para transformar nossos sonhos em coisas concretas”, defendeu.

 

247

 

CFO dos Bombeiros 2015 vai usar nota do Enem 2014 como avaliação do exame intelectual

bombeirosO concurso público para o Curso de Formação de Oficiais Bombeiros Militares da Paraíba – CF0 BM/2015 utilizará como avaliação do Exame Intelectual as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014. Quem tiver interesse em concorrer a uma das vagas tem até a sexta-feira (23) para se inscrever no Enem 2014.

Portaria que trata sobre o assunto foi assinada pelo comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, coronel Jair Carneiro, e está publicada no site.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os candidatos interessados deverão tomar conhecimento dos requisitos de ingresso nas corporações militares publicados na Lei Estadual nº 7.605/2004.

Mais informações através dos telefones (83) 3218 5732 e 3218 5745

 

portal correio

Vencedor do “The Voice Brasil” diz que vai usar prêmio para pagar dívidas nos EUA

sam-alvesVencedor da segunda temporada do “The Voice Brasil” (Globo), Sam Alves se lembrou dos tempos em que era apenas mais um telespectador de reality shows musicais.

“Eu queria ser aquela pessoa que ganhava. Quando você tá no palco e vê o confete descendo, percebe que qualquer pessoa pode ter essa oportunidade. Precisa batalhar, se dedicar e ela consegue”, disse o cantor, em entrevista após a final da atração.

Sam, que já havia sido rejeitado pelos técnicos na edição norte-americana do programa ainda na rodada de audições às cegas, vê na vitória um momento de superação pessoal.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Naquele momento em que eles não viraram, eu me senti derrotado. Mas acredito que tudo acontece por uma razão. Agora eu vejo que aquilo precisava acontecer para chegar a esse momento”, disse o cearense.

Além do título de a “nova voz do Brasil”, o cantor cearense ganhou um contrato com uma gravadora, um carro novo e R$ 500 mil, dinheiro que já sabe bem como usar.

“Primeiro, vou pagar todas as minhas dívidas nos Estados Unidos, encerrar tudo lá. Depois, vou investir na minha carreira, ajudar muito a minha família e guardar um bocado”, disse.

Sam Alves quer continuar gravando músicas em português e inglês, assim como fez ao longo do programa, e quer usar um repertório variado.

“Pop, música romântica, música com uma batida bem jovem, quero brincar com o acústico também, sou bem eclético com meu gosto.”

Sam Alves conquistou a torcida de vários famosos ao longo de sua trajetória no “The Voice”, inclusive de Davi, 4, filho de sua mentora no programa, Claudia Leitte.

“Davi deve estar esbaforido. Na hora, pensei como meu filho ia ficar feliz quando anunciassem o nome do vencedor. Pensei no Davi em casa, feliz da vida, celebrando o fato de a mãe dele ser campeã. Na verdade, o Sam é o campeão, mas na cabeça do meu filho é o Sam e a mãe quem ganhou”, disse Claudia Leitte.

O aspecto maternal da técnica do “The Voice” foi elogiado pelo pupilo, que afirmou ter escolhido a cantora como sua mentora depois de ouvir o mesmo comentário de participantes da temporada anterior.

“Ela é uma pessoa que me surpreendeu. Você vê uma pessoa tão alto na mídia, mas quando conhece ela, é uma pessoa simples, mãezona, supercarinhosa com todos os participantes e funcionários. Pra mim é um espelho para muitos artistas”, afirmou Sam Alves.

Nascida no Estado do Rio de Janeiro, mas baiana de coração, Claudia comentou a coincidência de os dois vencedores do “The Voice Brasil” terem sido orientados por “baianos”. A vencedora da temporada passada, Ellen Oléria, foi orientada por Carlinhos Brown.

“A gente é muito musical, tem essa ousadia, essa malemolência. Viemos de uma escola onde a gente canta 12 horas em cima de um palco, num trio elétrico. Já carreguei instrumento, comigo não tem tempo ruim. Acho que Brown é igual. A gente fica horas sem comer, a gente se dedica muito ao outro, quer ver o outro brilhar. Não sei se isso é coisa de baiano, mas me cheira a baianidade sim.”

F5