Arquivo da tag: últimos

Maior chuva dos últimos 20 anos deixa moradores desabrigados na PB

A maior chuva nos últimos 20 anos deixou moradores desabrigados em Pocinhos. Um dilúvio atingiu a cidade localizada no Agreste paraibano, próxima a Campina Grande, na tarde desta quinta-feira (21). Em apenas uma hora choveu 100 mm no município segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA).

A chuva forte acompanhada de ventania,  provocou alagamentos em bairros inteiros. A água invadiu casas, igrejas e outros estabelecimentos, causando grande prejuízo e deixando moradores desabrigados.

Uma ponte que dá acesso a um bairro ficou danificada com a enxurrada.

De acordo com informações do jornalista Ubiratan Cirne, a prefeitura liberou uma escola pública municipal para abrigar as pessoas desalojadas no município.

Pocinhos vinha sofrendo com a escassez de água há muito tempo e a chuva desta quinta foi a maior dos últimos 20 anos.

Há também informações de chuvas em outras cidades do entorno como Puxinanã, Montadas, Areal, e parte de Lagoa Seca. Nos videos abaixo é possível ter uma dimensão da intensidade da chuva e dos estragos provocados.

pbagora

 

 

Nos últimos 13 anos, 70% dos desvios nas cidades afetaram saúde e educação

Getty Images/iStockphoto
Getty Images/iStockphoto

As áreas de saúde e educação foram alvo de quase 70% dos esquemas de corrupção e fraude desvendados em operações policiais e de fiscalização do uso de verba federal pelos municípios nos últimos 13 anos. Os desvios descobertos pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, evidenciam como recursos destinados a essas duas áreas são especialmente visados por gestores municipais corruptos.

Desde 2003, foram deflagradas 247 operações envolvendo desvios de verbas federais repassadas aos municípios. Os investigadores identificaram organizações que tiravam recursos públicos de quem mais precisava para alimentar esquemas criminosos milionários e luxos particulares. Além de saúde e educação, também há desvios recorrentes em áreas como transporte, turismo e infraestrutura.

Deflagrada em 2011, a Operação Mascotch, por exemplo, desarticulou uma quadrilha que desviou mais de R$ 8 milhões de dinheiro da educação em 14 cidades do interior de Alagoas –o Estado com o pior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil, similar ao da Namíbia, na África. Os recursos deveriam alimentar crianças nas escolas, mas eram na verdade usados para comprar uísque 12 anos e vinhos importados.

O levantamento inédito feito pelo Estado com base em dados do governo federal desde 2003 mostra que houve fraude no uso de verbas federais em pelo menos 729 municípios –o que corresponde a 13% do total de cidades do País. Do Oiapoque ao Chuí, o prejuízo causado pela corrupção no período foi estimado em R$ 4 bilhões pela CGU.

Restaurantes

Alagoas pode estar no último lugar do ranking do IDH, mas lidera a lista dos Estados com mais municípios onde houve irregularidades detectadas pelas investigações federais, em termos proporcionais. Esquemas de corrupção foram desvendados em 70 das 102 cidades alagoanas –ou seja, em mais de dois terços das localidades do Estado.

O segundo pior IDH do Brasil também não fica muito atrás. O Maranhão foi palco, em outubro deste ano, da Operação Voadores, que revelou que parte da verba da saúde enviada pela União pagou vinhos e restaurantes de luxo na capital São Luis. O esquema sacava cheques de contas bancárias de hospitais públicos e desviava para benesses particulares.

Enquanto isso, quem depende da saúde pública enfrenta atendimento precário. No Hospital Genésio Rêgo, um dos que tiveram recursos desviados, a paciente Míria Lima contou que a disputa pelos médicos é tanta que só consegue marcar consulta com o mastologista se for lá pessoalmente no início da madrugada, à 1h –depois disso, todos os horários já estão reservados. “Preciso fazer mamografia e ultrassom da mama, mas só dá para marcar os exames mais de um mês depois das consultas”, reclamou.

O levantamento mostra que, no geral, o principal programa afetado na área da saúde foi saneamento básico. No setor de ensino, quem mais perdeu, segundo a CGU, foi o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) –formado por recursos provenientes dos impostos e transferências dos Estados e municípios e que deveria ajudar a melhorar a qualidade da educação básica nos municípios.

Qualidade

Desvios como esses, segundo a literatura acadêmica recente, podem ser responsáveis por uma queda significativa na qualidade do ensino em um determinado município. Um artigo publicado em 2012 pelos pesquisadores Claudio Ferraz, da PUC-Rio, Frederico Finan, da Universidade da Califórnia, e Diana Moreira, de Harvard, revelou que alunos de municípios onde a CGU descobriu fraudes no uso de dinheiro da educação tinham aprendizado pior e taxas maiores de repetição de ano e de evasão escolar.

“Escolas em municípios onde foi detectado corrupção têm menos infraestrutura e professores que receberam menos treinamento. Além disso, professores e diretores listaram a falta de recursos como o principal problema em municípios corruptos”, escreveram os pesquisadores. Segundo eles, como a qualidade da educação afeta o desenvolvimento econômico no longo prazo, o estudo sugere um canal direto pelo qual a corrupção diminui o crescimento do país.

O resultado ainda é mais relevante quando se leva em conta que a qualidade da educação pública no Brasil permanece estagnada em áreas importantes, especialmente no ensino médio. O Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) para essa etapa do ensino se manteve constante entre 2011 e 2015 em 3,7, abaixo da meta do governo de 4,3. Segundo especialistas, um dos grandes problemas é a má qualidade da formação dos alunos no ensino fundamental, de responsabilidade dos municípios.

Os desvios de recursos públicos em alguns municípios brasileiros são recorrentes. Patos, cidade 100 mil habitantes na Paraíba, comandada pela família do ex-presidente da CPI da Petrobrás, deputado Hugo Motta (PMDB) de 2015, caiu em três operações em um ano. As ações investigaram fraudes em licitações da prefeitura e desvios na saúde e na educação.

Lá, as suspeitas recaem sobre a família do parlamentar. Em uma das operações, a mãe do deputado, Ilana Motta, acabou presa, e sua avó, Francisca Motta, foi afastada do cargo de prefeita da cidade. Ilana era chefe de gabinete da própria mãe na prefeitura do município. Segundo as investigações, as fraudes envolveram mais de R$ 11 milhões em recursos que deveriam ter ido para o transporte escolar, Fundeb e para o pagamento de serviços de saúde de média e alta complexidade. O Estado não conseguiu contato com os citados.

Estadão

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

TCE acompanha últimos passos de prefeitos não reeleitos e pode fiscalizar também início das gestões

 (Foto: Walla Santos)
(Foto: Walla Santos)

O presidente do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), conselheiro Arthur Cunha Lima, disse nesta quinta-feira (17) que o tribunal está acompanhando de forma concomitante os últimos pagamentos efetuados em vários municípios em que os atuais prefeitos não foram reeleitos, tais como Santa Rita e Bayeux.

“Estamos acompanhando os últimos pagamentos das gestões que se encerram, e poderemos fazer isso no início de gestão, caso haja desvio de conduta”, disse Arthur.
De acordo com o conselheiro, muitos prefeitos de primeiro mandato procuraram o TCE para pedir orientação e apoio devido às dificuldades na transição de governo. “Muitos me procuraram, inclusive com medidas, dos prefeitos que estão saindo, de forma leviana, aumentando a folha de pagamento, concedendo gratificação, que caem por terra porque são ilegais, há uma proibição na Lei de Responsabilidade Fiscal, há uma proibição na Lei Eleitoral, da não concessão de vantagens nos últimos seis meses da administração”, disse.

Segundo ele, muitos prefeitos tomaram essas medidas, mas conforme Arthur, eles enganaram os servidores, e devido a essas medidas, serão penalizados por meio de ações de improbidade.
Essas medidas ilegais devem ser comunicadas ao TCE e ao Ministério Público, para providências como ações cautelares ou termos de ajustamento de conduta.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Inflação medida pelo IPCA-15 volta a subir e fecha últimos 12 meses em 8,93%

inflaçãoA prévia da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) voltou a acelerar este mês, ao subir 0,14 ponto percentual e passar de 0,40% para 0,54% entre junho e julho deste ano. Com o resultado, o IPCA-15 acumula alta de 8,93% nos últimos doze meses – resultado, no entanto, que chega a ser 0,05 ponto percentual inferior ao da taxa acumulada nos 12 meses imediatamente anteriores: 0,98%.

Os dados foram divulgados hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que o total acumulado no ano é de 5,19%, bem abaixo dos 6,9% registrados em igual período do ano anterior. Em julho de 2015, a taxa havia sido 0,59%.

Peso dos alimentos
Mais uma vez os preços dos alimentos continuam pressionando a inflação, chegando a subir 1,45% na relação com a prévia de junho, exercendo 0,37 ponto percentual sobre a alta do mês. Com alta de 0,37% em julho e participação de 69% do IPCA-15 no mês, o grupo alimentação e bebidas acusou a mais elevada variação para os meses de julho desde a alta registrada em 2008: 1,75%.

Também mais uma vez o feijão-carioca, cujos preços subiram, em média, 58,06%, foi, isoladamente, o item que exerceu o maior impacto no índice do mês, 0,18 ponto percentual. Em Goiânia, o quilo do produto aumentou 81,03%, em Brasília (62,69%), em Salvador (61,69%) e em Fortaleza (60,63%).

Segundo o IBGE, os demais tipos de feijão também apresentaram aumentos significativos nos preços. O mulatinho passou a custar, em média, 45,94% a mais, o preto subiu 34,23% e o fradinho, 11,78%.

 

Agência Brasil

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Nos últimos 3 anos, mais de 13 mil pessoas morreram vítímas do cigarro na Paraíba

cigarroEntre 2011 e 2014, mais de 13 mil pessoas morreram devido a algum tipo de câncer na Paraíba. Os tipos de câncer mais comuns entre as mulheres são os de mama, útero e tireóide. Já entre os homens, são os de próstata, traqueia/ brônquios/ pulmões e estômago. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde.

O câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo. Cada órgão, por sua vez, pode ser afetado por tipos diferenciados de tumores, menos ou mais agressivos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A prevenção nem sempre é possível, mas há fatores de risco que estão na origem de diferentes tipos de tumores. O principal é o tabagismo. O consumo de bebidas alcoólicas e de gorduras de origem animal, dieta pobre em fibras, vida sedentária e obesidade também devem ser evitados. São raros os casos de câncer que se devem apenas a fatores hereditários.

Ações de prevenção primária e detecção precoce de doenças são capazes de reduzir a mortalidade, melhorar o prognóstico e qualidade de vida dos doentes. O tratamento do câncer é feito por meio de uma ou várias modalidades combinadas. A principal é a cirurgia, que pode ser empregada em conjunto com radioterapia, quimioterapia ou transplante de medula óssea. O médico vai escolher o tratamento mais adequado de acordo com a localização, o tipo do câncer e a extensão da doença. Todas as modalidades de tratamento são oferecidas pelo SUS.

Prevenção –  O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, vem trabalhando ações de prevenção e controle do câncer. Uma delas é o Centro Especializado de Diagnóstico do Câncer (CEDC), que é referência para a detecção precoce do câncer de colo de útero e mama, disponibilizando serviços médicos especializados e atendimento diferenciado, com qualidade, confiança e credibilidade à população paraibana, usuária do SUS. Neste dia 4 de fevereiro é lembrado o Dia Mundial do Câncer.

O Governo do Estado investiu recursos próprios de R$ 1,2 milhão na implantação do novo CEDC. Desse montante, R$ 1,1 milhão foi para aquisição de equipamentos e mais R$ 50 mil na estruturação do prédio climatizado e moderno. O local é responsável por aproximadamente 11 mil atendimentos mensais, entre exames e consultas.

O CEDC atende uma média de 100 municípios paraibanos e disponibiliza os laudos dos exames citopatológicos, via e-mail, propiciando o aumento da produtividade e reduzindo o tempo de atendimento total. Atualmente sua média mensal de produção de exames gira em torno de 8.000 atendimentos em geral. O CEDC também é o responsável pela realização do Monitoramento Externo de Qualidade dos exames citopatológicos de colo de útero realizados em toda a Rede SUS da Paraíba.

O CEDC não atende demanda espontânea. Os pacientes são encaminhados dos Postos de Saúde da Família e o centro os acompanha durante todo o tratamento até a alta. Edilene Lima, surpervisora do CEDC, ressalta a importância do auto-exame: “Muitas mulheres têm medo de descobrir um nódulo, de procurar o médico. É importante que as mulheres tenham o hábito do auto-exame. O quanto antes o problema for descoberto, maiores as chances de cura”, disse.

Vários serviços estão à disposição da população no CEDC, entre os quais as consultas especializadas com mastologista e ginecologista. Há ainda o tratamento de lesões de alto grau no colo do útero, por meio da cirurgia de alta frequência. Os exames também podem ser feitos no local, a exemplo de biópsias; leituras de lâminas, com material coletado nessas biópsias; punções aspirativas por agulha fina de mama e tireóide; laboratório de citopatologia; ultrassonografias de mama, tireóide, transvaginal, abdômen total e pélvica; além de biópsia percutânea guiada por ultra (Core Biopsy), que permite tirar um pequeno fragmento da lesão para análise da mama.

O CEDC possui equipe com patologista, citopatologista, mastologista, ginecologista e ultrassonografista. O quadro de profissionais conta ainda com técnicos de enfermagem, coordenados por um enfermeiro; citotécnicos; e mais técnicos de laboratório. O telefone do Centro Especializado de Diagnóstico do Câncer é o 3218-5369. O local funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h.

Se o usuário for diagnosticado com câncer, o CEDC o encaminha ao serviço de referência no Estado, que é o Hospital Napoleão Laureano. Enquanto isso, os que apresentam lesões benignas são acompanhados pelos médicos do próprio Centro Especializado, durante um período de dois a cinco anos.

 

Assessoria

Impugnações na PB caíram 85,6% nos últimos 4 anos, mas ainda superam 2006

impugnacoesApesar de não representar necessariamente que ninguém está inelegível, a Procuradoria Regional Eleitoral, em cumprimento ao papel de fiscal da Lei, apresenta sempre em ano de eleição uma lista de impugnações a Justiça Eleitoral e este ano esta lista foi 85,6% menor que a apresentada em 2010, quando 97 nomes foram citados.

Ainda sobre 2010, vale lembrar que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) também teve sua candidatura impugnada pelo Ministério Público na época, mas conquistou na Justiça o direito de exercer seu mandato. Os argumentos apresentados em 2010 eram bem semelhantes aos de hoje, salvo que atualmente o MP admite divergir de resposta do TSE a consultas sobre contagem do prazo de inelegibilidade.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na prática, a opinião do Ministério Público é ouvida pelos juízes eleitorais, mas na maioria das vezes não é determinante, prevalecendo jurisprudências e argumentos dos demais membros da Corte.

Apesar da queda de mais de 80% nos pedidos de impugnação, 2014 ainda tem um número de impugnações maior que 2006, quando o MP pediu que não fossem registrados 11 candidatos.

Dúvidas?

Veja os nomes impugnados em 2010. *Vale lembrar que esta lista foi divulgada na época pela Procuradoria Regional Eleitoral e não possui qualquer relação com a eleição deste ano.

 

 

clickpb

Expectativa de vida de cães e gatos dobrou nos últimos 30 anos

animaisOs animais de estimação alegram a casa, servem de companhia e, muitas vezes, preenchem lacunas afetivas de seus donos. Por isso mesmo tanta gente os abriga. Estima-se que haja atualmente no Brasil 31 milhões de cães e 15 milhões de gatos domésticos. Como esses animais vivem muito menos que o homem, quem os cria costuma estar preparado para o dia em que a amizade será interrompida. A novidade é que, nos últimos dez anos, a expectativa de vida de cães e gatos aumentou significativamente, graças à popularização das rações e vacinas e aos avanços na medicina veterinária.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Uma década atrás, um cão de porte pequeno vivia geralmente até os 9 anos. Hoje, chega facilmente aos 15. Os cães de maior porte, por motivos de predisposição genética das raças, duram menos que os pequenos. Até dez anos atrás, viviam em média oito anos – agora, chegam aos 12. No caso dos gatos, a expectativa de vida dobrou. Antes viviam dez anos e hoje chegam aos 20. O resultado dessa sobrevida é que cães e gatos enfrentam uma velhice longa, com as previsíveis consequências – tornam-se propensos a desenvolver doenças como diabetes, insuficiência cardíaca, câncer e problemas ortopédicos. Repete-se com os animais o que ocorre com os seres humanos, que hoje vivem mais graças aos avanços da medicina, mas também estão sujeitos aos males da velhice.

Em geral, não é fácil conviver com totós e bichanos na terceira idade. Eles perdem a vitalidade e passam a não responder com a mesma animação aos chamados para passeios ou brincadeiras – o que é motivo de frustração para o dono. Pedem mais carinho e têm atitudes inesperadas, como fazer xixi em locais que antes sabiam ser território proibido para isso. Os animais idosos ficam inseguros porque percebem que estão se distanciando de seus donos, como se estivessem passando para outra dimensão, diz a veterinária paulista Hannelore Fuchs, especializada em psicologia animal. Cães e gatos idosos também exigem uma série de cuidados especiais. A aposentada paulista Zilda Carolis levou para casa a pinscher Minnie quando ela tinha 25 dias. A cadelinha era sempre agitada e brincalhona. Tornou-se uma companhia importante quando o marido de Zilda morreu, doze anos atrás. Com o passar do tempo, Minnie foi perdendo o vigor. Hoje, tem 16 anos. Além de quieta, está cega, surda, corcunda e sem olfato. Para cuidar dela, Zilda precisa fazer alguns sacrifícios. Não dorme fora de casa e até deixou de viajar no réveillon para lhe fazer companhia. Dorme com ela num colchão no chão e esforça-se para fazer com que se alimente – o que inclui preparar um cardápio variado diariamente e levar-lhe comida à boca. Quero dar a ela todo o conforto possível nesta fase da vida, diz Zilda.

Um cachorro torna-se idoso quando atinge 75% de sua expectativa de vida, conta que varia de acordo com a raça. Cães de porte pequeno, como o poodle, são considerados idosos a partir dos 9 anos. Os de tamanho médio, como o cocker, a partir dos 8. Cães grandes, como o labrador e o boxer, já são idosos aos 7 anos. No caso dos gatos, cuja diferença de tamanho entre as raças não é significativa, todos são considerados idosos a partir dos 8 anos. Um fator determinante na expectativa de vida dos gatos é o ambiente em que vivem. Em geral, gatos não gostam de grandes áreas ao ar livre. Os que são criados em ambientes fechados e protegidos tendem a viver mais. A dona-de-casa Vania Rombauer, carioca de 57 anos que mora há sete em Curitiba, é apaixonada por gatos desde a infância. Integrante de uma ONG que ajuda a castrar os bichanos, ela conta com a companhia de seis deles em casa. Samantha é a mais velha, com 16 anos. A gata enxerga muito pouco e com um olho só. Costuma se perder pela casa e, nesses momentos, Vania precisa socorrê-la. Ela diz que teve outros gatos idosos que davam ainda mais trabalho. Já deixei de viajar por causa dos meus gatos, mas não me arrependo, conta.

A maior incidência de doenças nos animais de estimação aumentou a demanda por recursos para tratá-los. Já existe no Brasil uma bateria de exames laboratoriais e de imagem, além de técnicas cirúrgicas, especiais para cães e gatos. Há tratamentos considerados modernos até para seres humanos que já são oferecidos aos animais, como o ultrassom com imagens em 3D, diz o veterinário Mário Marcondes, diretor-geral do Hospital Veterinário Sena Madureira, de São Paulo. Marcondes calcula que o atendimento a animais idosos no hospital tenha aumentado 30% nos últimos anos. Um animal de estimação idoso precisa fazer exames rotineiros e visitar frequentemente o veterinário. Se fica doente, os custos para o dono aumentam de forma exponencial. Foi o que aconteceu com Melanie, uma golden retriever de 12 anos. Seu dono, o economista carioca Diogo Thaumaturgo Aguiar, de 30 anos, conta que a cadela sempre teve saúde delicada – toma remédios para controlar a epilepsia desde os 3 anos. Depois de ela completar uma década de vida, seu estado piorou e os gastos de Aguiar com seu tratamento passaram de 200 para 800 reais por mês.

Melanie atualmente toma remédios para reumatismo, otite e hipotireoidismo, além de Gardenal, para a epilepsia. Também toma um complexo vitamínico para a pele, pois sofre de queda de pelos, e cortisona. Faz ainda quimioterapia para tratar um tumor na cabeça descoberto no ano passado. A lista de cuidados com Melanie inclui exames de sangue mensais e de ressonância magnética semestrais. Melanie é como uma criança. Não pode ficar sozinha e precisa de cuidados o tempo todo, diz Aguiar. Os donos de animais de estimação sofrem com a ideia de sua morte na mesma medida em que se esforçam para lhes proporcionar uma boa velhice. Alguns centros veterinários chegam a dispor de psicólogos para ajudá-los a superar o trauma quando o animal está desenganado. Nesse momento, é comum dizerem que nunca mais vão ter um cachorro ou um gato. A promessa só dura, em geral, até depararem com um filhotinho fofo clamando por cuidados e atenção.

Veja o quadro sobre a idade real dos animais

Veja os cuidados que você deve ter as doenças mais freqüentes de acordo com a raça do seu bichinho

Veja

São João de Campina é o pior dos últimos dez anos, dizem entidades de lojistas e donos de hotéis, bares e restaurantes

São joão de campinaO Maior São João do Mundo – edição 2014 – está chegando ao fim e as expectativas criadas pela organização do evento não estão se confirmando. Mesmo se tratando do segundo ano do São João na gestão do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), que prometeu um processo de inovação para o evento; e também o fato de estarmos em um ano de Copa do Mundo, não foram suficientes para, pelo menos, empatar com as edições anteriores.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nesta quinta-feira (03), duas entidades que representam setores que atuam diretamente na festa emitiram notas criticando a queda nas vendas, em relação a anos anteriores. O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindcampina), Divaildo Bartolomeu, disse que o movimento nos restaurantes está aquém do esperado.

Segundo ele, a Copa do Mundo, que deveria contribuir para a vinda de turistas para O Maior São João do Mundo, em nada tem contribuído para o sucesso do evento. Ele criticou a organização do São João, afirmando que não houve divulgação suficiente da festa junina de Campina Grande este ano.

“Não houve uma divulgação eficiente da festa. O marketing deveria ter sido feito com maior força para incentivar o turismo. As pessoas que vão às cidades sede da Copa não estão parando em Campina Grande para conhecer o São João, elas preferem acompanhar as seleções de seus países. Dizer que a Copa influenciou o turismo em Campina Grande está fora de cogitação”, explicou o presidente do SindCampina.

Comércio fraco
Já o empresário Arthur Bolinha – que é presidente da Federação das CDLs da Paraíba – revelou que o mês de junho de 2014 foi o pior em termos de vendas no varejo dos últimos 10 anos. Apesar da projeção de crescimento de 10% no período dos festejos juninos, comparado ao mesmo período do ano passado, alguns lojistas reclamam do baixo movimento de consumidores no centro de Campina Grande.

Segundo a FCDL, para muitos comerciantes a falta de segurança tem sido o principal fator para que os consumidores deixem de frequentar as lojas do centro da cidade. Outro fator apontado pelos lojistas para explicar a baixa nas vendas é que está cada vez mais difícil encontrar vagas de estacionamento e essa escassez faz com que os consumidores migrem para as lojas dos shoppings.

Os feriados e a mudança de horários devido aos jogos da Copa do Mundo também não estão ajudando o comércio a manter o bom desempenho apresentado em anos anteriores. De acordo com os lojistas, o movimento no centro de Campina Grande deve ficar 5% abaixo do que foi registrado durante o mesmo período de 2013.

Redação iParaiba com Ascom

 

‘EM RESPEITO À JUSTIÇA ELEITORAL, O PORTAL FOCANDOANOTICIA.COM.BR SUSPENDE TEMPORARIAMENTE A PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS POLÍTICOS NESTE ESPAÇO PARA EVITAR EVENTUAIS CASOS E INTERPRETAÇÕES DE PROPAGANDA ELEITORAL ANTECIPADA E/ OU USO PARA DENEGRIR PRÉ-CANDIDATOS. AGRADECEMOS AOS LEITORES PELA COMPREENSÃO.

Brasil ocupa últimos lugares em teste de raciocínio; veja lista

raciocinioA Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou nesta terça-feira (1º) o resultado do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) que pela primeira vez avaliou a capacidade dos estudantes do mundo todo em resolver problemas de matemática aplicados à vida real. O Brasil ficou em 38º lugar – num total de 44 países (veja o ranking completo ao final desta reportagem).

O resultado mostrou ainda que só 2% dos alunos brasileiros conseguiram resolver de matemática mais complexos. Entre os estrangeiros este número chegou a 11%.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No caso do Brasil, os meninos tiveram desempenho melhor que as meninas no teste. Os rapazes somaram 436 pontos contra 412 das moças.

Os últimos da lista foram Uruguai, Bulgária e Colômbia. Os países líderes são todos asiáticos: Cingapura, Coreia do Sul e Japão.

As habilidades não cognitivas foram testadas pela primeira pelo Pisa que é um exame reconhecido mundialmente por avaliar o desempenho dos estudantes em matemática, ciências e leitura. O Pisa é aplicado a cada três anos em alunos de 15 anos, faixa etária em que concluem o ciclo básico de ensino.

O último resultado foi divulgado em dezembro. Nas três disciplinas o Brasil teve desempenho abaixo entre os países da OCDE. Em matemática ficou em 58º lugar (foram 65 países analisados), foi o 55º em leitura e 59º em ciências.

MEC quer investir no ensino médio inovador
O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Francisco Soares, disse em entrevista ao Bom Dia Brasil, que o governo quer investir na qualidade do ensino e aumentar a participação das escolas em um programa criado em 2009, que promove melhoria no currículo escolar e amplia a carga horária. “Há um programa que é o Ensino Médio Inovador, onde essa questão de ser capaz de resolver os problemas concretos que a vida coloca está no centro do projeto pedaógico”, diz Chico Soares.

Na semana passada, o Ministério da Educação anunciou a criação em parceria com o Instituto Ayrton Senna de estudo de pós-graduação para cursos no Brasil e no exterior para formar pesquisadores e professores que estudem os impactos das competências socioemocionais, como otimismo, responsabilidade, determinação e curiosidade, no aprendizado dos alunos.

Os detalhes das bolsas, como o número que será disponibilizado, os valores, tempo de permanência e perfil de quem poderá ser beneficiado será definido em edital da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (Capes) que será publicado em até 90 dias.

O ministro da Educação, José Henrique Paim, afirmou que os estados e municípios que promoverem iniciativas que valorizem as competências socioemocionais dos alunos poderão recorrer a financiamentos do governo federal. “É um tema novo não é só no Brasil. Essa temática precisa ser estimulada em vários aspectos, seja na pesquisa, para formar massa crítica, seja no aspecto que envolve avaliação e implantação de políticas. Queremos também incentivar iniciativas que alguns estados têm, aquilo que o ministério achar condizente, vamos financiar.”

No total, foram avaliados 85 mil alunos de 15 anos em 44 países (veja a lista completa abaixo).

1º) Cingapura – 562 pontos
2º) Coreia do Sul – 561
3º) Japão – 552
4º) China/Macau – 540
5º) China/Hong Kong – 540
6º) China/Xangai – 536
7º) China/Taipé – 534
8º) Canadá – 526
9º) Austrália – 523
10º) Finlândia – 523
11º) Reino Unido – 517
12º) Estônia – 515
13º) França – 511
14º) Holanda – 511
15º) Itália – 510
16º) República Checa – 509
17º) Alemanha – 509
18º) Estados Unidos – 508
19º) Bélgica – 508
20º) Áustria – 506
21º) Noruega – 503
22º) Irlanda – 498
23º) Dinamarca – 497
24º) Portugal – 494
25º) Suécia – 491
26º) Rússia – 489
27º) Eslováquia – 483
28º) Polônia – 481
29º) Espanha – 477
30º) Eslovênia – 476
31º) Sérvia – 473
32º) Croácia – 466
33º) Hungria – 459
34º) Turquia – 454
35º) Israel – 454
36º) Chile – 448
37º) Chipre – 445
38º) Brasil – 428
39º) Malásia – 422
40º) Emirados Árabes – 411
41º) Montenegro – 407
42º) Uruguai – 403
43º) Bulgária – 402
44º) Colômbia – 399

G1

Cássio diz que “a Paraíba não foi inventada nos últimos 3 anos” por Ricardo Coutinho

O senador Cássio Cunha Lima desabafou na manhã desta sexta-feira (21) na reunião da executiva do PSDB, em Patos, sertão da Paraíba. Durante o encontro, Cássio foi enfático ao afirmar que “a Paraíba não foi inventada nos últimos 3 anos”.

Em tom de indiretas, Cássio criticou o governo de Ricardo Coutinho ao afirmar que a falta de diálogo é “coisa do século passado, de coronelismo, de ditador”. Ainda alfinetando, o senador destacou em seu discurso que “quem governa respeitando a dignidade humana faz mais e faz melhor”.

Na reunião da executiva do partido, foi aprovada por unanimidade a tese de candidatura própria do PSDB para o governo do Estado. Foram feitas três perguntas aos filiados presentes no evento: se aprovavam a continuidade da aliança com o PSB, se aprovavam a candidatura própria do partido e qual seria a cor da campanha. Os tucanos reprovaram a continuidade da aliança, aprovaram a candidatura própria e escolheram amarelo como cor de campanha.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O deputado estadual Antônio Mineral, único tucano na Assembleia Legislativa, não compareceu ao evento de seu partido. Antônio Mineral tem seu reduto eleitoral na região de Patos e alegou que tinha outro compromisso.

 

click pb